31 outubro 2011

Escrito na pedra...

No "Público"
em 15 10 2011
.
"O autor, na sua obra, deve ser como Deus no universo, presente em toda a parte, mas não visível em nenhuma."
.
Gustave Flaubert
escritor francês
1821 - 1880

30 outubro 2011

Aí está ele...

...no seu "melhor"!!...

O jovem "estudante" de Filosofia...

Hoje, dia 30 10 2011, no "Público",

"José Sócrates pede a deputados do PS para chumbarem orçamento"

Ex-primeiro-ministro telefonou a deputados que lhe são próximos.

Aprovação do OE significaria o reconhecimento da herança do “desvio colossal” António. José Seguro continua a resistir à pressão até negociar com o Governo.

Na quinta-feira da semana passada, mais concretamente dia 20 de Outubro, José Sócrates e António José Seguro almoçaram em Paris, naquele que foi o primeiro encontro entre o actual e o anterior líder do PS.

...mas o PÚBLICO sabe que há uma estratégia posta em prática por apoiantes de José Sócrates para pressionar o actual líder do PS a votar contra o Orçamento do Estado para 2012

O Sócrates não tem conserto!...

...e ainda julga que manda no partido...

Et quosque tundem, Catilina...?

In "Expresso"
de 29 10 2011
by Miguel de Sousa Tavares


Miguel de Sousa Tavares

.

"O sr. José, do mercado de Campo de Ourique, quase que me conseguia assustar esta semana, quando me disse que tinha ouvido na rádio que, a partir de agora, quem vai passar receitas não são os médicos mas os farmacêuticos.

Mas, depois de o ter escutado apreensivo, percebi que afinal se tratava apenas de mais uma vítima da propaganda indecente da Ordem dos Médicos.

E lá expliquei ao sr. José que tudo não passava de uma desesperada tentativa do Ordem para boicotar os genéricos, tentando fazer crer à população que a sua saúde está em perigo se ao médicos tiverem de deixar de receitar os medicamentos que lhes pagam os bailes de piratas em Santo Domingo, os congressos no Dubai, os cabazes de Natal e sabe-se lá que mais.
Este “direito adquirido” que consiste numa suave forma de corrupção tolerada naturalmente (quem não se lembra da figura institucional dos “delegados de propaganda médica”?), é apenas um daqueles assuntos em que a Ordem dos Médicos tem exercido um poder ditatorial sobre a política da saúde. Eles decidem também quantos estudantes de medicina pode haver (e condenam os sobrantes ao exílio), eles decidem quantos médicos podemos ter, eles decidem quando é que reconhecem habilitações tiradas lá fora, eles decidem quando é que ocorre negligência médica com consequências disciplinares e profissionais (que é nunca), eles decidem dos horários dos médicos do serviço público e também querem ser eles a decidir a política dos medicamentos e o dinheiro que nela gastamos.

Há quantos anos é que a Ordem dos Médicos prejudica o país?
Et quosque tundem?... (...Catilina, abutere patientia nostra…)
.
Até quando, Catilina, abusarás da nossa paciência??!!...
.
Não sei se o Catilina…, perdão, o Senhor Bastonário da Ordem dos Médicos já leu este artigo que Miguel Sousa Tavares escreveu ontem na sua “coluna”, do Expresso.
Convinha que o fizesse!... para ver se ganhava vergonha...

29 outubro 2011

Beira Baixa - 1964 - Fevereiro

02 de Fevereiro
A artista Maria Olguim, nascida em Castelo Branco
(Um título na 1ªpágina com uma foto do filme “O crime da Aldeia Velha”.)
É uma entrevista de Maria Olguim ao jornal “Beira Baixa”, conduzida por José Mendes (Serrasqueiro?).
.
02 de Fevereiro
Brilhante lição proferida pelo Dr. Frade Correia na sessão inaugural do Curso de Estudos Ultramarinos.
.
02 de Fevereiro
Uma estudante do Magistério Primário num Colóquio Vicentino, em França.
A distinta aluna do 2ºano da Escola do Magistério Primário desta cidade, menina Maria Margarida Silva Frade Correia, vai tomar parte num Colóquio da Conferência Vicentina, que se realiza em Bordéus, no próximo dia 7 de Março, acedendo assim ao honroso convite com que as Conferências de S.Vicente de Paulo a distinguiram.
.
09 de Fevereiro
Novos dirigentes da Mocidade Portuguesa
No penúltimo sábado, no gabinete do Delegado Distrital da Mocidade Portuguesa, na Casa da Mocidade, tomaram posse dos cargos de Director do Centro Extra-Escolar da Ala de Castelo Branco e Director do Núcleo de Estudos Ultramarinos da Casa da Mocidade Portuguesa da Covilhã, respectivamente, os Srs. Professor António dos Santos Folgado Frade e Dr. Francisco Ligório Morcela.
.
09 de Fevereiro
Tomou posse o médico chefe dos Serviços de Saúde dos Bombeiros Voluntários.
Na última 4ªfeira, no quartel dos Bombeiros Voluntários, realizou-se o acto de posse do Médico Chefe dos Serviços de Saúde, equiparado a ajudante de comando, o Sr. Dr. António Tavares Lobato Carriço
Estiveram presentes os Srs. Dr. José António Raposo Semedo. presidente da Direcção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários, Dr. João Martins Pinto Elvas, vice-presidente, Dr. Joaquim Gomes Carneiro, Manuel Rodrigues Salavisa, Manuel Ramos Tomás, Luis José dos Reis e José Meruje dos Santos, membros da Direcção.
.
16 de Fevereiro
Coronel Vasco da Costa Salema
Por ter sido promovido a Coronel, assumiu o cargo de Comandante efectivo do Regimento de Cavalaria 8, o Sr. Coronel Vasco da Costa Salema,
.
16 de Fevereiro
António José Boavida Correia Diogo
Na Casa de Saúde de São João de Deus, foi há dias submetido a uma intervenção cirúrgica de urgência, que decorreu com pleno êxito, o estudante António José Boavida Correia Diogo, filho do nosso estimado amigo Sr. Dr. José Catana Diogo, reitor do nosso Liceu e da Sr.ª D. Maria Isabel Catana Diogo.
.
16 de Fevereiro
Pedido de casamento
Pelo Sr. Antero Vaz Pardal, proprietário e comerciante nesta cidade, e sua esposa Sr.ª D. Maria Virgínia de Matos Santos Vaz Pardal, foi pedida em casamento para seu filho Sr. Dr. José Eduardo Santos Vaz Pardal, licenciado em Ciências Económico-Financeiras e, actualmente, oficial miliciano em serviço no Ultramar, a Sr.ª D. Maria João Mendes Flores Ribeiro, filha do Sr. Dr. Adriano Barros Ribeiro, advogado e proprietário em Ferreira do Zêzere e de D. Maria Nazaré Mendes Flores Ribeiro, já falecida.
O casamento terá lugar em Lisboa, no próximo mês de Março.
.
26 de Fevereiro
Com diminuta presença de sócios, a Assembleia Geral do Sport Benfica e Castelo Branco reelegeu os seus Corpos Gerentes.
Lida e aprovada a acta da anterior Assembleia, a actual Direcção, que apenas se manterá até ao próximo dia 2, como o Sr. Severino Martinho fez notar, foi reeleita como se segue:
.
Presidente – Severino Martinho
Vice-Presidente – Armando Martins de Brito
Tesoureiro – José Mendes Serrasqueiro
Tesoureiro adjunto – Rui Nunes Blasco
Vogal – António de Jesus Sousa
Vogal – Homero dos Santos Graça
Vogal – Augusto Russinho.

28 outubro 2011

Escrito no vento...

"No inferno os lugares mais quentes são reservados àqueles que escolheram a neutralidade em tempo de crise."
.
Dante Alighieri
1265 - 1321

27 outubro 2011

Uma "missiva" para o Senhor Baptista...

ExmºSenhor Baptista

Depois do pedido que lhe fiz no dia 12 de Outubro, sem de si ter obtido qualquer resposta, só posso deduzir que, além de ter falta de hombridade e de caracter, para além de ser um irresponsável naquilo diz... é também um cobarde!!... Uma espécie de avestruz que enfia a cabeça num buraco à espera que a "tormenta" passe... e o tempo a faça esquecer.
Não conte comigo para isso!...

O Senhor Joaquim Baptista

Em 09 10 2011, publiquei neste meu blog, uma fotografia de Castelo Branco que obtive em 26 10 2011 e que reproduzo de novo.

Mostra um sector da Praça do Centenário da República, na sua configuração actual, evidenciando a beleza de uma fachada da Câmara Municipal que, pelo menos desde 1960, esteve ausente dos olhos de todos os albicastrenses.

Nessa foto coloquei uma legenda que transmitia o que eu pensava sobre aquela perspectiva da Câmara Municipal:
"Como é que esta fachada tão bonita pode estar "tapada" tantas décadas?!... "


Uns dias passados, recebo uma mensagem de um Sr. Joaquim Baptista que nada teria de especial na crítica que faz, não fora o "pequeno" pormenor de a ter terminado acrescentando ao seu escrito uma frase que teve o condão de me ferir.
"Acho o seu comentário um exagero. Nunca esteve tapada, só não a viu quem não a quiz ver. Mais um bajulador."
Baptista dixit...
.
Resolvi contactar o senhor Baptista e enviei~lhe, num email, o seguinte texto:
"Exmº Senhor
Joaquim Baptista


Acabo de receber uma mensagem sua em que critica uma legenda que escrevi numa foto que obtive, há pouco tempo, em Castelo Branco.
Está no seu direito de criticar tudo aquilo que entender…
Vai ter de me explicar, no entanto, o que é que naquela legenda o levou a escrever a frase com que termina o seu “escrito” : “Mais um bajulador.”
E , se é certo que me considera um bajulador, gostaria também que me respondesse a uma outra pergunta: “Quem é que eu estou a bajular, naquela legenda que utilizei na fotografia da fachada posterior do edifício da Câmara Municipal de Castelo Branco?!”
Porque me sinto ofendido com tal comentário, gostaria de receber uma resposta sua a estas minhas dúvidas.
Espero que tenha a hombridade de assumir o que escreveu e responda com a brevidade aceitável a este meu anseio.
Só depois de receber uma resposta formal decidirei o caminho a tomar sobre este assunto.
Com a consideração devida
jjmatos"
.
E fiquei à espera de resposta...
Até hoje... nada!
Deve tratar-se de uma personalidade "intocável"!!...
.
Durante 45 anos, e todas as vezes que me deslocava a Castelo Branco, até 2005, sempre me alojei num 4ºandar da Avenida 1º de Maio (antes, 28 de Maio...) mesmo em frente do antigo Jardim "de trás da Câmara".



Sempre que vinha à varanda dava de caras com esse Jardim e via, Senhor Baptista, ali bem perto e uns metros mais abaixo, aquele espaço que o senhor diz que "nunca esteve tapado"...
Deixe que lhe lembre que existia um muro com cerca de 1,2m de altura por cima do qual emergia um gradeamento com outro tanto de altura e marginado, por dentro, por árvores altas e frondosas, desde o Mercado até ao edifício camarário.


É um facto que existia um portão junto do edifício camarário mas a partir de certa altura até foi fechado talvez para impedir que alguns "conhecedores do atalho" o utilizassem com frequência como passagem de acesso à Avenida Nun´Álvares... Claro que, virado para a Avenida Nuno Álvares, existia ali um outro portão através do qual os carros de serviço da Câmara e, eventualmente, alguns funcionários se serviam para estacionar por ali.
Na verdade o senhor não se deve lembrar disso... Quase nada se via. Os transeuntes que subiam a Avenida 1º de Maio, deslocando-se junto do passeio tinham dificuldade em desfrutar esta "relíquia" que ali esteve tapada desde há muitos anos.
E se não sabe... aprenda! Ninguém pode dar nada a ninguém... se nada tiver para dar...
E estando ligado ao ensino, como depreendo, devia ter mais cuidado consigo próprio e com aquilo que mostra! Os alunos não perdoam! São os nossos maiores (e melhores...) críticos...
Aprenda... investigue... e quando der opiniões... que sejam credíveis!!... E não fruto de "reservas" mentais... que, pelo que dá a entender, terão outro destinatário que não eu...
Vou deixar-lhe aqui algumas indicações sobre as árvores que por ali cresceram desde há muitas décadas. Pode ser que assim passe a ter vergonha daquilo que escreveu... senhor Baptista.("Nunca esteve tapada..." como diz na sua "crítica" )
.


Foto de José Pedro Barata (1944? 1945?)
Início da abertura da Avenida 28 de Maio


1. Na altura em que "rasgaram" a Avenida 28 de Maio (actualmente 1º de Maio) já lá existiam muitas árvores. Algumas foram abaixo... Outras ficaram, no espaço que estamos a considerar. Ficaram e continuaram a crescer, claro!... agora englobadas por um murete e um gradeamento, feitos então, que as separaram do passeio da avenida. Estrutura essa que tapava a visão de quem ali passeava... Estaríamos em meados da década de 40.
Esta foto de 1963 mostra, entre outras coisas, a proximidade das árvores do Jardim detrás da Câmara em relação à fachada posterior do Edifício


... e nesta outra, também de 1963, podemos confirmar a localização muito próxima do edifício, daquelas frondosas árvores que ali viveram até há três ou quatro anos.

Foto obtida em 25 de Dezembro de 1963...


O que é que os transeuntes daquele passeio podiam apreciar ao subirem a Avenida, sr.Baptista, da maravilha que atrás daquelas árvores se escondia?!...
... e aqui, uns anos mais tarde, também dá para ver a proximidade dos Cedros

Foto obtida em 24 de Dezembro de 1980


Na Páscoa de 1988, obtive esta foto que nos mostra muito bem a densidade do arvoredo que sempre existiu nequele antigo "Jardim de trás da Câmara"


Cedros frondosos existiam em abundância...
Como é que poderíamos admirar a fachada do edifício com um "bosque" à sua frente?!...


..."bosque" esse, bem patente nesta fotografia obtida no nevão de 1972 (1 de Janeiro), que nos mostra de uma maneira admirável, a impossibilidade de se apreciar o que estava por trás daqueles cedros para quem circulasse no sentido ascendente da Avenida 1º de Maio.

No dia 1 de Janeiro de 1972, nevou em Castelo Branco...
O telhado da Câmara estava a ser reconstruido



Esta fotografia vale pelo que mostra sobre a densidade da árvores que existiam no "Jardim detrás da Câmara", actual Praça do Centenário da República. Só um "olho especial dotado de Raios-X" conseguiria desfrutar o belo recorte arquitectónico que o Solar dos Viscondes de Oleiros apresenta no seu alçado posterior!!..


Dei-lhe a oportunidade de se retratar, de pedir desculpa pelo "impulso"... e, por mim, a "coisa" ficaria sanada.
V.Exª não o entendeu assim. Agora não me culpe por esta "missiva" que lhe envio... e que bem gostaria de ter evitado...


Mas V.Exª ficou "sem pio" quando lhe pedi uma explicação sobre a "aleivosia" que se permitiu "bolsar" a meu respeito...


Termina aqui o meu "diálogo"! Já me provou que não sabe dialogar...



A falta de hombridade que aqui ponho em destaque a este senhor "idanhense"... que é Joaquim Baptista, fez-me recordar um outro egitaniense, Homem que foi para mim um símbolo de Hombridade, de Honestidade intelectual, um Professor culturalmente imenso que conheci há mais de 50 anos aqui no Liceu Nacional de Setúbal e com quem aprendi alguma coisa daquilo que sou hoje - O Dr. Firmino de Deus Crespo.


Que pena não ter sido Professor do senhor Baptista, em Idanha-a-Nova...


Peço-lhe, a ele, que, lá no "assento etéreo onde subiu", desculpe as "impertinências" deste seu conterrâneo... que, com toda a certeza, não foi seu aluno!
.
(texto escrito em 19 de Outubro)

26 outubro 2011

Os médicos…

…vão tentar convencer os doentes a não deixarem mudar receitas nas farmácias.
Hoje, no "Público".
O bastonário da OM, Dr. José Manuel Silva


"Doentes vão receber folhetos para não trocarem o medicamento prescrito por outro mais barato."
Bastonário admite que alguns clínicos optem por só receitar remédios sem genérico disponível!!!...


Isto é que é do interesse do doente??!!!... Ou será apenas interesse do médico a ver “fugirem-lhe” as “benesses” que há muito usufruem da Indústria Farmacêutica??!!! Ou será que os médicos prescrevem os medicamentos sem saberem qual o princípio activo que elas contem, conhecendo apenas os remédios pelo nome do Laboratório que as fabrica?!...
Isto dá que pensar, Senhor Bastonário… Nem é preciso ser-se muito esperto


A acompanhar a receita de um medicamento, os doentes vão passar a receber um folheto entregue pelo médico a aconselhá-los a não autorizar qualquer alteração ao fármaco que lhes foi prescrito. É desta forma que a Ordem dos Médicos pretende reagir à nova proposta de lei de prescrição por Denominação Comum Internacional (DCI), apresentada pelo Governo e que será votada na Assembleia da República na próxima sexta-feira.
"Vamos aconselhar o doente a confiar no seu médico, na sua experiência e conhecimento, e a não se deixar ultrapassar por critérios comerciais".
.
Então?!... Até aqui, os doentes, não confiavam no seu médico??!!!....

O diploma impõe que os medicamentos passem a ser prescritos já não por marca, mas por princípio activo, cabendo depois ao farmacêutico e ao doente a escolha do remédio a dispensar.
A opção pelo medicamento mais barato permitirá potenciar o mercado de genéricos e levará a poupanças significativas para o Estado, que desta forma vê reduzidos os custos com a comparticipação de fármacos.
A medida estava, aliás, consagrada no memorando de entendimento com a troika que permitiu a Portugal o resgate financeiro internacional.

Além da publicação esta semana, como publicidade paga, de um comunicado do conselho nacional executivo deste órgão (OM) em vários meios de comunicação social, a Ordem dos Médicos promete reagir ao diploma com uma intervenção junto do doente, explicando num "folheto de forma simples as razões pelas quais ele não deve aceitar a substituição do medicamento prescrito por outro".
Outra das reacções possíveis dos clínicos será a opção por um fármaco protegido por patente, sem genérico disponível no mercado, mas que sairá bastante mais caro ao doente, diz o Senhor Bastonário...

"Então, Senhor Doutor, os médicos prescrevem fármacos a pensar nas patentes?!!!...

... e a pensar se há ou não há genéricos no mercado?!!... Não posso acreditar que isto foi pensado por si. Devo dizer-lhe que o meu médico coraria de vergonha se lesse este texto que eu li esta manhã...

Este último "naco de prosa" que diz respeito à possibilidade de o médico poder escolher um medicamento protegido por patente, para “evitar” fármacos mais baratos… deixou-me a pensar...
Então, Senhor Bastonário!!... Afinal quem é que quer comercializar a prescrição??!!...

Os farmacêuticos?!... Não me cheira...

Que interesses é que estão por trás deste “ódio” aos genéricos, Senhor Bastonário??!!...

Em certa altura deste "escrito" podemos ler:

"Esta solução proposta pelo Governo é prejudicial para os doentes e nós não podemos aceitar isso", defende o bastonário da OM.
Claro que não, Senhor Bastonário… Mas prejudicial, em quê?!!!...
Segundo explica, "o eufemismo da liberdade de escolha do doente permite que tudo seja substituído e a verdade é que não há essa liberdade porque o doente fica limitado à escolha das marcas disponíveis nas farmácias". "Este argumento da liberdade é demagógico e usado de forma maliciosa", conclui. Quem ganha com isto? "O farmacêutico", que vai poder "escolher ter na farmácia as marcas com quem tem melhor relação comercial", responde José Manuel Silva, considerando que o Estado está "a ceder ao poder das farmácias em detrimento dos doentes". "Não podemos tolerar isso.

"O Sr. José Manuel Silva, na defesa das “suas ideias”, não se importa de “emporcalhar” toda um classe profissional, utilizando palavras que, quando estiver só, num momento de contrição, irá com certeza arrepender-se de ter pronunciado…


O Bastonário da OF, Dr. Carlos Maurício Barbosa

"Não há qualquer dúvida sobre a qualidade, segurança e eficácia dos genéricos. Estes fármacos têm de demonstrar isso mesmo às autoridades para estar no mercado", responde, o bastonário da Ordem dos Farmacêuticos (OF).

"Há mais de 20 anos que andamos nesta conversa, com a OM a funcionar como força de bloqueio à promoção do mercado de genéricos", nota Carlos Maurício Barbosa, frisando que os reduzidos 20% de quota de mercado destes medicamentos "avançam penosamente". "O país precisava de atingir os 50%, 60% de quota."
O bastonário da OF devolve a acusação sobre o prejuízo dos doentes e defende que é a OM quem assume uma posição que "é muito má para as famílias portuguesas e para as finanças públicas". Sobre eventuais "atropelos ao código deontológico" dos farmacêuticos, Carlos Maurício Barbosa desafia a OM a denunciar os casos de que tenha conhecimento. "O que nos preocupa é o cidadão e o Estado", resume o bastonário, que desabafa ainda: "Percebo que a indústria dos medicamentos de marca esteja contra esta proposta, mas não compreendo esta posição da parte da OM".
.
Infelizmente, eu compreendo…
(Este texto foi baseado no artigo de Andrea Cunha Freitas, publicado hoje, no “Público”

Benção irlandesa...

Lindo...

O arco-iris...


"Que Deus lhe dê:
Para cada tempestade, um arco-íris.
Para cada lágrima, um sorriso.
Para cada cuidado, uma promessa.
E uma bênção para cada provação.
Que para cada problema,
A vida lhe traga alguém fiel com quem dividi-lo.
Por cada olhar, uma doce canção.
E, para cada oração, uma grande resposta.”
.

("roubado" no fb, à Margarida Carriço...)

25 outubro 2011

Memória recente...

3º Aniversário
25 Out 2008

Maria de Lurdes Macedo Mendes de Matos
R.I.P.

24 outubro 2011

Fraca sensibilidade...

No "Correio da Manhã"
Hoje, 24 10 2011
Paulo Macedo
Ministro da Saúde


"Os cortes no Ministério da Saúde, que dirige, podem atingir doentes de cancro. Muitos deles idosos e em dificuldades económicas”.
In Acima/Abaixo
.
O Senhor Dr. Macedo habituou-se a “abusar” de todos nós quando o anterior primeiro-ministro lhe entregou o cargo de Director Geral de Impostos, em 2007.
.
Espero que a sua falta de sensibilidade, neste assunto tão delicado, seja devidamente corrigida

Estadistas...

No ”Correio da Manhã
em 24 10 2011


Luís Marque Mendes

É pena que depois de tantos estadistas de envergadura, a Europa esteja hoje dependente de Merkel e Sarkozy”

in "Sem rodeios"
by
Luís Marques Mendes

Setubalense - 1963 - Julho

1 de Julho
Política
A Sr.ª D. Lídia Moniz Borba foi nomeada Presidente do Movimento Nacional Feminino, por ter resignado ao cargo a Sr.ª D. Maria Luisa Magalhães Mexia
.
1 de Julho
Presidência da Câmara
Foi convidado para Presidente da Câmara Municipal de Setúbal, o Sr. Dr. Manuel José Constantino de Goes, subdirector da Escola Industrial e Comercial desta cidade. A notícia que é do domínio público causou na cidade a melhor impressão.
.
3 de Julho
Movimento Nacional Feminino
O MNF a que preside a Sr.ª D. Lídia Moniz Borba, é constituído pelas seguintes Senhoras:
D. Maria Margarida Braga de Almeida - Vice Presidente
D. Ema Costa - Secretária
D. Maria Emília Rocha Santos - Tesoureira
D. Mariana Cavalheiro - Vogal
Drª D. Maria Manuela David Gomes - Vogal
Como colaboradoras, a Comissão conta ainda com as senhoras
D. Maria Laura Santana Maia Mendes Leonardo
D. Maria Manuela Branco Gomes
D. Maria Eugénia Chacatas
D. Lina Nazaré Fernandes
D. Maria Emília Pereira

D. Maria Teresa Sousa Uva Fernandes
D. Maria Helena Soares Franco
D. Maria Antónia Maia e
D. Ilda Bento Gonçalves
.
3 de Julho
O caso do estudante que recebia a cábula por radiofonia (no Liceu de Lamego - exame do 5ºAno)
... O Sr. Ministro da Educação, baseado no relatório que lhe foi presente pelo Reitor do respectivo Liceu, e depois de ouvir os irmãos Tiago Frederico e Fernando Frederico, os quais para isso vieram propositadamente a Lisboa, decidiu que sejam anuladas as provas do aluno apanhado em flagrante fraude -- o Gil Frederico -- que não as poderá repetir este ano.
.
3 de Julho
Escola Técnica
O Sr. Eng. Tomás de Jesus Machado da Costa Roque tomou posse do cargo de Professor Efectivo da Escola Técnica de Setúbal.
.
3 de Julho
Herdeiros
Certidão Notarial da Declaração de Herdeiros de Manuel Lourenço Carqueijeiro, do 1º matrimónio, com D. Virgínia Marques Seabra Carqueijeiro:
a) Dona Maria Elisa Seabra Carqueijeiro da Costa Pereira, doméstica, casada com o Doutor João Monteiro Costa Pereira, Juiz do Tribunal do Trabalho, residente em Lisboa, no Largo do Andaluz, 25 - 3º
b) Dona Maria Helena Seabra Carqueijeiro Catalão Espiga, doméstica, casada com Alexandre Catalão Espiga, industrial, residente na Covilhã.
c) Doutor Manuel Seabra Carqueijeiro, médico, casado com Dona Maria da Conceição Carvalho Araújo Carqueijeiro, doméstica, residente em Setúbal
na rua General Daniel de Sousa.
.
3 de Julho
Vitória FC
O vitoriano Tavira foi convocado para a selecção da Andebol que se deslocará ao Brasil
.
6 de Julho
Nascimento
Foi enriquecido com uma menina, o lar da Sr.ª D.Maria Luisa Barreto de Carvalho Torres e do Sr. Antero Torres, professor no Liceu de Setúbal. (nasceu a Isabel Torres)
.
6 de Julho
CMS
Antigo Campo dos Arcos
Ao Sr. Eng. António José Rebelo Pimentel dos Reis foi, pela Câmara Municipal, deferida a aprovação do ante projecto de um edifício a construir no lote 10 do plano de urbanização.
.
6 de Julho
VFC
Francisco Reboredo é o novo técnico do Vitória FC
.
8 de Julho
Academia L Todi
Exames de música na Academia
Deslocou-se a Setúbal no dia 4, um Júri do Conservatório Nacional constituído pelo próprio Director, Dr. Ivo Cruz e pelos professores D. Elisa Lamas e compositor Armando José Fernandes.
Os exames deixaram ao júri as melhores impressões e o resultado foi o seguinte:
No 2ºAno de Solfejo:
Maria Elvira Pimenta Camalhão - 16 valores
Helena Manuela da Silva Lino - 15 valores
Maria de Fátima Delgado da Silva - 14 valores
Maria Manuela Tavares da Silva Roupa - 14 valores
Maria Manuela da Silva Amado de Miranda - 13 valores
Maria Laurinda Barroso Santiago - 10 valores
.
10 de Julho
Câmara Municipal de Setùbal
Toma posse na 6ªfeira, o novo Presidente da Câmara de Setúbal.
Natural de Setúbal, onde nasceu em 14 de Agosto de 1930, o Sr. Dr. Manuel José Constantino de Goes é licenciado em Ciências Económicas e Financeiras
e pertence ao quadro do professorado da Escola Técnica, desempenhando actualmente as funções de Sub Director da Escola Industrial e Comercial de Setúbal. Exerce também
o cargo de Presidente do Vitória FClube, tendo ocupado há anos o lugar de Chefe dos Serviços Administrativos do Grémio do Comércio.
.
13 de Julho
CMS
A posse do Dr. Manuel José Constantino de Goes, como Presidente da Câmara de Setúbal. "Ninguém, suponho, poderá levar a mal o facto de me sentir particularmente satisfeito por ter sido possível entregar a presidência da Câmara a um setubalense" disse o Chefe do Distrito.
.
17 de Julho
Inaugurou-se esta tarde o Café Esperança.

.
20 de Julho
Cidade
O trânsito automóvel na Travessa da Alfandega passa a ser feito num só sentido. Passou a ser proibido o trânsito no sentido Sul - Norte.
.
22 de Julho
Desporto
Com foto do Vitor Hugo em acção numa moto
Vitor Hugo Delgado, um dos motociclistas setubalenses que procurará vencer os categorizados concorrentes de Lisboa, no Circuito da Avenida Luisa Todi.
.
27 de Julho
Figuras
Francisco Finura recebeu mais um prémio pela sua reconhecida coragem.
O jovem setubalense Francisco Augusto da Silva Finura que tantas provas tem dado da sua coragem no salvamento de pessoas no mar, acaba de receber mais um prémio -- a Medalha de Prata da "Coragem, Abnegação e Humanidade" e respectivo diploma, atribuídos pelo Instituto de Socorros a Náufragos, em virtude do salvamento de uma criança, que se registou em Cacilhas, em 10 de Agosto do ano passado.
.
29 de Julho
Apresentação do Coral "Luisa Todi"
É amanhã que se realiza no Cine Teatro Luisa Todi, a apresentação do novo Coral "Luisa Todi".
É o seguinte o programa:
1ªParte
Fandango, da 1ª Suite Alentejana, de Luís de Freitas Branco
Valsa, op.64. nº2. de Chopin
Variações, de Toco, tendo como solista (canto) Maria Cristina de Castro
Flocos de neve (divertimento), de Duarte Pestana
Valsa do Imperador, de Johann Strauss
Caro nome, da ópera "Rigoletto", de G. Verdi (solista: Maria Cristina de Castro)
Olhos negros, de A.Ferraris, e
Danças guerreiras, da ópera "O Príncipe Igor", de Borodine.
Orquestra de Música Ligeira Sinfónica, da FNAT (dirigida pelo Maestro Duarte Pestana)
.
2ªParte
Coro
Sobre a palha loira (canção de Natal) com música da Armando Leça e letra de Guerra Junqueiro
Menino Jesus à Lapa, harmonização de Américo Vieira.
Canção de Catherina, música de H. Nascimento e letra de Gil Vicente
Maria a Rocha, harmonização de Vasco de Brederode
Coro e orquestra
At the end of the day (Ao fim da Tarde), de Donald O'Keefe
Coro da "Viúva Alegre", de Franz Lehar (adaptação para 4 vozes mistas por A. Alemão)
Coro de Zingari (Coro dos Ciganos), de G. Verdi, da Ópera "O Trovador"
Coro dos Escravos, de G. Verdi (da ópera "Nabucco")
Alleluia, de Händel, da Oratória "O Messias" (é da tradição ouvir o "Alleluia" de pé)
Coro e Orquestra dirigidos por Américo Vieira.
.
31 de Julho
Coral
Foi um êxito a estreia do Coral "Luisa Todi".
Teve estreia verdadeiramente auspiciosa o Coral Luisa Todi. Pode afirmar-se que o novo agrupamento artístico agradou plenamente, tendo a sua estreia constituído um agradável êxito, pelo qual endereçamos as nossas calorosas felicitações, tanto ao seu dirigente, Sr. professor Américo Vieira cujos méritos foram mais uma vez confirmados, como a todos os seus componentes que assim se mostram à altura de manter uma tradição que afirma a potencialidade artística do meio setubalense.
Fez a apresentação do Coral, em oração de brilhante recorte literário, o nosso querido Amigo Sr. Dr. Luís Cabral Adão.
O público tributou espontaneamente ao Coral calorosos e prolongados aplausos que tornou extensivos à excelente Orquestra da FNAT, pois esta preencheu com o maior agrado a primeira parte do espectáculo, tendo, em parte da segunda, tocado em conjunto com o Coral Luisa Todi.

23 outubro 2011

Escrito na pedra...

No "Público"
em 12 10 2011
.
"Pode ter-se a paz. Ou a liberdade. Mas não contem em ter ambas ao mesmo tempo".
.
Robert A. Heinlein
escritor norte-americano
1907 - 1988

22 outubro 2011

São quadras, meu bem... são quadras!...

Cautela, ninguém se gabe
De ter tudo o que lhe apraz
Quem não tem nada é que sabe
A falta que tudo faz.

21 outubro 2011

Parabéns!... 21 de Outubro

A Luisa Abreu faz anos hoje...
Parabéns!... e um dia bem passado...

Maria Luisa Duarte Gomes Abreu

A crise...


...segundo Einstein.


Albert Einstein


Não pretendemos que as coisas mudem, se sempre fazemos o mesmo. A crise é a melhor benção que pode ocorrer com as pessoas e países, porque a crise traz progressos.
A criatividade nasce da angústia, como o dia nasce da noite escura. É na crise que nascem as invenções, os descobrimentos e as grandes estratégias. Quem supera a crise, supera a si mesmo sem ficar "superado".
Quem atribui à crise seus fracassos e penúrias, violenta seu próprio talento e respeita mais os problemas do que as soluções. A verdadeira crise, é a crise da incompetência. O inconveniente das pessoas e dos países é a esperança de encontrar as saídas e soluções fáceis. Sem crise não há desafios, sem desafios, a vida é uma rotina, uma lenta agonia. Sem crise não há mérito. É na crise que se aflora o melhor de cada um. Falar de crise é promovê-la, e calar-se sobre ela é exaltar o conformismo. Em vez disso, trabalhemos duro. Acabemos de uma vez com a única crise ameaçadora, que é a tragédia de não querer lutar para superá-la."


Albert Einstein
1879 - 1955
Morreu há 56 anos...

20 outubro 2011

Escrito no vento...

"Nascemos todos os dias, quando nasce o Sol. Começa hoje mesmo a vida que te resta."
(Lygia Fagundes Telles)

19 outubro 2011

O Último Segredo...

... é o título do último romance de José Rodrigues dos Santos

"O Último Segredo" de José Rodrigues dos Santos

A sessão de lançamento desta obra realiza-se no próximo sábado, dia 22 de Outubro, pelas 17horas, na Sociedade de Geografia de Lisboa, na rua de Santo Antão, nº100 (Junto do Coliseu)

18 outubro 2011

As Actas da Câmara Municipal...

Sessão de 13 de Maio de 1959
…realizou-se a reunião ordinária semanal, sob a presidência do Excelentíssimo Senhor Manuel Filipe Pereira da Silva Magalhães Mexia, estando presentes os vereadores Senhores Doutor Joaquim Arco, Engenheiro António Barroso, Doutor José Caldeira Areias, Afonso Henriques Rocha e Joaquim Rodrigues Simões.
Não compareceu o vereador Senhor Engenheiro agrónomo Raul Veríssimo de Mira cuja falta foi julgada justificada.
.
Ao iniciarem-se os trabalhos pediu e usou da palavra o vereador Doutor José Caldeira Areias que disse: “A recente visita do Senhor Presidente da República foi um acontecimeto a todos os títulos notável para a cidade de Setúbal.
O acolhimento feito a Sua Excelência teve um brilho invulgar, para o que muito contribuiu o grande esforço, interesse e dinamismo do Senhor Presidente da Câmara que, com o seu sentido de organização conseguiu que a Cidade de Setúbal fizesse uma condigna recepção ao Supremo Magistrado da Nação, muito se destacando o magnífico arranjo do Edifício dos Paços do Concelho.
Proponho que seja consignada em acta uma referência a estes factos e sejam louvados, ou por qualquer forma citados todos aqueles que contribuíram para um tão brilhante acontecimento que tão depressa se não apagará da memória dos que tiveram a felicidade de nele participar
.”
.
Concessão de alvarás
Deferir em princípio, de harmonia com pareceres favoráveis do Governo Civil, os seguintes alvarás
a.) do Clube Setubalense, para exploração de um bufete instalado na sua sede, situada na Avenida Luisa Todi, número noventa e nove, primeiro.
.
Pessoal
Quarto – Designar através de escrutínio secreto os seguintes servidores para provimento por contrato, dos lugares a seguir indicados:
Promoções
a.) Mário António Caló – de contínuo a fiel do Serviços de Secretaria.
d.) Manuel Calvinho – de fiel de segunda a fiel de primeira nos Serviços de Biblioteca.
e.) Ítalo Vieira dos Santos – de zelador a fiel de primeira nos Serviços de Fiscalização, Impostos e Posturas Municipais.
f.) Manuel Pinto de Almeida – de contínuo a zelador dos Serviços de Fiscalização, Impostos e Posturas Municipais.
h.) Jorge Jeremias da Silva – de assalariado de carácter eventual a zelador dos Serviços de Viação e Obras
i.) Fernando Artur de Oliveira – de assalariado de carácter eventual dos Serviços de Viação e Obras, a fiel de segunda nos mesmos Serviços.
l.) Joaquim José de Campos – de apontador de obras a fiel dos Serviços de Viação e Obras.
o.) Mário Silva Miranda - de assalariado de carácter eventual a zelador dos Serviços de Fiscalização, Impostos e Posturas Municipais
.
Quinto – designar ainda, através de escrutínio secreto (…) os seguintes indivíduos para provimento de lugares adiante indicados:
b.) Agostinho Ramalho Ferreira, para provimento do lugar de contínuo dos Serviços de Secretaria.
.
Sexto – designar para provimento dos lugares adiante indicados:
c.) Orlando José da Cunha Picoto, actualmente assalariado dos Serviços de Viação e Obras, num lugar de servente de primeira dos mesmos Serviços.
d.) Manuel Casimiro Tavares, servente de terceira dos Serviços de Viação e Obras, no lugar de servente de primeira.
.
Inauguração do Monumento do Cristo Rei
A Câmara tomou conhecimento de um ofício circular, do Senhor Presidente da Câmara Municipal de Braga, no qual se convidam todos os Municípios do Continente e do Ultramar, a fazerem-se representar na cerimónia de inauguração do Monumento Nacional a Cristo Rei que se realiza no dia dezassete do mês corrente
.

17 outubro 2011

Natal/2011...

Mesmo sem dinheiro para prendas... vamos fazer o Natal?!...

Começemos pelo presépio...

No comments...

Circula na net...

Por onde anda a Justiça?!...

Não se esqueçam deste senhor!...

José Sócrates paga almoços em Paris
Saiba a quem Sócrates pagou um almoço luxuoso em Paris.


O senhor José Sócrates

A história foi contada pelo secretário-geral da OCDE, o socialista mexicano Angel Gurría, durante a sua visita a Portugal na semana passada e tem como protagonista principal o ex-primeiro-ministro José Sócrates. Gurría ficou mais espantado do que os políticos portugueses que a ouviram, deliciados com todos os pormenores num jantar em Lisboa.
O cenário tem lugar à hora de almoço em Paris, mais precisamente num dos mais caros restaurantes italianos da capital francesa. As massas ali nunca custam menos de 100 euros por pessoa.

A propósito da presidência polaca da União Europeia, que se iniciou em Julho e termina em Dezembro, o embaixador de Varsóvia na Cidade Luz, Tomasz Orlowski, tem convidado vários grupos de representantes diplomáticos e políticos para almoços e jantares.
Há algumas semanas, Angel Gurría foi o convidado de honra de um destes repastos de relações públicas. Sentavam-se à mesa do embaixador Orlowski cerca de dez enviados diplomáticos dos mais diversos países da Europa.

Foi então que o secretário-geral da OCDE foi informado de que o ex-primeiro-ministro português José Sócrates também se encontrava no restaurante, acompanhado de um amigo.
Gurría, que conhece bem Sócrates, foi cumprimentá-lo, apresentando também o embaixador polaco e outros comensais. Cumprimentos trocados, voltaram para as respectivas mesas.
No final do repasto, já Sócrates tinha saído do restaurante, o embaixador Orlowski pediu a conta. Espanto geral, foram informados pelo empregado de que estava tudo pago pelo "senhor de Portugal".

É caso para dizer que a crise não é para todos...
.
Este texto de Paulo Pinto de Magalhães c
orre hoje na net...

Escrito na pedra...

No "Público"
em 11 10 2011
.
"Nunca interrompas o teu inimigo enquanto estiver a cometer um erro"
.
Napoleão Bonaparte
político e imperador francês
1769 - 1821

16 outubro 2011

As "garotas" de Carrillo...

Humor antigo
com o traço de
Carrillo

- Desisti do curso… Finalmente encontrei um marido!...

15 outubro 2011

Setubalense - 1963 - Junho

1 de Junho
PSP
O Sr. Capitão Álvaro Martins de Carvalho deixou as funções de Comandante Distrital da Policia de Segurança Pública.
O sr. Tenente Luís António Vasco assumiu, interinamente, o comando.
.
1 de Junho
Câmara Municipal de Setúbal
O Major Magalhães Mexia foi exonerado de Presidente da Câmara Municipal de Setúbal, em 29 de Maio, tendo-lhe sido conferido um louvor.
.
1 de Junho
Óbito
Morreu ontem com 80 anos, na sua residência da Rua de Bocage, nº22, o Sr. Manuel Lourenço Carqueijeiro, pai do ilustre Deputado Dr. Manuel Seabra Carqueijeiro
.
1 de Junho
Óbitos
Morreu anteontem, com 51 anos, na sua residência da rua Paula Borba, o Sr. Diogo Ferreira Ramos que era proprietário dos estabelecimentos Larbelo, Camisaria Derby e Sapataria Cristal.
.
1 de Junho
Justiça
O Dr. José Molarinho Mendes era o Juiz de Direito do 2ºJuizo
O Dr. José Valentim Madeira era o escrivão da 1ªSecção
.
3 de Junho
Cultura
Nova experiência da "Ribalta"
...O Grupo de Teatro do Ateneu Setubalense, "Ribalta", reaparece ao fim de um ano, com a peça de Luís Francisco Rebelo "Alguém terá de morrer".
...Ribalta é, pretende ser apenas, um grupo de teatro animado pelo ensejo de contribuir com a sua acção para a validez de um teatro positivo e, simplesmente... para despertar o interesse e, porque não dizer, do amor pelas coisas de Teatro nesta terra.
Ribalta" é o esforço abnegado de alguns: Mariana Pereira, Maria Clementina, Ana Rita, Sílvia Brito, Luciano Albuquerque, Salgado Soares, Fernando de Jesus e, sobretudo, do entusiasta, que é a alma do grupo, Sr. Carlos Ferreira que encenou a peça.
Trabalho honesto e desinteressado, fruto daqueles esforços que nos pede, mais, exige de nós o nosso contributo que apenas pode ser um: a nossa presença.
.
5 de Junho
Câmara Municipal de Setúbal
Comissão Promotora da Feira de Santiago
A Câmara Municipal de Setúbal designou para constituírem a Comissão Promotora da Feira de Santiago deste ano, os Senhores:
Carlos José Pinto
Dr. Manuel Gonçalves Martins
Manuel Dario Severo
Manuel Martins Caro Marquilhas
Amantino Benedy
.
5 de Junho
Cultura
Tertúlia CCS
No Salão Nobre da Câmara Municipal vai realizar-se no dia 7, mais uma sessão em que falará o Sr. Dr. Firmino Crespo, sobre"Poesia Medieval Portuguesa"
.
8 de Junho
Efemérides
Em 1915, faleceu em Setúbal, António Maria de Campos Rodrigues. Embora nascido em Lisboa era , pelo coração, de Setúbal, onde foi professor e Reitor do Liceu e jornalista, tendo fundado o jornal "O Distrito".
.
8 de Junho
Teatro Amador
Expressivo êxito assinalou a reaparição da "Ribalta", com a peça "Alguém terá de morrer"
Começa assim a crítica do Armando Trindade.
"Na sede do Ateneu Setubalense, pelas 22 horas, a actividade tradicional da colectividade é felizmente interrompida".
O tempo decorreu. "Ribalta" esteve à beira da desagregação...
Depois de um período de desalento, o Ateneu Setubalense decide-se por nova experiência.
O Grupo é novamente recebido em sua casa. E deita mão à obra, agora com preocupações muito maiores, nascidas naturalmente, da experiência colhida na primeira tentativa.
Havia que encontrar alguém capaz de dirigir, disciplinadamente, a mocidade que desponta para o Teatro. Alguém que amasse o Teatro e que a ele se entregasse de alma e coração. Carlos Ferreira era o Homem; assim ele pudesse e quisesse. Fez-se-lhe o convite, que Carlos Ferreira, em feliz hora, aceitou. Estava portanto preenchida a mais gritante lacuna da "Ribalta".
E o trabalho recomeçou, intenso, duro, esgotante, mas sem alardes publicitários exagerados, modestamente, porque modestos são, no fundo, quantos tornaram possível a estreia de "Alguém terá de morrer", de Luis Francisco Rebelo, na noite de 5 de Junho de 1963, no Cine Teatro Luisa Todi
Que grande, justificado e proveitoso salto deu a "Ribalta", em tão pouco tempo!...
(...) Ribalta surgiu-nos mais homogéneo, mais identificado com a arte teatral. De Salgado Soares (o mais evoluído), a Ana Rita (que vimos pela primeira vez), o grupo valeu pelo equilíbrio.
Foi no entanto visível a melhoria de alguns que já conhecíamos, ou não houvesse atrás deles, um dedo absolutamente apto.
Estão neste caso, por exemplo, Maria Clementina (Marta), cuja entoação melhorou bastante e Fernando de Jesus (Vitor Manuel) cuja dicção se revelou agora mais correcta.
(...) a reaparição da "Ribalta", com "Alguém terá de morrer" merece situar-se num plano de muito maior evidência.
Setúbal assistiu na 4ªfeira, à mais segura, brilhante e felicíssima demonstração de que as qualidades que lhe granjearam, há muitos anos, fama de cidade berço de bons realizadores de Teatro se mantêm inalteráveis.
Honra seja por isso ao Ateneu e ao seu magnífico Corpo Teatral.
Antes de iniciado o espectáculo, Alberto Paquete teceu algumas considerações sobre o Teatro amador e "Ribalta".
(...) Não podemos encerrar estas considerações sem uma saudação especial a Octávio Clérigo, autor do cenário (simples mas perfeito) e Maldonado Gonelha a quem a peça ficou a dever, pelo nível como jogou com a luz, uma boa parte do retumbante êxito alcançado.
.
8 de Junho
Poesia
Na pág.4, um poema de Carlos Rodrigues "A primeira carta de Amor"
.
15 de Junho
Cultura
Conferência do Dr. Firmino Crespo
Em mais uma manifestação cultural da Tertúlia CCS (Cultura Ciência e Saber) colaborou o Sr. Dr. Firmino Crespo, ilustre Professor do nosso Liceu, que dissertou magistralmente sobre o tema "Poesia trovadoresca medieval portuguesa".
Depois de um breve intróito, em que caracterizou as várias formas de poesia dos trovadores -- cantigas de amor e de amigo, vilancete -- e indicou as principais fontes para o estudo dessa poesia -- Cancioneiros de Vaticana e da Biblioteca Nacional--, o orador passou a ler, perante um auditório atento e interessado, um trabalho inédito em que estudou aquele período da nossa literatura, fazendo ressaltar as reminiscências ainda existentes no Cancioneiro popular português.
No final, e como nota inédita, o Dr. Firmino Crespo estabeleceu interessante diálogo com a assistência.

(Nota - Firmino de Deus Crespo era um ilustre filho de Idanha-a-Nova. Vim encontrá-lo, em 1959 como Professor Efectivo do Liceu Nacional de Setúbal, onde leccionava as disciplinas do (então) 1ºGrupo - Grego, Latim e Português); esteve, por essa altura, alguns anos em comissão de serviço como Leitor de Português, em Liverpool)
.
15 de Junho
Óbito
Faleceu em Luanda com 72 anos, a Sr.ª D. Elisa da Conceição Marques Ramos Reynaud, natural de Setúbal. Era mãe das Sras. D. Paulina Ramos Reynaud da Silva (casada com Guilherme Silva), D. Emília Ramos Reynaud Silva (casada com José Silva e Tesoureira da Câmara Municipal de Palmela), D.Maria de Lurdes Ramos Reynaud Ribeiro (casada com o Ten. Cor. Pára-quedista Alcino da Fonseca Ribeiro) e Vitor Manuel Marques Ramos Reynaud.
.
17 de Junho
Política
Dr. Manuel Sanches Inglês Esquível
Tomou posse como novo Delegado do Instituto Nacional do Trabalho e Previdência
.
19 de Junho
Religião
O Rev.º António Fernandes Pêgo é Pastor da Igreja Evangélica Batista, de Setúbal (é Pai do meu aluno Abel Real Fontes Pêgo)
.
22 de Junho
Vaticano
A Igreja elegeu o seu novo Chefe, o Papa Paulo VI
.
26 de Junho
Câmara Municipal de Setúbal
A nova localização dos Serviços Municipalizados
A Câmara Municipal de Setúbal homologou a resolução do Conselho de Administração dos Serviços Municipalizados, de arrendar, para sua instalação, as caves, r/c e 1º andar dos prédios construídos nos lotes 21 - 22, da Praça do Brasil. (urbanização Paraíso Pereira)
.
26 de Junho
Marinha
O antigo Capitão do Porto de Setúbal, Sr. Comodoro Laurindo Henrique dos Santos, foi nomeado para o alto cargo de Comandante Naval de Angola.
.
29 de Junho
Aniversário
Faz anos amanhã a Sr.ª D. Rogélia Vanda da Silva Ferreira.

14 outubro 2011

"Primeiro-ministro garante que leite achocolatado continuará na taxa mínima de IVA."
(in Sapo Notícias on line, hoje dia 14 de Outubro,às 12h 31m.)

O Primeiro-Ministro...


Se o Primeiro-Ministro fosse à m..da, mais o Iva do "leite achocolatado"... não seria melhor?!...

O "roubo" quer está a fazer às classes mais desfavorecidas é que o devia preocupar!

O Senhor Primeiro-Ministro já se teria preocupado com os "criminosos" que provocaram esta "debacle", ou seja o Sr.Sócrates e "sus muchachos"?!... Que é feito deles??!!!... Será que julgam que os esquecemos??!!!... Estão muito enganados se assim pensam...

Basta!...

No "Público" de 13.10.2011
Um artigo de João Cordeiro
.


"As medidas arrasadoras que o Governo decidiu recentemente em relação às farmácias não decorrem do Memorando"

João Cordeiro

"Um novo Governo é sempre um motivo de esperança renovada para os cidadãos.Com o actual Governo também assim é.
Na área da saúde, a esperança de que, finalmente, vai ser posta ordem na casa é muito elevada. Estamos entre aqueles que depositam muita esperança numa reforma profunda da área da saúde.
Reformar a saúde é, acima de tudo, estancar a hemorragia de recursos consumidos por uma máquina complexa, numerosa e ineficiente de instituições públicas, gerida por critérios políticos, sem concorrência nem avaliação, que continuam a consumir anualmente dezenas ou centenas de milhões de euros ao Orçamento do Estado.
A reforma do sector público da saúde é difícil e exige muita coragem. Se não for feita agora, não será feita nunca. No passado, os Governos sempre que tiveram défices orçamentais na área da saúde tentaram resolvê-los à custa do sector privado. O sector público da saúde manteve-se intocável. A circunstância de o Estado ser financiador, regulador e prestador criou o monstro que hoje existe. A sucessiva falta de recursos do Estado para satisfazer a despesa, tem tido como vítima o sector privado da saúde, através da redução de preços e da actividade contratada.
.
Os medicamentos têm sido o bombo de festa. O Estado, quando não tem dinheiro, baixa os preços dos medicamentos que ele próprio fixou e de que ele próprio é o grande consumidor! E fá-lo sem qualquer cerimónia ou preocupação pela vida das empresas que exercem actividade na área da saúde. Quando menos se espera, o Estado surpreende-nos com uma decisão cega de redução de preços e margens, sem qualquer avaliação do seu impacto nos sectores de actividade.
.
Nos últimos cinco anos, a descida dos preços tem sido contínua e como se vê o défice da saúde, em vez de diminuir, aumentou. Mas, mesmo no caso dos medicamentos, o Estado tem dois pesos e duas medidas. A despesa com medicamentos no sector privado é alvo de reduções sucessivas, enquanto a despesa com medicamentos no sector público, nos hospitais do SNS, nunca foi alvo de qualquer redução. Porquê?
(...)
O Memorando assinado com a troika deve ser cumprido, mas não pode ser instrumentalizado. Deve ser cumprido porque dele depende o futuro do país. Enquanto presidente da ANF e enquanto cidadão, sempre garanti a este Governo que as farmácias cumpririam esse acordo. E estão a cumpri-lo. O Memorando exige, em 2011, uma poupança das despesas de saúde de 550 milhões de euros. Ora, a despesa do Estado com medicamentos no sector privado, no período de Janeiro a Setembro, já contribuiu com uma poupança de 330 milhões de euros.
.
No final do ano corrente, a redução da despesa com medicamentos no sector privado atingirá mais de 400 milhões de euros, dos quais 80 milhões serão contribuição das farmácias. Ora, a contribuição exigida pela Memorando às farmácias e aos grossistas, no seu conjunto, é de 50 milhões de euros. Mas o Governo, com a recente revisão do regime de preços e margens dos medicamentos, vai impor às farmácias uma contribuição três vezes superior! E fê-lo de forma igual à dos Governos anteriores.Em curto espaço de tempo, sem diálogo com as farmácias e os seus representantes, o Governo tomou decisões altamente penalizadoras, que significam a destruição do sector. E não se limitou a reduzir preços e margens nos medicamentos que afectam a despesa pública. Fê-lo mesmo naqueles medicamentos que não são comparticipados!
.
Não se conhecem quaisquer estudos sobre o impacto destas medidas. Nem vemos nas posições oficiais sensibilidade aos riscos de destruição do sector de farmácias. Só vemos sensibilidade, mesmo uma hipersensibilidade, a boatos de que as farmácias iriam cortar o crédito ao SNS, como retaliação contra a redução das margens, medida que não esteve sequer na agenda das farmácias nem dos seus representantes.
.
Assinalo a diferença de tratamento entre o sector público e o sector privado. Nos hospitais, onde a despesa com medicamentos continua a crescer, nomeiam-se comissões e adiam-se as medidas. No sector privado, onde a despesa continua a descer drasticamente, as medidas são rápidas e não carecem sequer de avaliação do seu impacto nos respectivos sectores. Esta visão política e este modelo de Governo levou já as farmácias à beira da destruição.Aqueles que acham que estamos a fazer demagogia e a empolar a situação de crise devem visitar as farmácias e falar com os seus proprietários, com os seus fornecedores e com os bancos que as estão a financiar. É, por isso, inaceitável que o Governo, a pretexto dos compromissos internacionais do Estado Português, tenha ido muito mais além do que nos é exigido pelo Memorando celebrado com a troika. Esse Memorando, que deveria constituir um factor de união entre o Governo e o país, no nosso caso entre o Governo e as farmácias, foi transformado num factor de divisão e instrumentalizado para justificar tudo e o seu contrário. As medidas arrasadoras que o Governo decidiu recentemente em relação às farmácias não decorrem do Memorando da troika. Decorrem de uma decisão política interna, que lamentamos, para a qual não contribuímos e sobre a qual não fomos ouvidos. Se continuarmos por este caminho, quando tivermos de emendar a mão, será tarde. É por isso que não queremos participar nesta caminhada."
Presidente da direcção demissionária da Associação Nacional de Farmácias (ANF)

13 outubro 2011

Beira Baixa - 1964 - Janeiro

05 de Janeiro
O Sr. Governador Civil deu posse à nova Junta Distrital de Castelo Branco
Na Sala de Sessões da Junta Distrital (…) realizou-se na última 5ªfeira, dia 2, o acto de posse dos elementos que constituem a Junta Distrital de Castelo Branco, para o quadriénio de 1964/67, a que presidiu o Sr. Governador Civil do Distrito, Sr. Dr. Simplício Barreto Magro.
Lido o auto de posse, foi o mesmo assinado pelos componentes da Junta Distrital, recentemente eleitos:
Presidente – Dr. Alberto Trindade
Vice-Presidente – Eng. Ernesto de Campos Mello e Castro
Vogais efectivos:
Dr. Flávio Francisco António dos Reis e Moura
Dr. José Augusto Pinto da Rocha e
Dr. Fausto Seabra de Almeida
Vogais substitutos:
José Domingos Baptista
Eng. João José Ferreira Forte e
Dr. João Pinto
.
05 de Janeiro
Foi inaugurado, anteontem à tarde, o bem montado stand da Alameda Salazar, com que o Sr. José Vidal Sestay, num esforço digno de apreço, acaba de dotar a nossa cidade,
.
05 de Janeiro
Dr. Frederico da Costa Conde
Encontra-se doente desde há alguns dias, o Sr. dr. Frederico da Costa Conde, distinto advogado nesta cidade.
.
05 de Janeiro
Distribuição de pelouros a nova vereação da Câmara Municipal
Na primeira reunião da Câmara Municipal, realizada na última 4ªfeira, sob a presidência do Sr. António Oliveira Liberato e presentes todos os vereadores, à excepção do Sr. Dr. José Vasco Mendes de Matos, procedeu-se à divisão dos pelouros pelos vereadores Sr. Artur Domingos Ribeiro, António Ribeiro Russinho, Dr. José Vasco Mendes de Matos, José Duarte Marques Vilela, Domingos dos Santos Pio e Dr. João Frade Correia.
.
05 de Janeiro
Óbito
D. Luisa da Conceição de Barros Bayan
Na última 5ªfeira, dia 2, faleceu nesta cidade a Sr.ª D. Luisa da Conceição de Barros Bayan, com 72 anos de idade e viúva do Sr. Capitão Luis Augusto do Rego Bayan.
A extinta era mão do Sr. Eng. João Augusto do Rego Bayan. Chefe da Repartição técnica da Câmara Municipal desta cidade e do Sr. Major Armando Augusto do Rego Bayan.
.
12 de Janeiro
Antero Vaz Pardal
Após demorada estadia no Hospital da CUF, em Lisboa, regressou há dias a esta cidade, encontrando-se em plena convalescença, o nosso prezado amigo Sr. Antero Vaz Pardal, conceituado comerciante nesta cidade.
.
12 de Janeiro
Mesa da Santa Casa da Misericórdia de
Tomaram há dias posse os novos membros que constituem a Mesa da santa Casa da Misericórdia, para o triénio de 1964/66, assim constituída:
Efectivos:
José de Paiva Morão – Provedor
Manuel Salvado – Secretário e
Bartolomeu Nunes Morão – Vice-Presidente
José Barroso Ribeiro Costa – Tesoureiro e
José dos Reis Sanches Jr. - Vogal
.
19 de Janeiro
Momento decisivo
A Delegação da Pró Arte soçobrará se não atingir 1oo assinaturas.
“Se suceder como se deseja a Pró Arte não só iniciará a 10ªtemporada, com o seu 57ºConcerto, como terá a oportunidade de nos proporcionar a audição de duas Óperas.
Bastien et Bastienne”, de Mozart e
Serva padrona“ de Pergolesi
Doutra forma... passaremos a recordar saudosamente – o que é bem pouco! – a sua existência, como está acontecendo com o Orfeão de Castelo Branco e, nomeadamente, com o círculo Cultural Albicastrense.
.
19 de Janeiro
Alferes Jorge Manuel Carlos Cardoso Ribeiro Leitão
Encontra-se em plena convalescença o Sr. Alferes Jorge Manuel Carlos Cardoso Ribeiro Leitão que, há algum tempo, sofreu fractura da omoplata e vários ferimentos na cara, em consequência de um acidente de viação ocorrido em Lourenço Marques, onde se encontrava em missão de soberania.
.
19 de Janeiro
Novos Corpos Gerentes do Centro Artístico Albicastrense.
Assembleia-Geral:
Presidente – António Reis Gomes Prata
Vice-Presidente – António Alves Gago Mendes
1ºSecretário – António Micaelo
2ºSecretário – António d’Ascensão Ventura
.
Direcção Administrativa:
Presidente – João Carvalho
Vice-Presidente – Joaquim Pereira Antunes
Tesoureiro – Rafael Correia
1ºSecretário – Mário Diogo Vicente
2ºSecretário – Joaquim Duarte Chito Lemos
1ºVogal – António da Silva Barão
2ºVogal – Francisco Rodrigues Penteado
.
Conselho Fiscal:
Presidente – João d’ Ascensão Ventura
Relator – Manuel Mendes Gil
Vogal – Manuel Esteves do Rosário Marzia
Suplente – José Trindade Pires
.
19 de Janeiro
Oleiros
Novos Corpos Gerente da Associação dos Bombeiros Voluntários.
Não houve lista oposicionista pelo que foram eleitos todos os membros indigitados pela Direcção precedente, assim escalonados:
.
Presidente – José Augusto dos Santos Fernandes
Vice-Presidente – António Lopes Agostinho
Secretário – José Gil Vilela
Secretário – Augusto Salgueiro
Tesoureiro – António Barata Antunes
Vogal – José Antunes Boaventura
Vogal – Alírio da Silva Rodrigues
.
26 de Janeiro
A Mocidade Portuguesa e o Ultramar (com foto)
O Dr.Frade Correia foi empossado no cargo de Director do Núcleo de Estudos Ultramarinos, da Casa da Mocidade
.
26 de Janeiro
Vida Municipal
O Sr. Dr. José Vasco Mendes de Matos (…) fez uma detalhada e bem elaborada exposição da actividade desenvolvida pelo Pelouro da Cultura durante o quadriénio de 1960/63.
Em destaque, na mesma página:
“Dada a categoria e projecção atingida pela Orquestra Típica, fora e dentro da cidade, deverá ser aumentado o subsídio a atribuir-lhe”
“É de lamentar que o Orfeão não se encontre em actividade. Não será demais tudo quanto se puder fazer para o seu reaparecimento”.
.
26 de Janeiro
Necrologia
Capitão Joaquim Delgado França
Em Lisboa, onde se encontrava em tratamento, faleceu no passado dia 11, o Sr. Capitão Joaquim Delgado França, de 67 anos de idade, e viúvo da Sr.ª D. Judite Montenegro França.
Natural do Fundão, era pai do Sr. Francisco Montenegro França, funcionário do Banco Nacional Ultramarino, em Lisboa.
O extinto era um considerado oficial do Exército que serviu em Angola, na guerra de 1914/18, encontrando-se na reserva após haver prestado serviço durante largos anos no Batalho de Caçadores 6, desta cidade.
.
26 de Janeiro
D. Maria Helena de Quental Calheiros Velloso de Sampaio
Depois de longa doença, levada com exemplar resignação cristã, e tendo recebido com particular devoção os Sacramentos da Santa Igreja, faleceu no passado dia 15, em Lisboa, a Sr.ª Maria Helena de Quental Calheiros Velloso de Sampaio.
Era casada com o Sr. Francisco Eduardo Tavares de Sampaio, antigo gerente da filial do Banco de Portugal, nesta cidade.
A bondosa Senhora, esposa dedicada e mãe extremosa, deixa todos os seus em dolorosa saudade.
(…) A saudosa extinta era Mãe do Sr. Luis Carlos Calheiros Velloso de Sampaio
(Luis Sampaio, o “laranjinha”, fez o 7ºano no Liceu de Castelo Branco, em 1950/51)

12 outubro 2011

Um "recado" para a Lena Ruivo

Olá, Lena Ruivo
Voltou hoje a fazer-me a mesma pergunta que já me fizera em 31 de Agosto e em 26 de Outubro do ano passado.
Terei muito gosto em satisfazer a sua curiosidade... mas esquece-se sempre de enviar o seu endereço.
Como poderei fazer chegar até si a resposta à pergunta que tanto a intriga?!

Se as minhas mãos pudessem desfolhar

Um poema de Federico Garcia Lorca

Federico Garcia Lorca



Eu pronuncio teu nome
nas noites escuras,
quando vêm os astros
beber na lua
e dormem nas ramagens
das frondes ocultas.
E eu me sinto oco
de paixão e de música.
Louco relógio que canta
mortas horas antigas.
.
Eu pronuncio teu nome,
nesta noite escura,
e teu nome me soa
mais distante que nunca.
Mais distante que todas as estrelas
e mais dolente que a mansa chuva.
.
Amar-te-ei como então
alguma vez? Que culpa
tem meu coração?
Se a névoa se esfuma,
que outra paixão me espera?
Será tranquila e pura?
Se meus dedos pudessem
desfolhar a lua!!