30 setembro 2011

O comendador sem comenda...

No "Público"
ontem, 29 09 2001
Um artigo de Pedro Lomba

Pedro Lomba

As duas enormidades que passo a enunciar envolvem verbas diferentes e pessoas diferentes em peso e estatuto. Mas são ambas um impiedoso retrato de como o Estado português é, no limite, apropriável por pessoas particulares.

A primeira (…) é o aumento da verba que o município de Lisboa - entidade, como sabemos, numa robusta situação financeira - se prepara para votar em benefício da Fundação Mário Soares.

Além dos 50 mil euros anuais que resultam do protocolo assinado em 1995, a vereadora da Cultura da câmara propõe uma contribuição adicional de perto de 15 mil euros (Correio da Manhã, 28-9). Aparentemente, ninguém percebe a razão para esta súbita e crescente generosidade do executivo de António Costa. Trata-se de um problema simbólico.

Sempre supus que, em época de cortes e contracção, seríamos todos obrigados a viver com menos. Manifestamente, há quem vá acabar por viver com mais. A oeste nada de novo.

O segundo caso é, obviamente, bem mais grave. Fundações privadas financiadas, no essencial, pelo Estado tornaram-se a última e promíscua moda do regime.

O caso mais espantoso de desvergonha é o da Fundação Arte Moderna e Contemporânea - Colecção Berardo, mais conhecido como o Museu Colecção Berardo, que se instalou no Centro Cultural de Belém em Lisboa, em 2006, através da ocupação total do seu centro de exposições.

O negócio da Fundação Berardo foi inconcebível, relembre-se. Num processo em que se envolveu directamente o primeiro-ministro Sócrates, o Estado português albergou na Fundação do CCB a famosa colecção do Sr. Joe Berardo, uma figura que, em Portugal, passa estranhamente por "empresário", a troco de condições ruinosas para o interesse público. Muita gente protestou na altura. O Presidente da República promulgou contrariado, tornando públicas as suas objecções (e vê-se agora como tinha razão). O deputado João Semedo, do Bloco, chegou a classificar o negócio como um "mecenato ao contrário": era o Estado que financiava a fundação de Berardo e não o "benemérito" que nos oferecia a sua filantropia.E, na verdade, analisados os estatutos da fundação, era o horror. Além das despesas de funcionamento da fundação, a contribuição financeira a que o Estado se obrigou envolvia a transferência, através do Ministério da Cultura, de uma verba anual avultada para um fundo de aquisição de obras de arte que só terminará em 2015.

Claro que, depois deste incrível favor, deu-se a troca de poder pelo poder, porque, quando foi preciso que Berardo, através de um financiamento especial que lhe foi concedido pela Caixa Geral de Depósitos, entrasse no golpe da tomada do BCP - hoje um assunto mais do que público -, o especulador declarou-se mais do que presente. Tudo isto só podia ter um mau epílogo.

Hoje, o Sr. Berardo tornou-se um dos mais célebres devedores do banco público. Está com a corda na garganta. Em Janeiro de 2009, o Diário Económico noticiava que Berardo entregou a colecção como garantia aos bancos que o ajudaram na compra de acções do BCP. A mesma colecção cujo fundo de aquisição o Estado todos os anos financia. Se pensarmos duas vezes, percebemos a absoluta imoralidade de tudo.

Parece agora que o Sr. Berardo, que volta e meia enxovalha pessoas a quem acusa de crimes e torpezas, não consegue pagar os salários deste mês da sua fundação, pelo que decidiu acusar ontem a fundação do CCB de ter um "saco azul" no estrangeiro, dardejando os membros do conselho de administração do centro com várias "honrarias". A fundação já respondeu e, é preciso dizer, é bem feito para Mega Ferreira, que ficou mudo em 2006 e agora está a ser atacado com brutalidade. Porque aquilo que interessa ao Sr. Berardo é isto que ele diz: "Se querem poupar nas despesas das fundações, era melhor a Fundação Berardo e o CCB se juntarem". Nada mais oportuno. Resolvia-se de uma vez o seu problema. Infelizmente, não se resolvia o nosso, nem o dos bancos, que, numa manobra irresponsável, lhe emprestaram há anos o que agora não têm.

Pedro Lomba - Jurista

29 setembro 2011

Esse homem fatal e atento...

"Dr. Pinto Monteiro, olhe para Berardo & capitalismo chico-esperto"
In. "Expresso"
em 22 09 2011

O Procurado Geral da República, Dr.Pinto Monteiro

"O dr. Pinto Monteiro, esse homem fatal e atento, acha que há indícios de crime nas contas da Madeira. Pois claro, dr. Pinto Monteiro. Bater no ceguinho é uma actividade digna como outra qualquer. Mas onde andou V. Exa. quando o ex-primeiro-ministro transformou Portugal inteiro numa opaca Madeira em tamanho XXL? Onde? E, já agora, outra perguntinha: se há indícios de crime na Madeira, não existe nada nas contas e continhas e esqueminhas do BCP/CGD/Berardo/Vara? Nos nossos excelsos códigos napoleónicos, não existe uma figura, uma alínea para aplicar ao esquema entre o CGD/BCP/Berardo/Vara? Nada?
Não sabe do que estou a falar, meu caro? Não tem mal, eu refresco-lhe a memória. A CGD - o banco estatal português (isto é, meu e seu) e que deveria usar as escassas poupanças dos portugueses no fomento da nossa produção - gastou centenas de milhões de euros para financiar investidores privados para que estes tivessem a possibilidade de fazer uma OPA silenciosa sobre outro banco, o BCP. Um único indivíduo, um senhor que se veste à zorro, obteve da CGD uns míseros 360 milhões de euros para comprar quase 5% do BCP. E sabe o que é notável? Este zorro da África do Sul, o Johnny Berardo, deu como garantia à CGD as próprias acções que comprou.

Joe Berardo
Não é um esquema notável? Se as coisas corressem bem, o Johnny vendia as ações e metia o lucro no seu bolso, sem nunca arriscar um cêntimo do seu próprio dinheiro. Se tudo corresse mal, quem se lixava era a própria CGD e os contribuintes (eu e V. Exa.). Parece que a realidade optou pela segunda hipótese. Consequências deste capitalismo chico esperto? Ainda não vi nada."
.
Artigo da autoria do jornalistaHenrique Raposo

Escrito na pedra...

No "Público"
de 28 09 2011
.
"Os únicos homens verdadeiramente felizes são os que buscam uma maneira de serem úteis aos outros".
.
Albert Schweitzer
Filosofo alemão, médico em Lambaréné (Gabão) e Nobel da Paz(1952)
1875- 1965

28 setembro 2011

São quadras, meu bem... são quadras!....

Ris de mim, mas eu de ti
Não me sei rir, nem preciso
Quem tem juízo não ri

Dos que não têm juízo.
.
Com um agradecimento especial
a António Aleixo

27 setembro 2011

Beira Baixa - 1963 - Novembro

10 de Novembro
Novo Comandante Distrital da Legião Portuguesa
Assumiu as funções de Comandante Distrital da Legião Portuguesa de Castelo Branco, o Sr. Tenente-Coronel Vasco da Costa Salema.
.
10 de Novembro
Morreu José Portela Feijão
Faleceu na passada 3ªfeira, o Sr. José dos Santos Portela Feijão conhecido comerciante de papelaria e industrial de tipografia.
Foi fundador e proprietário do jornal “Era Nova” que deu origem ao jornal “Beira Baixa”, do qual foi seu proprietário durante alguns anos.
Chefe de uma família muito estimada em toda a cidade, gozava o Sr. Portela Feijão da maior simpatia e estima, motivo pelo qual a sua morte, ocorrida repentinamente, foi muito sentida, tendo o seu funeral constituído uma profunda manifestação de pesar.
O Sr. Portela Feijão tinha 65 anos de idade e era casado com a Sr.ª D. Maria Lucinda Jorge Feijão.
Era pai da Sr.ª D. Olívia Sérgio Feijão, D. Maria José Vieira Sérgio Feijão dos Reis Martins, da menina Maria Amália Belo Feijão, do Eng. Manuel Sérgio Portela Feijão, José Sérgio Feijão (casado com Helena Andrade, no Brasil) e do Eng. Fernando José Sérgio Feijão.
.
10 de Novembro
Dr.ª D. Carlota Landeiro
Depois de um curso brilhante no liceu e na Faculdade de Letras de Lisboa, encontra-se já a exercer o magistério na Escola Comercial e Industrial do Montijo, a Sr.ª Dr. Carlota Landeiro, filha do nosso prezado amigo e dos mais distintos e antigos colaboradores do nosso jornal, Sr. Prof. José Manuel Landeiro.
.
10 de Novembro
Dr.ª Maria José Norte de Oliveira Rainha
Defendeu há dias a sua tese na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, tendo obtido elevada classificação, a Sr.ª Dr.ª Maria José Norte de Oliveira Rainha
A jovem licenciada que frequentou o curso liceal na nossa cidade e se encontra já a exercer o magistério no ensino técnico, em Lisboa, desejamos as maiores felicidades.
.
24 de Novembro
Uma obra posta ao serviço da cidade e do seu turismo.
Vai ser em breve inaugurado um novo estabelecimento cujas instalações estão na fase de acabamentos.
A sua localização é na Alameda Salazar, frente à Casa Africana.
Como acontece sempre em casos idênticos, a nova construção tem servida de tema às mais desencontradas opiniões, mas o caso é que, de concreto, poucas pessoas sabem o verdadeiro fim a que se destina. Quisemos por isso ouvir o autor da iniciativa que tanto virá a valorizar a cidade, o conhecido industrial Sr. José Vidal Sestay, a quem se devem anteriores realizações noutros sectores
(…)
Ao mesmo tempo que nos ia chamando a atenção para os vários aspectos e pormenores, o Sr. Vidal elucidou-nos de que o pavilhão se destina à venda de jornais e revistas de que é representante, e de outras publicações e ainda de tabaco, selos, utilidades, objectos de artesanato beirão
(…)
Além de faltar á cidade um estabelecimento com estas características, acontece ainda que está aberto das 9 às 23 horas.
.
24 de Novembro
Domingos dos Santos Pio
Em tratamento da sua saúde, encontra-se em Lisboa o nosso prezado amigo Sr. Domingos dos Santos Pio, gerente da Auto Mecânica da Beira, Ldª e Presidente da Comissão de Turismo de Castelo Branco.
.
24 de Novembro
Casamento
Em Lisboa, na Igreja de São João de Brito, realizou-se o casamento da Sr.ª Dr.ª Maria Odete Antunes Bártolo, professora do nosso Liceu, com o Sr. Eng, Ruy Pereira Ramalho Ortigão.
Foram padrinhos da noiva seu irmão Eng.João Antunes Bártolo e a Sr.ª Dr.ª Maria do Carmo Fernandes Cavalheiro.

26 setembro 2011

Eles foram meus alunos...

...na Escola Secundária nº1, aos 4 Caminhos,
no ano lectivo de 1981/82

Vitória Margarida e Ana Maria Quadrilheiro


("roubei" hoje esta foto do Facebook... A Vitória e Ana Maria vão perdoar!"

Setubalense - 1963 - Abril

1 de Abril
Liceu de Setúbal
Um setubalense foi galardoado com o "Prémio Gulbenkian"
O Concelho Escolar da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa decidiu atribuir o prémio Gulbenkian de Ciências Jurídicas ao Aluno do 5ºAno, Rui Manuel Chancerelle de Machete, antigo aluno do nosso Liceu.
.
3 de Abril
Grupo Desportivo Setubalense "Os 13"
Assembleia-Geral
Presidente - Carlos José da Silva Gomes
Direcção
Presidente - João dos Santos
Conselho Fiscal
Presidente - Alpinto Brandão Soromenho
.
6 de Abril
Vitória FC
Foi empossado o Conselho Geral do Vitória Futebol Clube
A posse foi conferida pelo Presidente da Assembleia-Geral, Sr. Dr. Manuel Seabra Carqueijeiro.
Entre os empossados estiveram os Srs. Dr. Miguel Rodrigues Bastos, Major Magalhães Mexia e Dr. Manuel Antunes
.
6 de Abril
Medicina
Os ensinamentos de 1300 casos de Apendicite, operados com êxito expostos nos Serões Médicos, pelo Dr. Paulino Pereira (Título de 1ªpg)
.
6 de Abril
Excursões Escolares
Encontram-se em Madrid, os alunos finalistas do Liceu Nacional de Setúbal que ali foram em excursão acompanhados pelo Reitor, Sr. Dr. Estêvão Moreira e alguns professores.
.
8 de Abril
Círculo de Cultura Musical
Foram eleitos os Corpos Directivos da Delegação de Setúbal do Círculo de Cultura Musical
Assembleia-Geral
Presidente - Dr. Jorge Botelho Moniz
Secretário - Dr. Manuel Gonçalves Martins
Vogal - Francisco José Neto
Direcção
Presidente - Dr. Estêvão Ferreira Moreira
Vogais - Dr. Rogério Peres Claro
Vogais - Dr. Manuel Mário Carqueijeiro
Vogais - Manuel Martins Caro Marquilhas
Conselho Fiscal
Presidente - Eng. António Barroso
Secretário - Dr. António Teixeira Marques
Relator - Dr. Manuel José Constantino de Goes
.
8 de Abril
Política
O Dr. Teixeira Marques vai ocupar o cargo de Chefe de Gabinete do Ministro das Corporações
.
8 de Abril
Efeméride
Em 8 de Abril de 1835, a Câmara de Setúbal recomenda ao Engenheiro Cláudio José Lagrange Monteiro de Barbuda que continue a obra da ponte do Livramento, demolida durante as lutas liberais.
.
8 de Abril
Notícias pessoais
Teve na passada 6ªfeira (05.04.63) o seu bom sucesso a Sr.ª D. Maria Virgínia Costa Maldonado Gonelha, esposa do Sr.António Manuel Maldonado Gonelha.
.
8 de Abril
O Director Geral dos Desportos recebeu os Navalistas
Os dirigentes do Clube Naval Setubalense foram recebidos pelo Sr. Director Geral dos Desportos a quem fizeram a entrega do projecto do Pavilhão que vai ser construído mercê do valioso auxílio do Sr. Dr. Valadão Chagas. O projecto que é da autoria dos arquitectos Srs. José Luís do Nascimento e Oliveira e Renato Nogueira, mereceu o melhor agrado do Sr. Director Geral que manifestou o desejo de que a obra tenha início no mais curto espaço de tempo possível.
.
10 de Abril
Efeméride
Em 1864, foi colocada uma lápide comemorativa na casa onde nasceu Bocage, na antiga rua de S.Domingos.
.
Em 1946, tomou posse a Direcção do Vitória FC que teve como Presidente o Sr. Dr. Artur Gago da Silva, sendo Presidente da Assembleia-Geral o Sr. Carlos Faria Gomes.
.
13 de Abril
Banco Portugal
Jantar de despedida
Os empregados do Banco de Portugal em Setúbal homenagearam com um jantar o seu colega José Maria Rosa Mendes por motivo da sua recente promoção a chefe de escritórios e transferência para Leiria. O Agente Sr. Manuel Maranha Mousaco enalteceu as suas qualidades.
.
13 de Abril
Vitória FC
O Conselho Geral do Vitória escolheu os seus dirigentes.
Presidente: Dr. Manuel Antunes
Vice-Presidente: Dr. Henrique Rocha Ferreira
Vice-Presidente: Edmundo Gargalo
Secretário: Armando Agostinho Trindade
Secretário: Josué Ferreira Monteiro
.
15 de Abril
Vitória FC
O jogador Francisco Polido foi investido nas funções de "treinador" do Vitória.
.
17 de Abril
Teatro
"Ribalta" prepara a sua reaparição".
...todas as noites, com um entusiasmo que nada fica a dever ao dos profissionais, o corpo cénico comparece na sala do Ateneu para, sob a orientação cénica de Carlos Ferreira, ensaiar o aliciante original de Luís Francisco Rebelo, "Alguém terá de morrer".
Participam na representação da peça, a estrear durante o próximo mês, Maria Clementina, Mariana Pereira, Ana Rita, Silvina Brito, Fernando Jesus, Luciano Neves e Alberto Dias...
.
17 de Abril
Notícias .pessoais
Está felizmente em vias de completo restabelecimento a Sr.ª Dr.ª D. Ausenda de Carvalho Caetano Paulino Pereira, que se submeteu em Lisboa a uma melindrosa intervenção cirúrgica.
.
17 de Abril
Tribunal de Trabalho
Pelo Sr. Dr. José Pinto Fernandes Bronze, juiz da 1ªVara do Tribunal do Trabalho, foi empossado no cargo de Agente do Ministério Público, da 1ªVara, o Sr. Dr. José Maria Rodrigues da Silva
.
20 de Abril
Vida Municipal
A Câmara Municipal de Setúbal aprovou a Conta da Gerência do Ano Económico de 1962
Saldo anterior - 1.954.443,80
Receitas - 17.982.256,00
Despesas - 19.301.218,30
.
22 de Abril
Cidade
Um conhecido comerciante logrou várias pessoas e ausentou-se para o estrangeiro.
Há cerca de uma semana, ausentou-se desta cidade o comerciante Manuel Eduardo Chaveiro que, alem de uma sociedade com o Sr. Adelino de Sousa, sob a firma Chaveiro e Sousa ,Ld.ª, com sede na Praça de Bocage, negociava ainda em nome individual.
A partir de 6ªfeira última avolumaram-se as notícias de que o referido comerciante teria seguido, acompanhado pela família, para o Brasil, deixando variadíssimos compromissos por solver e tendo mesmo logrado alguns comerciantes.
.
22 de Abril
Notícias pessoais
Guarda o leito desde há alguns dias, na sua residência na rua Edmund Bartissol, 22, o Reverendo Padre Zófimo Luz, coadjutor de S. Julião, que foi atingido por uma aguda hepatite gripal
.
24 de Abril
Capitão Ernesto do Rosário
Do Regimento de Artilharia Ligeira, em Leiria, onde prestava serviço, foi transferido para o Regimento de Artilharia de Costa, em Oeiras, o Sr. Capitão Ernesto do Rosário.
.
27 de Abril
Cultura
O Orfeão de Setúbal, recém-formado, conta com cerca de 50 elementos. Faltam portanto cerca de 50, para se atingirem os números que haviam sido pensados. (É um apelo de "um grupo de orfeonistas")
.
27 de Abril
Manuel Envia
O conhecido e apreciado jornalista e publicista, através de cuja obra, a "Pequena história de Setúbal dos últimos quase cem anos" fica arquivada nos arquivos do jornal e opúsculo de inegável interesse, faleceu ontem, subitamente, às primeiras horas da manhã. Contava 92 anos.
.
29 de Abril
Cultura
De nível invulgar a exposição de pintura de Celestino Alves
.

25 setembro 2011

As "garotas" de Carrillo...

Humor antigo
com o traço de
Carrillo


-E depois de ter casado com o velho Smitson, a pobre fez uma horrível descoberta... O homem tinha ainda mais dinheiro do que havia declarado, mas também era mais novo do que tinha dito... Calcule o azar da pequena!...

24 setembro 2011

O Pires de Carvalho...

...é mais um aluno que "regressou" até nós,
através da internet.
António Manuel Pires de Carvalho
Liceu Nacional de Setúbal 1967/68




“Dr. Matos,
Sou um antigo aluno seu do Liceu de Setúbal. A Ivonete de Palmela enviou-me as fotos da nossa turma do 6º Ano que está no seu blog.
Eu depois de viver 20 anos em San Francisco, Califórnia, mudei-me para o México, onde vivo há 15 anos, em Guadalajara, Jalisco.
Já vou cumprir 60 anos este Novembro, sempre recordo com saudade esses tempos da nossa juventude no Liceu de Setúbal.
Graças ao Facebook tenho tido contacto com vários colegas de Setúbal. Como o mundo está cada vez mais pequeno...
Já com mais tempo vou seguir desfrutando do que está publicado no seu blog.
Durante o 25 de Abril, onde ajudei a conquistar a Televisão aos mouros. Estava nessa altura no Lumiar, na Escola Prática de Administração Militar, como cadete do Exército. Depois da tropa fiquei um pouco desencantado com a situação politica em Portugal e decidi ir para os States continuar a estudar. Agora sou licenciado em Administração, por uma Universidade americana e dedico-me a importar vinhos no México.
Um grande abraço e obrigado pelo tempo que nos dedicou quando professor. Graças a isso sempre tenho tido um grande amor pela natureza.
Antonio Manuel Pires de Carvalho


Pedi ao Pires de Carvalho que me enviasse uma fotografia actual para que eu pudesse "ter uma noção" mais profunda da "erosão" que o tempo também exerce sobre nós...


"Costumo fazer um pedido àqueles antigos alunos que, como tu, me “descobrem” na internet através do meu blogue, passados que foram mais de quarenta anos. Se puderes, e estiveres disposto a isso, envia-me uma fotografia tua, mas actual. É sempre surpreendente fazer comparações entre duas épocas tão diferentes das nossas vidas."


E ele não se fez esperar... Pouco depois eu tinha à minha frente a sua imagem actual. O António Pires de Carvalho com a Angelita e o Santiago, filho de ambos.
"A very, very happy family…"
(tal é o título desta fotografia que hoje me chegou vinda do México.)


Dando aulas de Enologia em Aguascalientes, México


Quando voltares a Setúbal ou a Palmela... ficas desde já "intimado" a dar uma aula de Enologia! Deixa comigo a escolha dos teus alunos...

23 setembro 2011

Eles foram meus alunos...

...em 1961/62

Rui Farinho e Mário Eduardo Fráguas

22 setembro 2011

Um apelo à Drª. Maria das Dores Meira...

Ponha aqui os seus olhos, Senhora Presidente do Município de Setúbal!
... e siga o exemplo vindo lá do meu "burgo"!!!...
A Câmara Municipal de Castelo Branco baixa o IMI em cerca de 20%!!!...
O Presidente Joaquim Morão

Um exemplo a ter em conta pela Drª Maria das Dores Meira...

“A Câmara de Castelo Branco decidiu baixar as taxas do Imposto Municipal sobre Imóveis em cerca de 20%. Com esta redução, a aplicar já em 2012, a autarquia pretende apoiar a população numa altura em que a crise começa a ser sentida..
A medida foi garantida ao Reconquista pelo próprio Presidente da Câmara.
Deste modo, as taxas passarão dos actuais 0,7% para 0,6% e de 0,4% para 0,3%, o que representa um esforço de 1,3 milhões de euros para os cofres do Município.
O Presidente da Câmara considera que “esta é a altura própria para baixarmos esse imposto. Acautelámos desde há muito tempo, de modo prudente, todas as receitas e despesas. Neste momento, numa altura em que os albicastrenses mais vão sentir as dificuldades económicas que o país atravessa, decidimos baixar este imposto que irá beneficiar a população”, justifica Joaquim Morão.
O autarca lembra que “é agora que as famílias vão começar a sentir mais dificuldade económicas, pelo que é agora que necessitam de apoio".
Em Castelo Branco, a Câmara está em contra-ciclo com o país, pois enquanto se aumentam impostos em Portugal, nós estamos a baixá-los. E isso só é possível fruto de uma gestão eficaz, que acautelou as suas receitas e tratou ainda melhor das suas despesas.
Joaquim Morão explica que com esta medida “é feita uma redução significativa nas taxas do IMI, devolvendo aos cidadãos cerca de 1,3 milhões de euros”.
O presidente da Câmara de Castelo Branco explica ainda que “a autarquia nunca aumentou esse imposto, limitando-se a cumprir as taxas permitidas por lei”.
Será pedir muito, Drª Maria das Dores??!!... Será que os vereadores do PS e do PSD lhe vão criar dificuldadas??!!!... Espero que consiga superar algumas possíveis dificuldades...

(Grato e com a devida vénia ao jornalista de “Reconquista”, João Carrega.)

Adicionar imagem

Dá para pensar e muito!!!

Corre na net....

Mário Araújo Ribeiro


«Concluí que a minha filha desempregada e o meu filho dentista com falta de clientes (ambos divorciados) têm de intentar acções judiciais contra mim, para eu ser CONDENADO a pagar "alimentos" (no sentido legal do termo) aos meus netos. Porque, com uma sentença judicial, eu posso descontar essas despesas no IRS e, se ajudar voluntariamente, não posso.

Se encontrar uma saída, transmito-a a todos os avós. »

Mário Araújo Ribeiro
Juiz-Conselheiro (Jubilado)

Se o Meritíssimo Mário Araújo Ribeiro
não encontrou uma solução legal...

Fotografias de Castelo Branco...

O antigo Liceu Nacional de Nun´Álvares
que frequentei durante os dois primeiros
períodos do ano lectivo de 1945/46

Actual Museu Francisco Tavares Proença Jr

21 setembro 2011

O pintor Júlio Resende...

...morreu hoje, em Gondomar. Tinha 93 anos .

Júlio Resende

Diplomado em pintura, pela escola de Belas-Artes do Porto, fez a sua primeira exposição em 1944, na I Exposição dos Independentes.
Esteve presente, em 1956, na inesquecível Exposição de Pintura Contemporânea, realizada na Associação de Estudantes da Faculdade de Ciências de Lisboa, à Politécnica...
Diplomou-se em Pintura em 1945 pela Escola Superior de Belas-Artes do Porto
, onde foi discípulo de Dórdio Gomes. Fez a sua primeira aparição pública em1944 na I Exposição dos Independentes.
Em 1948, partiu para Paris, recebendo formação de Duco de la Haix e de Otto Friez. O trabalho produzido em terras gaulesas é exposto em Portugal em 1949 e as propostas actualizadas que Resende demonstra são acusadas pelos artistas portugueses, definindo a sua vocação de expressionista. Assimilou algum cubismo, vai construir na sua fase alentejana, e mais tarde no Porto, uma pintura caracterizada pela plasticidade e dinâmica, de malhas triangulares ou quadrangulares, aproximando-se de forma progressiva da não figuração. Do geometrismo ao não figurativismo, do gestualismo ao neofigurativo, a sua arte desenvolve-se numa encruzilhada de pesquisas, cuja dominante será sempre expressionista e lírica. Pintor de transição entre o figurativo e o abstracto, Resende distingue-se também como professor, trazendo à escola do Porto um novo espírito aos alunos que a frequentaram na década de 1960.
A obra pictórica de Júlio Resende revela que ele compreendeu a pintura europeia, porque a observou, experimentou e soube transmitir aos pintores e aos alunos que ele formou na Escola Suoerior de Belas-Artes do Porto.
Morreu hoje, no dia 21 de Setembro de 2011, aos 93 anos.

Passei o Dia Ouvindo o que o Mar Dizia...

Um poema de António Boto...

António Boto

Eu ontem passei o dia
Ouvindo o que o mar dizia.

Chorámos, rimos, cantámos.

Falou-me do seu destino,
Do seu fado...

Depois, para se alegrar,
Ergueu-se, e bailando, e rindo,
Poz-se a cantar
Um canto molhado e lindo.

O seu hálito perfuma,
E o seu perfume faz mal!

Deserto de aguas sem fim.

Ó sepultura da minha raça
Quando me guardas a mim?...

Elle afastou-se calado;
Eu afastei-me mais triste,
Mais doente, mais cansado...

Ao longe o Sol na agonia
De rôxo as aguas tingia.
«Voz do mar, mysteriosa;
Voz do amor e da verdade!
- Ó voz moribunda e doce
Da minha grande Saudade!
Voz amarga de quem fica,
Trémula voz de quem parte...»
. . . . . . . . . . . . . . . .
E os poetas a cantar
São ecos da voz do mar!...

António Botto, in 'Canções'

20 setembro 2011

Actas da Câmara Municipal de Setúbal

Sessão de 23 de Abril de 1959

…realizou-se a reunião ordinária semanal, sob a presidência do Excelentíssimo Senhor Manuel Filipe Pereira da Silva Magalhães Mexia, estando presentes os vereadores Senhores Doutor Joaquim Arco, Engenheiro António Barroso, Afonso Henriques Rocha, e Joaquim Rodrigues Simões.
Não compareceram os vereadores, Senhor Engenheiro agrónomo Raul Veríssimo de Mira e Doutor José Caldeira Areias, cujas faltas foram julgadas justificadas.
.
Passagem de alvarás
A Câmara decidiu deferir os seguintes pedidos:
a.) Restaurante Novo Dia, Limitada, para passar a explorar sob a designação de “restaurante bar” o estabelecimento de “casa de pasto”, instalado na rua Doutor Paula Borba número um e três, tornejando para a travessa Frei Gaspar, números quinze e dezanove.
.
Mais deliberou a Câmara nomear a seguinte Comissão para proceder ao estudo e projecto de municipalização (?) que deverá concluir no prazo de noventa dias :
Presidente – Engenheiro António Barroso, vereador.
Vogais – Chefe da Secretaria, Engenheiro João Rodrigues Aleixo, Director Delegado dos Serviços Municipalizados e Engenheiro Luís Novais Câmara Pestana, Chefe dos Serviços de Viação e Obras
.
Primeira Comissão Promotora da Feira de Santiago.
O Senhor Presidente apresentou a seguinte proposta que a Câmara deliberou, por unanimidade, aprovar.
“Até mil novecentos e cinquenta e oito foi sempre a Câmara Municipal por intermédio dos seus Serviços de Cultura e Turismo, a entidade promotora da Feira de Santiago fazendo face aos inerentes encargos, com as receitas do Turismo que agora revertem integralmente a favor da Comissão Regional de Turismo da Serra da Arrábida, recentemente criada. Ficou assim, desde então, o Município impossibilitado de continuar a realizar o certame que, embora com finalidade também turística, respeita apenas a um dos Concelhos dos três sob a jurisdição da Comissão Regional de Turismo que, devendo no entanto subsidiar, nunca poderá realizar ou suportar integralmente.
Daí a necessidade de, aliás à semelhança do que se passa com festividades similares de outras cidades do país, se constituir uma Comissão autónoma e particular, susceptível de fazer interessar todas as entidades privadas a que a realização possa, moral e materialmente, aproveitar, dada a sua possibilidade de polarização de interesses económicos locais de apreciável valia.
Assim, e porque a constituição da Comissão interessa principalmente a esta Câmara e à Comissão Regional de Turismo, tenho a honra de propor, de acordo com esta entidade que a Comissão seja formada pelas pessoas seguintes:
Presidente – Senhor Doutor Estêvão Ferreira Moreira.
Vogais – Senhores Arquitecto Fernando Alberto de Oliveira Casaca, Francisco José de Sousa Souto, José Cândido Arôcha e José Luís Ahrens Novais.
Esta parte da acta foi aprovada em minuta para produzir efeitos imediatos.

19 setembro 2011

E que tal a cadeia?...

Um artigo de Camilo Lourenço
Hoje, 19 09 2011 - 11:00
Jornal de Negócios, on line - 11h 00m

Camilo Lourenço

"Como é que esconde um buraco de 1113 milhões de euros durante três anos? Com cumplicidades." Alberto João Jardim


João Jardim pode dizer o que quiser para minimizar a sua inqualificável gestão. A única coisa que consegue é mostrar ao país que é um mentiroso compulsivo, a quem todos os Governos da República (à esquerda e à direita) deram cobertura. Uns (PSD e CDS) por cumplicidades partidárias e/ou governativas. Outros (PS e sucessivos presidentes da República) por medo.É altura de acabar com a reverência da República para com Jardim. É por isso que não chega dizer, como Passos Coelho, que os madeirenses devem tirar do episódio as devidas conclusões. Os eleitores não são justiceiros: se assim fosse, políticos condenados por corrupção não seriam reeleitos (as autarquias estão cheias deles).

O que deve, então, ser feito?

1 - Pedir ao Tribunal de Contas e ao Ministério Público que investiguem o caso. Mas como a investigação deve dar em nada (a sanção é uma multa de 25 mil euros…) o Governo tem de preparar-se para ir mais longe. Daí o ponto 2…

2 - Criminalizar este tipo de comportamento, aplicando penas de cadeia a quem prevaricar (autores e cúmplices). Mas penas dissuasoras: nada menos que 10 anos de prisão. Efectiva.

3 - Suspender a autonomia financeira das Regiões (e autarquias com o mesmo comportamento) durante o tempo que durar o programa assinado com a Troika. A suspensão da autonomia é ilegal? Muda-se a lei. O país, que se anda a matar para recuperar a credibilidade (este episódio deu cabo da pouca credibilidade ganha nas últimas semanas…), é mais importante do que uma simples Região.

Vamos ver se o "sr. Silva" e Passos Coelho estão à altura.

As "garotas" de Bernard Augesert

Humor antigo
com o traço de
Bernard Augesert


- Coitadinha!... Vou ver se ela perdeu qualquer coisa...

18 setembro 2011

Morreu um Amigo...

Faleceu ontem o José Pedro Barata.
Era o fotógrafo da cidade de Castelo Branco.

José Pedro Barata, em 26 10 2009


José Pedro Barata faleceu ontem, dia 17. Tinha 87 anos.
O funeral do decano dos fotógrafos albicastrenses realizou-se ontem à tarde.
José Pedro Barata nasceu em Alcains a 29 de Abril de 1924 e iniciou a sua actividade como fotógrafo em 1953.
Em Março de 1972 instalou a sua casa de fotografia na Avenida 1.º de Maio.
Outra boa recordação do bloco residencial onde morei já que era ali, no primeiro andar, que ele tinha o estabelecimento comercial e o seu laboratório de fotografia.
Em Novembro de 2005, publicou um livro auto biográfico a que deu o título "Imagens de uma vida" que teve a gentileza de me oferecer.
José Pedro Barata inicia esse "recordar de coisas suas" com um poema do comum Amigo António Salvado que aqui vos deixo...


Fotolírica

Uma Lágrima cai na face da ternura
uma rosa desperta desfolhada
nas fragas da tristeza
e há um calor solícito nos olhos
o tremor
do coração nos frutos da paisagem
a frescura da voz silenciosa
no diálogo
e a luz distante… os risos das crianças
a comunhão
e o tempo nu parado na sua rota
hera de amor… ou de revolta… ou esp’rança.

Que descanse em Paz...

Fotografias de Castelo Branco...

Praça do Centenário da República
antigo "Jardim por trás da Câmara"

Um bloco residencial com grandes recordações.
(foto obtida em 26 Out 2010)

17 setembro 2011

Escrito no vento...

"Quando uma mulher sofre em silêncio ... é porque está sem saldo no telemóvel."
.
Anónimo Sec 21
(Via...Pedro F. Machado)

Uma Opiníão...

... de Vasco Pulido Valente
sobre António José Seguro,
no Público, em 16 09 2011



Vasco Pulido Valente

Nunca, em quase 50 anos, conheci um político que se aproximasse tanto de não ser nada como António José Seguro. Não tem um currículo académico de qualquer distinção. Não tem um currículo profissional. Em 30 anos de PS raramente se deu por ele. Nunca esteve à frente de um grande ministério ou se distinguiu na administração do Estado. E o nome dele não está associado a qualquer grande causa. Mesmo se acabou por chegar onde chegou foi depois de uma catástrofe eleitoral sem nome e porque o previsto sucessor de Sócrates preferiu continuar na Câmara de Lisboa. Parece que, no meio deste mar de mediocridade, António José Seguro é muito bom a "trabalhar o partido", ou seja, a massajar o ego de "militantes" de segunda ordem e em angariar apoios para a sua própria promoção. Esta faculdade, ao menos, não há a menor dúvida de que o serviu.Durante o consulado de Sócrates, que (vale a pena lembrar) durou quase sete anos, não se ouviu um protesto ou uma crítica de António José Seguro. Para ele tudo estava pelo melhor no melhor dos mundos. Mesmo quando as coisas se tornaram claras para a maioria dos portugueses, continuou calado. Nem sequer no último momento declarou com clareza e alguma coragem a sua evidente candidatura. Preferiu sempre a evasiva e a dilação. E os socialistas votaram por ele, porque não podiam votar num herdeiro de Sócrates (que o eleitorado manifestamente execrava) e não havia uma alternativa decente. Até Mário Soares, pela única vez na sua vida, se absteve. E assim ficámos com um chefe da oposição sem uma ideia na cabeça e com um ar irresistível de seminarista.O congresso do PS e a intervenção na Assembleia da República de quinta-feira passada mostraram o verdadeiro Seguro. Um homem que repete de cor uma cartilha programática obsoleta; que não pára de garantir a unidade de um partido que ninguém pensa em dividir; que berra e estica o dedo para se fazer importante; e que não convence o mais plástico português. Claro que Seguro (e seu PS) se dispensaram de abrir a boca sobre o consulado de Sócrates, que os compromete pessoal e colectivamente. Mas não compreenderam que, se não se aliviarem dessa pesadíssima carga, só lhes fica o vácuo. Era bom que a história recomeçasse segundo as conveniências tácticas de cada um. Sucede que não recomeça e que Seguro foi apanhado entre um passado impossível e um futuro a que obviamente não pertence.

16 setembro 2011

És um "nojo", Alberto!...

...porque não te demites?!...
Passaste a ser uma "vergonha nacional"!!!... Vai-te embora...

Já estamos fartos de ti...

Alberto João Jardim

INE e Banco de Portugal dizem que Madeira escondeu “buraco” nas contas.
O Instituto Nacional de Estatística e o Banco de Portugal acusaram hoje a Administração Regional da Madeira de ter omitido informação relativa às suas contas públicas, que consideram "grave" e da qual
não têm conhecimento de casos similares.

Em causa estão
encargos que não foram registados e Acordos para Regularização de Dívidas que não foram reportados às duas entidades, responsáveis por apurar as contas nacionais. O INE e o BdP dizem que após diligências, terão chegado informações entre o final de Agosto e esta semana que dão conta de Acordos de Regularização de Dívidas celebrados em 2010, com um valor aproximado de 571 milhões de euros, dos quais não tinham conhecimento, mais 290 milhões de euros de juros de mora "que também não foram comunicados às autoridades estatísticas"

.
Já para este ano, mais 11 milhões destes acordos respeitantes a dívidas contraídas desde 2005 e juros de mora no primeiro semestre de 32 milhões de euros não foram reportados.
A Madeira não terá ainda comunicado encargos, que ainda não foram objecto destes acordos relativos a serviços de saúde de 2008, 2009 e 2010, em montantes de 20, 25 e 54 milhões de euros, respectivamente.

Fotografias de Setúbal...

Palácio da Comenda
(Arq.Raúl Lino 1927)

Foto obtida em 12 08 2011

15 setembro 2011

Parabéns!... Manuel Maria

Bocage faz hoje 246 anos...

Manuel Maria Barbosa du Bocage


Um poema: "O poeta asseteado por amor"

Ó Céus! Que sinto n'alma! Que tormento!
Que repentino frenesi me anseia!
Que veneno a ferver de veia em veia

Me gasta a vida, me desfaz o alento!

Tal era, doce amada, o meu lamento;
Eis que esse deus, que em prantos se recreia,
Me diz: A que se expõe quem não receia

Contemplar Ursulina um só momento!

Insano! Eu bem te vi dentre a luz pura
De seus olhos travessos, e cum tiro
Puni tua sacrílega loucura:

De morte, por piedade hoje te firo;
Vai pois, vai merecer na sepultura
À tua linda ingrata algum suspiro."


Bocage

14 setembro 2011

Fotografias de Castelo Branco...

O "Jardim por trás da Câmara" ...
(foto de 16 05 2004) ...agora transformado na ampla e bonita Praça do Centenário da República

13 setembro 2011

Actas da Câmara Municipal de Setúbal...

Sessão de 14 de Abril de 1959
…realizou-se a reunião ordinária semanal, sob a presidência do Excelentíssimo Senhor Manuel Filipe Pereira da Silva Magalhães Mexia, estando presentes os vereadores Senhores Doutor Joaquim Arco, Engenheiro António Barroso, Engenheiro agrónomo Raul Veríssimo de Mira e Joaquim Rodrigues Simões.
Não compareceram os vereadores Senhores Doutor José Caldeira Areias e Afonso Henriques Rocha, cujas faltas foram julgadas justificadas.
.
Contas da Gerência Municipal no ano de mil novecentos e cinquenta e nove (sic).
Foi presente a Conta de Gerência da Câmara Municipal relativa ao ano económico de mil e novecentos e cinquenta e oito que apresenta o seguinte movimento:
Saldo do ano anterior – seiscentos e setenta e nove mil duzentos e cinquenta e um escudos e vinte centavos;
Receita cobrada durante o ano – quinze milhões quatrocentos e vinte e quatro mil e trinta e oito escudos e sessenta centavos.
Total – dezasseis milhões cento e três mil duzentos e oitenta e nove escudos e oitenta centavos.
Despesa total efectuada – quinze milhões trezentos e quarenta e cinco mil novecentos e setenta e cinco escudos e noventa centavos.
Saldo em dinheiro que transita para a gerência imediata – setecentos e cinquenta e sete mil duzentos e treze escudos e noventa centavos.
Saldo em documentos que transita para a gerência imediata – quarenta e oito mil duzentos e vinte e três escudos e cinquenta centavos.
Depois de apreciada a conta, deliberou a Câmara aprová-la.

12 setembro 2011

Notícias da Isabel Carriço...

...mesmo agora tive conhecimento.
.
No passado dia 8 de Setembro, em reunião solene da Câmara Municipal de Montemor-O-Velho, por ocasião do feriado municipal desta vila, foi lançada pela Imprensa Nacional-Casa da Moeda, no âmbito dos festejos dos 500 anos do nascimento de Fernão Mendes Pinto uma moeda corrente comemorativa de 2 Euros, prestando assim homenagem ao engenho e ao espírito aventureiro do autor da Peregrinação. O verso e o anverso desta moeda comemorativa, de Fernão Mendes PInto

Arq. Fernando Branco e Isabel Carriço
(antiga aluna do Liceu de Nun'Álvares)

Descrição:


O núcleo da moeda comemorativa dos 500 anos do nascimento de Fernão Mendes Pinto – o explorador português cujo livro sobre as suas descobertas e aventuras nos mares e terras da Ásia foi postumamente publicado sob o título “Peregrinação” – apresenta a imagem de uma caravela a navegar num mar composto por uma série de referências (em forma de onda) a Portugal, a Lisboa, ao seu livro e a alguns dos destinos das suas viagens.


Bordeando a parte inferior do núcleo, figura a designação do país emissor (Portugal).

Flanqueado pelas datas “1511” e “2011”, o nome do explorador forma um semicírculo em torno da parte superior do núcleo.

A coroa circular externa exibe as 12 estrelas da União Europeia.
.
Volume de emissão: 520 mil moedas
Data de emissão: 2011
.

Parabéns à Isabel e ao Arq.Fernando Branco pela autoria de mais uma Moeda Comemorativa...

Exposições em que participaram:
FIDEM-Budapeste, Estocolmo, Colorado Springs, Hersínquia, Londres, Budapeste, Holanda, Alemanha; Europália 90; Amadora 93-Amadora 95.
.
Receberam o prémio COTY 2000 – “Most Historically Significant Coin”, Índia 1998.
.
Moedas
Lisboa Capital Europeia da Cultura, Iª Presidência Portuguesa da União Europeia, Flor dos Açores, O Lobo e onze séries dos Descobrimentos.´~
.
Medalhas
João Paulo II, Aljubarrota, Presidência Portuguesa, Alfredo Pimenta, Marconi

11 setembro 2011

Um poema de...

...António Gedeão

António Gedeão


Gota de Água

"Eu, quando choro,
não choro eu.
Chora aquilo que nos homens
sem todo o tempo sofreu.
As lágrimas são as minhas
mas o choro não é meu. "

in. "Movimento perpétuo"
escrito em 16 Fev 1955

10 setembro 2011

09 setembro 2011

Verão de 1954...

...em Alpedrinha Quase em frente à capela do Anjo da Guarda, no outro lado da estrada que liga Castelo Branco à Covilhã, encontrava-se a Quinta do Dr.Sá Pereira, o médico de Alpedrinha, também ele antigo aluno do Liceu de Castelo Branco, tal como o filho Luis Sá Pereira, então nosso colega, bem mais novo que nós e que, mais tarde, veio a ser distinto médico no Hospital de São Bernardo aqui em Setúbal onde, a uma sala daquele centro hospitalar foi dado, há uns anos atrás, o seu nome, bem patente na placa ali colocada.

Numa época em que o “ego” nacional vivia grandemente dos “feitos gloriosos” da sua equipa nacional de Hóquei em Patins e dos nomes de todos os seus jogadores desde o Raio até ao Jesus Correia, passando pelo Correia dos Santos, pelo Edgar e Emídio Pinto, o Dr.Sá Pereira (pai) resolveu “oferecer" ao filho Luis um campo de hóquei em patins que construiu na sua propriedade do Anjo da Guarda.

Naquela época, "nasceram" algumas boas equipas de Hoquei, na Beira Baixa. Equipas de Verão, é certo... mas boas equipas! Castelo Branco, Alpedrinha, Covilhã, Minas da Panasqueira, Fundão...
Havia um torneio de Verão a que quase todas concorriam. Nas noites em que havia jogos, a vila de Alpedrinha enchia-se de adeptos da modalidade e era bonito ver as bancadas, na altura já bem iluminadas, cheias de gente nova (e velha...) a aplaudir com entuziasmo os seus idolos regionais de então...

Que eu me lembre, as grandes vedetas, muito distantes da maioria dos outros jogadores eram, na equipa de Castelo Branco, o Luís Grilo, na de Alpedrinha, o Luis Sá Pereira e na da Covilhã, o Júlio Casaleiro... Os jogos entre as duas primeiras desta equipas eram sempre muito excitantes.

Um dia surgiu a ideia de homenagear o Dr.Sá Pereira (pai), o mentor daquela ideia de "plantar" no meio da Serra da Gardunha, aquele complexo desportivo...

Camilo Martins Bispo e Dr. Francisco Sá Pereira
(foto de 5 de Maio de 1956)


O jogo da noite disputado entre as equipas de Alpedrinha e de Castelo Branco foi um jogo muito especial... Tinha sido convidado a participar no evento, o famoso Jesus Correia, na altura, o maior jogador de hoquei nacional, que foi parte do jogo tendo integrado, em cada meia parte, cada uma das equipas....Já não lembro o resultado final... mas houve muitos golos, de todos os feitios, de todas as formas, jogadas que não se esquecem e uma confraternização no campo e na bancada que muitos ainda devem recordar com saudade...


No intervalo, realizou-se a homenagem ao Dr.Sá Pereira... e foi a mim que coube a tarefa de ler o texto do elogio daquele Homem ilustre que deixou o seu nome ligado a Alpedrinha...


Nesse momento cometi um "feito" heróico quando tive de subir àquele pequeno torreão no topo norte do recinto, por cima dos balneários, que foi feito... sem qualquer tipo de acesso. Foi de lá que li, com um microfone postado à minha frente, as palavras que alguem escreveu para o Dr.Sá Pereira ouvir...um tanto emocionado.


Eu também estava. E muito!... pois nunca tinha falado para tanta gente atenta às palavras que eu tive de dizer.

Momentos que não se esquecem... Momentos que se recordam...

08 setembro 2011

Parabéns!... 8 de Setembro

A Alexandra Godinho faz anos hoje...
Mil parabéns! E um "monte" de belas prendas...

Alexandra Kolontai Fernandes Ferreira Godinho

07 setembro 2011

Verão de 1954...

Em Alpedrinha...


A barraca armada junto ao adro da capela do Anjo da Guarda.
(como vês, Zé Galvão, a barraca era das “emprestadas” pela Mocidade Portuguesa)…
No outro lado da estrada nacional ficava a Piscina do Dr.Sá Pereira.
Passávamos lá os dias e as noites...
Era lá que cozinhávamos… era lá que tomávamos as refeições…. era lá que "inventávamos" aquilo que havia para fazer no dia seguinte...
De vez em quando, de dia, descíamos ao "povoado" para fazer as compras para as refeições...
De vez em quando, à noite, descíamos à "vila" para a confraternização ou para as festas e bailaricos...

Alpedrinha era a Sintra da Beira... ali passavam o verão muitos filhos de gente grada da região acompanhados já pelas "proles" respectivas… que estudavam em Lisboa ou Oeiras… Olá Cristina Belo!... Olá Manuela Serra…

06 setembro 2011

Na CNN...

A "cultura" americana é como o pó...
Surge sempre em qualquer canto!...

Esta é uma "informação" da CNN...

O actual Sporting...

Para levantar o moral aos meus amigos/as sportiguistas...
(Circula na net,)
.
ATENÇÃO: Uma pausa para um sorriso.
.
Alô, é da Liga europa?
- Sim.
- O Sporting está?
- Não, já saiu.
.
Alô, é da Liga dos campeões?
- Sim.
- O Sporting está?
- Sinto muito, mas ele nunca apareceu por aqui.
.
Alô, é da liga Portuguesa?
- Sim!
- O Sporting está ?
- Sim, tá lá em baixo, quer que eu chame?
- Não precisa, falo com ele na segunda.
.
Alô, é da Segunda de honra?
- Sim.
- O Sporting está?
- Não, mas deve estar a chegar ...
.
Desculpem... Isto é "apenas" uma piada!

Escrito na pedra...

No "Público"
em 05 09 2011
.
"Adopte o ritmo da natureza. O segredo dela é a paciência."
.
Ralph Waldo Emerson
escriror americano
1803 - 1882

05 setembro 2011

Esperança na Educação...

...é o título do artigo de João Carlos Espada,
no seu "Espaço Público" de hoje, dia 05 09 2011

Prof. João Carlos Espada

Transcrevo apenas alguns excertos deste artigo, cheio de actualidade que tem por sub-título:

"É muito estimulante ouvir um ministro definir como marcas uma maior autonomia das escolas e uma maior exigência."
.
(…) para que a esperança se não esfume, é importante que o impulso reformador de Nuno Crato enfrente no sector da educação um dos problemas-chave do país: a falta de concorrência efectiva.
.
É muito estimulante ouvir dizer a um ministro da Educação que as marcas que gostaria de deixar no seu mandato são sobretudo as de maior autonomia das escolas e de maior exigência.
.
É gratificante ouvir explicar que a falta de exigência no ensino penaliza sobretudo os alunos de famílias mais desfavorecidas: pensou-se "que a exigência vai prejudicar os pobres, quando no fundo é exactamente o contrário - vai dar mais oportunidades aos pobres".
.
É ainda muito gratificante ler a crítica do ministro da Educação aos sistemas centralizados e a defesa das soluções locais, tão próximas quanto possível dos problemas que é necessários resolver.
.
É gratificante saber que o ministro considera normal que, por exemplo, as aulas possam ter duração variável em escolas diferentes. E que o papel do Ministério da Educação não é dirigir em detalhe a vida e os programas das escolas, mas sobretudo o de "estabelecer apenas uns limites amplos dentro dos quais as escolas se organizem."
(…)
(no início da década de 1990, os suecos...) Basicamente, consideraram que a escola pública não abrange apenas a escola do Estado. Abrange todas as escolas, estatais, privadas ou cooperativas, que respeitem um conjunto de regras gerais (os tais "limites amplos dentro dos quais as escolas se organizem", para citar Nuno Crato). Os alunos podem então escolher livremente a escola - estatal, privada ou cooperativa, que subscreva essas regras gerais. E o Estado paga as propinas desse aluno, até um limite que é igual para todas. As escolas que aceitam este sistema de financiamento não podem cobrar mais do que esse limite.Os resultados desta reforma têm sido espectaculares. A qualidade do ensino, medida pelos resultados alcançados em exames nacionais, melhorou exponencialmente. Por isso, os ingleses foram estudar o "milagre sueco". A chave do milagre sueco chama-se concorrência. As escolas do Estado deixaram de receber alunos e financiamento pré-definidos pela área de residência (ou pela ausência de recursos dos alunos para pagarem escolas privadas). Passaram a ter de concorrer com todas as outras escolas para atrair alunos... e financiamento. Simultaneamente, surgiram novas escolas privadas e cooperativas, religiosas e não religiosas, muitas promovidas por grupos de professores, que aumentaram ainda mais a concorrência. Isto deu um significado à expressão "autonomia das escolas". Essa autonomia foi colocada ao serviço dos consumidores, isto é dos alunos e das famílias, e não do capricho de conselhos locais de autogestão (como é o caso inglês). Cada escola ficou assim, não apenas "autónoma", mas "autónoma" para procurar as melhores soluções susceptíveis de produzir os melhores resultados e, dessa forma, atrair mais alunos... e mais financiamento.Talvez também nós pudéssemos ganhar alguma coisa estudando o "milagre sueco".

04 setembro 2011

As "garotas" de Bernard Augesert...

Humor antigo
Com o traço de
Bernard Augesert

- Mulher prevenida vale por duas. Quando formos à lua, já tenho um vestido preparado...


03 setembro 2011

Foi na Festa das Vindimas...

...ontem à noite em Palmela.
Com uma pausa na chuva, o tempo permitiu ontem à noite, um espectáculo que poderia ter sido interessante se tivesse sido iniciado à hora a que fora anunciado. Com um atraso de uma hora e vinte minutos, talvez muitas pessoas se tenham distanciado do Palco do Fontanário, ali ao ar livre, onde no ano passado brilharam José Cid e António Ferreira Rosa.
Actuaram neste palco a artista Anabela integrada numa "Big Band Loureiros & Anabela" que mostrou ter bons profissionais, tendo sido convidados da noite Simone de Oliveira e F.Tordo. que agradaram, bastante mais ela do que ele...
Mas quem saiu vencedora deste "confronto" parece-me ter sido a Anabela.

Anabela

A "Velha Senhora", com a voz já cansada e nitidamente diferente da bela voz que já teve foi superada pela "gaiata gentil" que consigo interpretou duas ou três canções a duo.

Simone de Oliveira ontem à noite

A Orquestra "Big Bando Loureiros & Anabela" acompanha Simone

A Velha Senhora e a jovem conconetista agradecem aplausos

A Anabela fez quase todo o espectáculo...
antes e depois da actuação das "vedetas convidadas".