06 dezembro 2011

As actas da Câmara Municipal...

Sessão de 02 de Junho de 1959
…realizou-se a reunião ordinária semanal, sob a presidência do Excelentíssimo Senhor Manuel Filipe Pereira da Silva Magalhães Mexia,, estando presentes os vereadores Senhores Doutor José Caldeira Areias, Doutor Joaquim Arco e Engenheiro António Barroso, Engenheiro agrónomo Raul Veríssimo de Mira, Afonso Henriques Rocha.
Não compareceu o vereador Senhor Joaquim Rodrigues Simões, cuja falta foi julgada justificada
.
Pessoal – Licença graciosa
Foi deliberado conceder as seguintes licenças graciosas:
a.) a Maria Graciete Faria da Silva Fernandes, escriturária de segunda classe – vinte e oito dias
c.) a José Jorge Labareda Pinto, motorista – trinta dias
d.) a José Pedro, bombeiro, dos Serviços de Incêndios – 30 dias
e.) a José das Dores Arranja, contínuo, dos Serviços de Viação e Obras trinta dias.
.
Feira de Sant’Iago
A propósito da Feira de Sant’Iago do corrente ano, deliberou a Câmara que o período do seu funcionamento se fixa entre os dias vinte e sete de Julho e nove de Agosto, inclusive.
Mais foi resolvido que sejam publicados os editais respectivos, mantendo-se as disposições do ano anterior, com as seguintes excepções:
a ) “Será proibida a instalação, no Recinto da Feira, de barracas que contribuam para a desmoralização pública, nomeadamente as chamadas “barracas de tiro” ou, ainda, das que não funcionem de harmonia com o Edital do Governo Civil de Setúbal”
.
Banda e tropas da Marinha Real Inglesa
O Senhor Presidente comunicou que, no próximo sábado, dia seis, se desloca propositadamente a Setúbal, por amável e honrosa deferência, uma Banda e tropas da Marinha Real Inglesa que se exibirão na Avenida Luísa Todi e darão um Concerto no Coreto da mesma artéria, pelas onze horas e quarenta e cinco minutos. Seguidamente convidou todos os Senhores Vereadores presentes, a assistirem ai acto, da tribuna que será levantada nas imediações do Coreto.
.
O Vereador Senhor Doutor José Caldeira Areias, referindo-se aos transportes e caminhos de ferro, disse que deveria haver paragens obrigatórias de comboios, no apeadeiro da Praça do quebedo, propondo que se oficiasse nesse sentido à Companhia de Caminhos de Ferro Portugueses.
O Senhor Presidente informou que o assunto foi já oportunamente tratado pela Câmara Municipal e pelo Governo Civil que, na altura, sugeriu a paragem alternativa em Quebedo e na Estação.

Sem comentários: