31 março 2012

Gosto de te ler...

Um poema de Maria Odete Gomes
publicado em 04 03 2012


Maria Odete Dias Lopes Carvalho Gomes


Gosto de te ler
.
No silêncio gélido das madrugadas
Em que tudo parece estar no sítio.
Mas, de repente,
Uma gaivota enorme desperta o céu cinzento
E a luz vem e resplandece mais a tua luz
E permanece…
Gosto de te ler
Na solidão desta implacável passagem
Em doce companhia à tarde dos meus dias.
Mas, de repente,
Uma palavra tua desperta-me os sentidos
De entusiasmo a ler-te,
E desvanece…
Gosto de te ler
Na serena quietude do cair da noite
Em que o sono ataca e quer adormecer-me,
Mas, de repente,
Fluidas torrentes de beleza
Despertam meus olhos fascinados
E desaparece…
.
Maria Odete Dias Lopes Carvalho Gomes

Escrito no vento...

"Ser pedra é fácil, o difícil é ser vidraça..."
.
Provérbio chinês.

30 março 2012

Kunsthistorisches - Viena

Sansão e Dalila
Anton Van Dyck
1599 - 1641
Sansão e Dalila


Van Dyck teve a felicidade de ser aluno de Rubens e daí que estivessem à sua disposição, desde o início da sua precoce aprendizagem, as possibilidades do movimento introduzido na composição e a perícia do pincel levada até ao virtuosismo, que tinham sido atingidos por Pieter Paul Rubens em dois decénios de trabalho. A princípio, porém, a afirmação da própria personalidade foi para o jovem pintor, que devia formar-se à sombra do mestre, tarefa não muito fácil. A personalidade de Van Dyck distinguia-se perfeitamente da de Rubens e, por isso, as suas obras, mal deixou o estúdio do mestre, não tardaram a assumir aquela plena individualidade que caracteriza os grandes artistas. Van Dyck é o magistral intérprete da diferença de caracteres e as suas composições são a representação das correlações psicológicas , a manifestação, portanto, de um drama espiritual.
O quadro Sansão e Dalila representa o trágico contraste de dois caracteres em conflito um com o outro. O pintor tinha diante dos olhos um modelo de Rubens, que ele transformou completamente, no sentido do drama espiritual, superando também o simples conceito de fundo do acto de violência. O refinamento da concepção mental do conteúdo do quadro exigia uma diferenciação dos meios pictóricos. Van Dyck dedicou-se com grande interesse ao estudo da representação ideal da figura humana durante a sua longa permanência em Itália (1622 – 1627). Neste período recebeu as influêncis mais significativas dos maiores mestres venezianos, empenhando-se daí em diante, no refinamento das gradações de tonalidade nas suas obras. Na tela Sansão e Dalila, pintada logo depois da volta a Antuérpia, o autor oferece um exemplo da sua alta perícia pictórica do seu refinado gosto.


Cfr. Marco Valsecchi
In “Grandes Museus do Mundo”
Ed.Verbo – Novembro/1973

29 março 2012

Um grupo de professores...

...no passeio em frente do Liceu.
Foto de Maio de 1965.

À direita, por detrás da vivenda do Dr.Fialho, já existia o edifício do Restaurante Caravela. (recém construído); a vivenda do Sr.Evaristo ainda estava de pé... (mudou algumas vezes de cor; também a conheci em tom rosa.) e não existiam ainda os blocos residenciais que ali vemos agora... Como se pode observar, esses terrenos eram desnivelados em relação ao piso da avenida, que tinha sido asfaltada há pouco tempo. E era junto àquele desnivelamento que os professores (aqueles que tinham carros...) estacionavam as suas viaturas, enquanto davam as suas aulas... Durante muitos anos, o asfalto da Avenida Dr. António Rodrigues Manito terminava mesmo em frente do portão do Liceu... "Não" era preciso!... Pois quase não existiam casas no Bairro do Liceu, para além dos primeiros prédios das rua Carlos Alves e Jean Raymond. Os últimos prédios da Avenida Manito não ultrapassavam a rua Miguel Homem Sampayo e Melo... Numa delas, a penúltima, à esquerda de quem sobe (um pouco antes da passagem "em tunel" que ali existe agora), chegaram a morar três professores do nosso Liceu: o Dr.Antero Torres, o Dr.Mário Marques e o Prof.Eurico Serra Pinto.

Que tempos bons...

Deixo a identificação dos professores aqui presentes à memória de cada um... Vá lá... Façam um esforço e puxem pela cabeça... lutem um pouco para afastar de vós a maldita "ameaça do alemão"...

Atenção!... Têm de dar um pouco de "desconto"... poi estas meninas já não "são" assim...

28 março 2012

Teria sido de propósito??!!...

Hoje, dia 28 de Março de 2012, no...

Na pág. 3, ocupando toda a primeira coluna, o "Editorial", de hoje, tem por título "Tanto lixo."
.
Na mesma página, mesmo ao lado, ocupando as restantes 4 (quatro) colunas, está escrito, em título a toda a largura:
.
"Considero-me o candidato mais consensual e prometo que comigo este distrito terá voz activa."
.
Em "supra-título" podemos ler: Eduardo Cabrita formaliza candidatura à Federação de Setúbal do PS."
.
Coincidência... descuido... ou premeditação??!!...

As "garotas" de Julio Vivaz...

Humor antigo
com o traço de
Julio Vivaz- Obrigado, minha Senhora, mas a limpesa dos vidro foi paga pelo vizinho que mora na janela em frente!...

27 março 2012

Aniversário da cidade...

Em dia de aniversário, o presidente da Câmara de Castelo Branco sublinhou a competitividade da cidade e a importância de se defenderem os interesses do concelho Vista parcial de Castelo Branco
.
Castelo Branco assinalou os seus 241 anos enquanto cidade, demonstrando o porquê de ser uma das mais prestigiadas do país.
.
Nas palavras que proferiu, o presidente da edilidade Joaquim Morão considera que:
Castelo Branco tem motivos sólidos para estar optimista no futuro e ter esperança.
A nós cumpre-nos definir o rumo e apontar o caminho. E vamos continuar a fazê-lo mesmo contra aqueles que agora aí dizem que é preciso acabar com o bairrismo. Mas se ser bairrista é defender os interesses dos albicastrenses,então vamos continuar a sê-lo
”.

Joaquim Morão
O Presidente da Câmara de Castelo Branco


… Mais adiante, o autarca frisou que “o projecto de desenvolvimento implementado no concelho tem provas dadas. Existem todas as condições para que no futuro possa ser continuado, a bem dos albicastrenses e do concelho. Assim todos os actores e protagonistas da vida pública do concelho saibam unir-se e queiram construir um caminho de coesão, de unidade e de defesa dos interesses da cidade e do concelho.”
.
Castelo Branco “tem sabido criar as melhores condições de incentivo ao investimento, à criação de emprego e apoio às famílias.”
.
Sobre o legado que vai deixar aos albicastrenses, disse o presidente que "é inegável…"
...“temos obra feita, aumentámos significativamente o património municipal, temos desafogo financeiro e económico e temos prestígio e credibilidade no país.”
Deixo estas duas linhas em destacado para que possamos chamar a atenção da Sr.ª Dr.ª Maria das Dores Meira Por vezes nas entrelinhas, aprende-se muito
.
No entender de Joaquim Morão, Castelo Branco é hoje uma cidade competitiva:
“A estratégia de acção implementada pelo município tem como objectivos fixar a população e criar condições para que haja emprego. E isso é algo que não se faz apenas com acções materiais.”
.......... (à consideração da Dr.ª Maria das Dores Meira…)
…e mais adiante o presidente lembrava que “a câmara não cobra taxa de ocupação do subsolo pela passagem da rede de gás natural, não cobra taxa de derrama às empresas sediadas no concelho, nem (cobra) taxa de protecção civil,”
......... (à consideração da Dr.ª Maria das Dores Meira…)
… “a Câmara de Castelo Branco diminuiu o valor do Imposto Municipal (IMI) e há três anos que não aumenta os preços da água e da recolha e tratamento de resíduos sólidos e esgotos.”
........ (à consideração da Dr.ª Maria das Dores Meira…)
“Castelo Branco tem repetido e consolidado a sua posição no ranking dos municípios mais bem geridos do país.”
…. E mais não disse o seu colega albicastrense, Dr.ª Maria das Dores…
E se a Senhora Presidente Maria das Dores Meira tentasse fazer idêntico trabalho?!...



Todos nós lhe ficaríamos muito gratos...

Escrito no vento...

"Pensa muito bem em quem vais pisar. O chão que tu pisas é o mesmo que te apoia. Tudo o que vai volta."
.
Autor desconhecido

26 março 2012

O Processo de Bolonha...

O Instituto Politécnico de Castelo Branco promove no próximo dia 28 de Março, o encontro nacional sobre "A Concretização do Processo de Bolonha em Portugal"
A iniciativa contará com a presença do secretário de Estado do Ensino Superior, João Queiró, do ex-ministro da Educação, Eduardo Marçal Grilo e do ex-secretário de Estado do Ensino Superior, Pedro Lourtie



Eduardo Marçal Grilo
vai falar sobre Bolonha


O encontro terá início às 9h 30m e só terminará depois das 17h.

Estão previstas mais de 20 intervenções de responsáveis das Universidades e Institutos Politécnicos porugueses.

Recorde-se que a implementação do Processo de Bolonha resultou da necessidade de implementar uma política educacional, de nível superior, comum aos estados membros da União Europeia, através da harmonização dos graus, do reforço de mobilidade dos estudantes e do aumento da empregabilidade dos dplomados, visando aumentar a eficácia e a competitividade do Espaço Europeu de Ensino Superior.

A iniciativa decorre no dia 28 de Março, no auditório da Escola Superior de Educação

Cfr.JC in."Reconquista" de 22. 03.2012

Fotografias de Setúbal...

Esta foto obtida em 1 de Julho de 1962
Dá para entender o que aqui vemos… sem grande esforço.


A Avenida Dr.António Rodrigues Manito.


O Liceu ainda ficava “no campo”… como os críticos de então ainda diziam, mas já sem a convicção com que o afirmavam uma dúzia de anos antes.
Foram construir um Liceu novo quase ao pé de Palmela!!... Para quê sacrificar as pobres crianças que têm de calcorrear a pé aquele caminho todo…”
Nesta época já havia autocarros, mas circulavam apenas de hora a hora… e não havia muitos pais com automóvel como há hoje… A maioria dos alunos ia mesmo a pé… Reparem que o piso da avenida já está todo asfaltado. Mal asfaltado, é certo...

Até uns tempos antes, o asfalto terminava mesmo em frente do portão do Liceu… Daí para cima, só macadame…
.
No local onde se ergueram, uns anos mais tarde, as vivendas que ali conhecemos agora, havia uma nora, já atulhada nesta altura.
Nota-se ainda, de perfil, o portão que dava acesso a um caminho que servia algumas quintas situadas atrás do Liceu, caminho esse que ladeava o muro norte do Liceu. Durante as obras de construção da “Via Rápida”, esse caminho foi substituído pela rampa agora ali existente, paralela à mesma via e que dá acesso à preceta atrás do Liceu. Não errarei muito se arriscar o mês de Janeiro de 2002 para a data de construção desse caminho que ficava ente o Liceu e esta nora representada.
.
Também se nota melhor, nesta foto, o espaço que, em frente do Liceu, era ocupado por um enorme laranjal, na quinta do Sr. Evaristo Anjos. Entre a vivenda que vemos à direita (onde vivia a família do Sr. Evaristo) e a e a Escola primária, um pouco mais além, ainda não tinha sido terraplanado um parque de estacionamento (muito rudimentar…) que serviu, quase em exclusivo, alguns… muito poucos, professores com carta de condução que havia naquela época… Não se nota o desnível com cerca de 2 metros que ali surgiu com esse arranjo…

Não dá para ver se as bancadas do Estádio do Bonfim já estão construídas…Creio que as bancadas do lado da avenida Manito já teriam sido construídas pois o Estádio do Bonfim foi inaugurado dois meses após esta fotografia, num desafio com a Académica e que esta levou de vencida por 1 - 0, em meados de Setembro de 1962.

As vivendas, em frente do Estádio não estavam ainda todas construídas. Por essa altura ainda devia existir um lavadouro público (no local onde está hoje a Estação de Serviço.) que se ligava a um espaço, mais a norte, e desnivelado cerca de 2 metros, onde mais tarde surgiram as actuais três primeiras vivendas do lado sul. (em 1966/67 ?)

Foi exactamente nesta altura que se iniciou a construiu de toda a ala norte do edifício do Liceu Nacional. Essa obra de aumento do edifício não está visível nesta foto. Ela situa-se no prolonganeto da ala que podemos ver à nossa esquerda, mas formando um ângulo recto com ela.

25 março 2012

Setubalense - 1964 - Maio

2 de Maio
Tomou posse o novo Delegado de Saúde de Setúbal, Dr.António Emílio Sendas que substituiu o Dr. Fernando Sardo.
.
2 de Maio
Assumiu as funções de Comandante Militar de Setúbal o Sr.Ten.Coronel David Gomes Martins Calado
.
2 de Maio
O Sr.João Maria Caldas Lopes tomou posse ontem, do cargo de Chefe de Repartição de Finanças de Setúbal.
.
2 de Maio
Finanças
Era sub-Chefe, em exercício interino de chefia, o Sr.Manuel Ventura Dias Andrade.
.
4 de Maio
Península de Tróia
Está instalada em Tróia uma equipa de técnicos que procedem ao levantamento topográfico rigoroso da Península, sendo possível que se iniciem as obras de urbanização, no próximo verão
.
4 de Maio
Ateneu Setubalense
Assembleia Geral
Presidente - Carlos Fradiano Machado
V.Presidente - João Neto Gomes
Secretário - Brás Mansinho
Secretário - Rui Fernando da Mota
V.Secretário - Francisco Camarada Domingues
V.Secretário - Fidélio José Cavaco Guerreiro
Direcção
Presidente - António Pires
V.Presidente - Manuel António Nogueira
Secretário - Joaquim Bento do Rosário
Secretário - Luciano Albuquerque Neves
V.Secretário - Rui Silva Pires
Vogal - Humberto Jocques da Silva
Vogal - Maria Clementina Silva Pereira
Conselho Fiscal
Presidente - Guilherme da Circuncisão
Relator - Hermínio Silva
Secretário - Alfredo Reis Palma Brandão
.
4 de Maio
Comércio e Indústria
O Presidente da Câmara Municipal de Setúbal estudou, no Campo da Bela Vista, a viabilidade de o transformar num parque desportivo.
.
4 de Maio
Vitória FC
O Vitória encara a possibilidade de electrificar o estádio do Bonfim, antes do fecho da época de futebol que está a decorrer.
.
6 de Maio
Custo de vida
Preço do açucar
Corrente - 6$00
Branco - 7$00
.
6 de Maio
Coral Luisa Todi
O "Coral Luisa Todi" precisa o apoio de todos os setubalenses.
.
9 de Maio
Baile de Finalistas
No Ginásio do Liceu Nacional de Setúbal, realiza-se hoje, a partir das 22 horas, o tradicional Baile de Finalistas abrilhantado pelos conjuntos "The Fliers" e "Blue Star Melody".
.
9 de Maio
Vitória FC
Novo estandarte para o Vitória
Oferecido por um grupo de senhoras da nossa cidade, foi confeccionado em Lisboa, pela SrªD.Maria Carlota Melo Bandeira. É de seda italiana e está bordado a ouro, tendo o valor aproximado de 12 contos.
.
11 de Maio
Militar
O Sr.Major José Alves Carvalho Fernandes deixou de comandar interinamente o RI-11
.
18 de Maio
Parque Municipal de Campismo
Foi criada uma Comissão constituída pelos Srs.Eng.António Barroso, José Maria da Silva Belo, Manuel Pacheco Calanane Wengorovius e Dr.José Aníbal da Silva Freitas, com o encargo de elaborar um estudo com vista a uma nova forma de administração do Parque.
.
21 de Maio
Indústria
Foram lançados no mercado os primeiros 21 automóveis "Volkswagen", montados em Setúbal.
.
25 de Maio
Serviços
A Direcção de Urbanização do Distrito de Setúbal mudou as suas instalações para a rua Major Perestrelo da Conceição, nº6-1º, nesta cidade.

24 março 2012

Escrito no vento...

"Não é o mais forte que sobrevive. Nem o mais inteligente. Mas o que melhor se adapta às mudanças."
.
Charles Darwin

23 março 2012

Museu do Prado...

A Coroação da Virgem
El Greco
1677 – 79

A Coroação da Virgem

Nesta tela de modestas dimensões o artista atinge um altíssimo nível de perfeição técnica e de espiritualidade. As três figuras têm tais delicadezas que nelas a forma humana aparece como um simples apoio para o espírito. A Virgem, sentada no trono de nuvens sobre uma lua de forma maravilhosa que parece de mármore polido, é coroada pela Santíssima Trindade.
A composição, talvez inspirada numa gravura de Dürer, atinge o máxima da perfeição: articula-se num losango perfeito, cujos vértices são constituídos pelas três cabeças sublimes e pelo Paracleto. Tal simetria não tem, porém, nada de rígido e assenta no eixo bem definido da torrente luminosa que desce do Espírito Santo sobre a Virgem, a cujos pés estão cabeças de anjos. Outras coroações da Virgem, conquanto não tão belas, existem em várias igrejas de Toledo e da sua província.
A obra que se encontra no Prado foi adquirida, graças ao legado de D.Pablo Bosch, em 1915.

Cfr. Marco Valsecchi
In “Grandes Museus do Mundo
Ed.Verbo – Novembro/1973

22 março 2012

A "garotas" de Bosch Penalva

A revista Can Can nº38
publicou na sua capa em
15 de Dezembro de 1960
Esta “patinadora no frio”…

Desenho de Bosch Penalva

O “homúnculo do costume
nem sequer diz o que vai romper…


-- Por ti, eu me rompo todo!…

Mais uma vez é o lápis de Don Flowers
que desenha a última piada desta capa.

-- Eu sei, filha, que é dia de Natal, e o teu namorado ofereceu “broas” a ele próprio em relação a ti: deixou de cá pôr os pés.

21 março 2012

Escrito no vento...

"A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios. Por isso, cante, chore, dance, ria e viva intensamente, antes que a cortina feche e a peça temine sem aplausos."
.
Charles Chaplin

20 março 2012

O caso Freeport...

"Sócrates exigia 2 milhões de euros para aprovar licenciamento", disse arguido a testemunha


O ex-primeiro...(numa foto de Pedro Rosa Mendes)

Augusto Ferreira do Amaral disse hoje em tribunal que o arguido Manuel Pedro lhe confidenciou que o ex-ministro do Ambiente José Sócrates exigia dois milhões de euros para aprovar o licenciamento do empreendimento Freeport, em Alcochete.
Ouvido como testemunha de acusação no tribunal do Barreiro, onde decorre o julgamento do caso Freeport, o advogado Augusto Ferreira do Amaral referiu que Manuel Pedro lhe confidenciou, em janeiro de 2001, que José Sócrates exigia 500 mil contos e que estava "chocado" e "escandalizado" com a exigência do então ministro do Ambiente, revelando-lhe que um dos administradores do Freeport ia deslocar-se a Lisboa para tratar pessoalmente do assunto.
A testemunha, que disse conhecer Manuel Pedro desde os tempos em que este era aluno da Faculdade de Direito, disse ao coletivo de juízes estar convicto de que o arguido disse a verdade, porque estava a ser "espontâneo" e a gravidade do assunto não permitia outra atitude.
O advogado, que representava os interesses da Mckinney, promitentes compradores dos terrenos onde mais tarde foi construído o Freeport, relatou que quando Manuel Pedro lhe falou das exigências das autoridades ambientais pensou tratar-se de diretores, ao que este respondeu "upa, upa", dizendo a mesma frase quando lhe perguntou se era o chefe de gabinete ou o secretário de Estado.
Garante que Manuel Pedro lhe disse o nome de "José Sócrates" como a pessoa que exigia aquele "montão de dinheiro" para viabilizar o projeto.
Augusto Ferreira do Amaral precisou ao tribunal que a alegada exigência de Sócrates, no valor de 500 mil contos, foi transmitida a Manuel Pedro por um porta-voz do então ministro do Ambiente.
Revelou ainda que Manuel Pedro, apesar de "chocado" com o caso, estava "resignado", mas feliz porque o projeto, finalmente, ia avançar e que o emissário de Sócrates, cujo nome nunca precisou, indicou um número de conta para os ingleses depositarem o dinheiro.
"Eu não quis acreditar", declarou em tribunal Augusto Ferreira do Amaral, admitindo, em resposta a questões da advogada de defesa Paula Lourenço e do presidente do coletivo de juízes, Afonso Andrade, que a acusação de tentativa de extorsão aos arguidos Manuel Pedro e Charles Smith é um absurdo, porquê aparentemente se tratou de um caso de corrupção em que a culpa é dos membros do Governo.
Augusto Ferreira do Amaral garantiu que não voltou a falar com Manuel Pedro sobre os contornos do negócio porque "teve a sensação que ia destapar alguma coisa que não ia ser agradável", muito embora ainda tenha sido Manuel Pedro a alertar a testemunha para o facto de no último Conselho de Ministros do Governo PS em 2002 ter sido aprovado uma alteração dos limites da Reserva do estuário do Tejo para permitir a edificação do projeto Freeport.
Augusto Ferreira do Amaral disse não dispor de provas, nem lhe ter sido dito por Manuel Pedro, que o dinheiro chegou efetivamente a ser pago por causa da exigência atribuída a José Sócrates, mas observou que a vinda do administrador do Freeport a Lisboa e a existência de uma reunião deste com um alto responsável do Ministério do Ambiente indicia que tudo ficou resolvido naquele sentido.
O tribunal ouviu ainda Maria Fernanda Vara Castor, antiga diretora regional do Ambiente e do Ordenamento do Território, cujo depoimento ficou marcado por alegadas contradições entre o que disse em fase de investigação e hoje em tribunal.
Confrontada com as declarações feitas em sede de inquérito, a testemunha admitiu que numa reunião com José Sócrates, foram discutidas diversas formas de ultrapassar os obstáculos do parecer negativo da avaliação do impacto ambiental, de forma a alterar o projeto para que este fosse aprovado e executado.
Nessa reunião, admitiu que, além de Sócrates, esteve presente o secretário de Estado do Ambiente, o arquiteto Capinha Lopes e o arguido Manuel Pedro, consultor da Smith and Pedro.
Manuel Pedro e Charles Smith respondem em julgamento pelo crime de tentativa de extorsão.


In. “Notícias” – sapo.pt
20 de Março de 2012, às 13h31m
Por Inês Alves


A Escola de Frei António...

Sem referência ao nome do autor, nem sequer a designação do local de onde foi retirada, fui dar com esta fotografia numa página, ultimamente muito concorrida e interessada, no Facebook "citadino"...
"Reclamei" na altura própria... mas não fui "ouvido". Apenas um "sacudir da água"... numa resposta mais para o grupo do que para mim. Adiante...

Hoje, uns dias passados, tentei "recuperar" o "diálogo" havido mas já não encontrei a dita fotografia nem a "justificação" dada pelo autor do "acontecimento". Se calhar não procurei bem... ou, se calhar, "emendaram a mão"...
Se bem me recordo a "resposta" apenas aludia a que a foto tinha sido retirada da net...
Achei por bem "não dar troco"... Mas sempre devo informar, porque sempre gostei de me "fazer compreender", que a fotografia em causa apenas (repito, apenas!), foi publicada por mim, num único local da net: o meu blogue... Que também não foi "mencionado"...
Ética??!!... O que é isso?!...E para que é que serve?!...
.
Uns dias mais tarde, na conversa que acompanha o nosso café matinal. o Carlos Manuel Cardoso falando sobre a dita fotografia e comentando o que sobre ela eu escrevi, para justificar que a considerava uma das minhas melhores fotos e onde eu citava uma "gradação", muito feliz, nos tons de cinzento que preenchem o fundo daquela fotografia, (mais do que o contraste do branco da escola com os cinzas escuros que a envolvem) sugeriu que eu voltasse a fazer uma foto a partir do mesmo local que utilizei há 36 anos...
Nada respondi sobre tal sugestão... mas fiquei a pensar. E resolvi aceitar a ideia do Carlos Cardoso.
. Deixo aqui, de novo, a dita fotografia que já passou por duas "Exposições", onde, no "Catálogo" de uma delas, fui "redescobrir" o título com que então a "baptizei"...


A "Escola de Frei António", em Junho de 1976

Do ponto de vista estético, eu não trocava esta época pela de hoje! A Escola de Frei António que é o "centro" desta foto antiga... já nem se vê direito actualmente... Os blocos construidos no bairro do Montalvão obstruiram competamente a beleza daquele local.
E que dizer das encostas, ainda "a cheirar a campo", que "dão fundo" a esta foto?... Que é feito do acesso à Reboreda? O que fizeram do Castelo Velho e do bairro antigo do Viso...
É claro que a "civilização" não pára... mas que as "coisas" estão esteticamente mais "feias" hoje, lá isso estão! Pelo menos a fazer fé nesta foto de há 36 anos...
.
Reparem no que se vê agora, do mesmo ponto de vista...
A Escola do Montalvão, em 15 de Março de 2012

Nem sequer se "vê" a Escola de Frei António... O bairro do Montalvão prosseguiu segundo o plano de urbanização existente... e tapou um dos pontos que mais valorizavam a primeira fotografia. Quanto à paisagem que preenche o fundo da fotografia de 1976... pura e simplesmente desapareceu! ... Foi "morta e enterrada" por baixo de um monte de edificações que nasceram naquela zona do Viso. A beleza que aquela zona possuia então passou a ser uma recordação para os mais velhos... pois aos mais jovens já não lhes foi dada a possibilidade de apreciar... Resta-lhe poder comparar estas duas fotografias.

19 março 2012

Em frente do Liceu...

...havia um espaço enorme que se estendia até ao Rio da Figueira. O laranjal imenso que vemos à esquerda preenchia grande parte dessa quinta que pertencia ao Sr.Evaristo Anjos.
Tudo isso desapareceu há muito... "Plantaram" casas neste espaço, e substituiram as laranjeiras mais o seu agradável aroma, pelos blocos de apartamentos que agora por ali vemos...

Foto obtida em 1 de Julho de 1962

Em primeiro plano, a vivenda do Dr.Fialho; à esquerda, o extenso laranjal situado em frente do Liceu desaparecido a partir dos finais da década de sessenta. Actualmente, mais ou menos ao longo da primeira fila de laranjeiras, passa a chamada "via rápida" que liga agora a Estrada dos Ciprestes à rotunda de Brancanes.

18 março 2012

Hoje no Público...

... em "artigo de fundo". Apenas um pequeno excerto para ler e meditar... E, obviamente, para tirar conclusões.

" …Essa maré de obras públicas serviu os interesses de quem construía e não os interesses do país. O Estado foi adjudicando obras através de complexas engenharias das parcerias público privadas (PPP), atirando as despesas para o futuro e chamando a si os riscos dos investimentos. Portugal passou do capitalismo de Estado ao capitalismo desastrado, em que os privados lucram sem arriscar e o contribuinte paga a conta. O caso da compensação paga à Lusoponte pela não cobrança de portagens que foram efectivamente cobradas aos utentes ilustra o absurdo desses contratos…
(…)
… Repete-se no sector da energia, onde o governo ficou entalado entre as exigências da troika para reduzir as “rendas excessivas” das eléctricas e a recusa destas em ceder. Um secretário de Estado, Henrique Gomes, pagou a factura e tornou-se a primeira baixa do Governo Passos. Os chineses entraram no capital da EDP com a promessa de que se iriam manter as rendas que o Governo tinha garantido à troika rever. Confuso? Nem por isso. O padrão é simples – mas dramático. A mesma teia de ligações perigosas em que os Governos de José Sócrates se deixaram enredar transitou por inteiro para a era Passos. A estes interesses instalados, a crise não assusta. Mantêm intacto um poder reivindicativo que lhes permite pôr
e dispor dos Governos como bem lhes apraz e reduzir os cidadãos a contribuintes forçados da sua prosperidade a risco zero. Esta é a lição que fica de uma semana em que o Governo foi reduzido ao papel de bobo da corte, incapaz de impor o interesse público aos interesses particulares…

Fotografias de Setúbal...

Edifício na rua Joaquim Brandão, com o telhado da Câmara Municipal e a torre da Igreja de S.Julião um pouco mais além... Ao fundo, o rio Sado e a zona da Comporta, na Tróia.

Foto obtida em 15 de Março de 2012

17 março 2012

Uma fotografia de...

... os "Milionários da Figueirinha"?

Esta foto, cedida por Carlos Cardoso, foi tirada no campo dos Arcos, provavelmente entre 1959/1961...
No primeiro plano: Antonio Alves, João Salgueiro, Cláudio Rolita, José Alves e Humberto Arôcha.
No segundo plano: Fernando de Jesus, Celso Pereira, João Lince Uva, Vitor Hugo Delgado, Manuel João Pereira e Jorge Manuel Costa.

16 março 2012

Escrito no vento...

"O problema do mundo de hoje é que as pessoas inteligentes estão cheias de dúvidas e as pessoas idiotas estão cheias de certezas..."
.
Henry CharlesBukowski Jr.

15 março 2012

Um poema de António Salvado...

...dedicado a Eugénio de Andrade, o poeta da Póvoa da Atalaia.

António Salvado


Nesse domínio obscuro me perdi
tão dominado em sombra e claridade
Que bom sorver os frutos e as raízes
eternos e perfeitos sem idade
.
Nascem da terra e é como se uma pomba
do ar viesse: e rouba-lhe sementes
que vai lançar no mar em sol e som
e onde ligeiros barcos nas correntes
singram velozes tais as nuvens puras
que um terno vento azul impele empurra
.
O lá no fundo audaz onde maior
o mar conduz o seu mistério ao alto
surge o amor: a contemplar a cor
que lhe define o seu domínio intacto
.
In “Aproximações a Eugénio de Andrade
Ed “Asa Editores II S.A.” – Novembro/2000

14 março 2012

Faleceu hoje...

Faleceu hoje o senhor José Maria Tavares.
Mas todos o conhecíamos por… Zé Maluco

José Maria Tavares, o Zé Maluco


Foi já ao fim da noite que tive conhecimento do óbito através de um "alerta" dado pelo nosso antigo aluno Rui Farinho.
Permito-me transcrever esse breve “apontamento” que o Rui Farinho “pôs a correr” no Facebook. Espero que o Rui não leve a mal que eu utilize aqui as suas palavras cheias de pesar… e de carinho.
.
"Não é de mais lembrar o Zé Maluco, no dia em que ele resolveu perder a aposta. Porque as outras vezes em que o viram perder, era bluff. Foi sempre livre enquanto conseguiu. Possivelmente, nunca fez mal a qualquer espécie vertebrada. Só se visse alguém molestar um gato. Ouvi da boca dele " quem quer fazer mal a um gato, dê-me antes uma chapada na cara." Congeminou as apostas mais incríveis que se pode imaginar. Jogava bilhar só com um braço, quando podia jogar com os dois, para poder fazer disso um factor em jogo na aposta. Poucos no mundo jogariam matraquilhos como ele, quando tinha os seus trinta e tal anos de idade, e bisca de 9 então, dizia ele, "podem dar a volta ao mundo, que não encontram ninguèm que ganhe ao Zé Maluco". Já velho, começou a ser referido nos jornais locais como o Zé dos gatos, talvez porque os jovens escribas pensassem que "Maluco" era ofensivo para aquele velhinho. Mas "Maluco" foi sempre um título para o Zé. De que ele se afirmava e orgulhava. Faleceu hoje o senhor José Maria Tavares. O Zé Maluco fica cá para sempre. Quem dera que muitos mais Malucos andassem entre nós e nos ensinassem o que de bom a vida tem. Analfabetos ou catedráticos, sem abrigo ou a morar em condomínio fechado, religiosos ou ateus, abstémios ou bêbados, desde que fazendo do mundo um sítio porreiro para passar uma boa temporada. Como o Zé fez. Fiquemos bem alerta com os Não Malucos!"


Que descanse em paz.

E porque é que..

...estes "indivíduos" da Mota Engil ainda não foram presos???!!!...

O Presidente da Mota Engil


A Lusoponte entregou um pedido de indemnização por parte do Estado no valor de 100 milhões de euros, revelou hoje o Secretário de Estado dos Obras Publicas, Transportes e Comunicações, Sérgio Silva Monteiro.
De acordo com o governante, o pedido de indemnização da empresa da Mota Engil deve-se ao facto de o anterior governo ter assinado em 2008 um acordo em que se compromete a compensar a Lusoponte pelo «risco de variação dos impostos».
Segundo Sérgio Silva Monteiro, este pedido de indemnização compreende apenas o período entre 2008 e 2012


Porque é que o Sr.Dr.Jorge Coelho sabendo como todos nós sabemos das enormes dificuldades por que passam as "finanças" em Portugal, "arranca" agora com esta "manigância"?!...Qualquer dia teremos de perguntar "directamente" ao Senhor Doutor, como é que ele foi parar à Presidência daquela empresa... Será que ele terá a ombridade de nos explicar??!!...

Nem luz seria...

Um poema de Eugénio de Andrade

Eugénio de Andrade



Que diremos ainda?


Vê como de súbito o céu se fecha
sobre dunas e barcos,
e cada um de nós se volta e fixa
os olhos um no outro,
e como deles devagar escorre
a última luz sobre as areias.
.
Que diremos ainda? Serão palavras,
isto que aflora aos lábios?
Palavras, este rumor tão leve
que ouvimos o dia a desprender-se?
Palavras, ou luz ainda?
.
Palavras, não. Quem as sabia?
Foi apenas lembrança de outra luz.
Nem luz seria, apenas outro olhar.
.
Eugénio de Andrade " Antologia Breve" - 7ªEd. Maio/1999

13 março 2012

Corre na net...

... um artigo publicado no "Guardian.co.uk", em 1 de Fevereiro de 2012, e veiculado pelo jornalista José Miguel Fernandes, no seu Blogue. (Obrigado Anabela, pela dica)
José Manuel Fernandes

"Muito interessante este artigo sobre os cinco principais lamentos de quem está a morrer. E de que é que têm pena os que partem?

Não, não é de terem tido pouco sexo. É de coisas bem mais substanciais:

1. Lamentam não terem tido a coragem de... viverem as suas próprias vidas, não as vidas que outros desejaram que vivessem;

2. Lamentam terem trabalhado tão arduamente;

3. Lamentam não terem tido a coragem de expressarem os seus sentimentos;

4. Lamentam não terem mantido o contacto com os seus amigos;

5. Lamentam não terem permitido que fossem mais felizes.

Os que estão vivos ainda vão a tempo de, antes de morrerem, corrigirem o seu modo de vida para, depois, não se arrependerem. É, não é? Leiam o artigo que vale a pena."

Escrito no vento...

"Um cobarde é incapaz de demonstrar amor; isso é privilégio dos corajosos."
.
Gandhi

12 março 2012

Jean Giraud morreu...

... em Paris no passado sábado, dia 10 de Março. Tinha 73 anos.

Jean Giraud


Jean Giraud nasceu em Nogent-sur-Marne (França) em Maio de 1938. Entra para a Escola de Artes Aplicadas de paris em 1954, assinando no ano seguinte algumas ilustrações na revista Fiction. Entre 1956 e 1958 publica as suas primeiras Bandas Desenhadas em Far-West, Sitting-Bull, Fripounet et Marisette, Ames Vaillants, Coeurs Vaillants, etc.
A sua criação mais conhecida é Forte Navajo que surge em 1963 na revista Pilote. Narra as aventuras de Mike Blueberry, um oficial do exército americano, e constitui um dos mais bem conseguidos Westerns da Banda Desenhada mundial


Blueberry


Criada por Jean-Michel Charlier (argumento) e Jean Giraud (desenho), Tenente Blueberry é uma das mais notáveis séries realistas da banda desenhada franco-belga.
O herói é um oficial do exército norte-americano, inteligente e corajoso. Que não suporta a injustiça e tem dificuldade em aceitar a autoridade cega da hierarquia militar.

Mike Blueberry e Pearl, in "Arizona Love" (Dargaud, 1994)

Museu do Prado...

Jacopo Robusti
dito Tintoretto
1518 - 1594
Batalha entre Turcos e Cristãos

Batalha entre turcos e cristãos

Esta magnífica composição deve contar-se entre as mais características da vasta série de Tintorettos existentes no Prado. A riqueza colorística de Ticiano, superada em absoluto sob vários aspectos, une-se ao ímpeto barroco que tem origem em Miguel Ângelo; sabemos, de resto, que tal fusão estilística fazia parte dos projectos de Tintoretto. Este genial pintor que, com Ticiano e Veronese, forma a tríade do período áureo da pintura veneziana, é o único que na cidade lagunar está mais bem representado do que no Prado.
De facto, pode dizer-se que quem não conhece a Escola de S.Roque, em Veneza, não conhece verdadeiramente Tintoretto.
Na composição desta batalha naval e terrestre, o dinamismo da diagonal, típico do barroco, é claramente evidente. Vigoroso é também o contraste entre as zonas escuras e as luminosas. Protagonista desta tela pode considerar-se a estupenda figura feminina que, raptada pelos maometanos, está representada, caída por terra, em primeiro plano. A sua beleza levou, talvez, no passado, a atribuir ao quadro o caprichoso título de Rapto de Helena. No fundo luminoso, o ímpeto da batalha serve ao pintor para atingir a superação do seu próprio virtuosismo técnico.
Segundo Beroqui, que foi patrono do Museu do Prado, poderia ser essa a “batalha turca” que Tintoretto ultimara em 9 de Maio de 1562, para o cardeal Ercole Gonzaga. Em todo o caso, na Galeria de Mântua encontravam-se, em 1607, dois quadros sobre o mesmo tema, e pode ser que o do Prado tenha vindo de lá.
Velázquez adquiriu esta tela em Itália, em 1651, por conta de Filipe IV, juntamente com muitas outras.

Cfr. Marco Valsecchi
In “Grandes Museus do Mundo
Ed.Verbo – Novembro/1973

11 março 2012

Futebol 1

Mais uma série de quatro fotografias me chegaram às mãos, veiculadas pelo Carlos Manuel Cardoso através do Fb.

Não fotografias bem antigas… que me dão o “trabalho gostoso” de poder fazer a identificação dos retratados.
A recordação de muitos amigos que já nos deixaram também nos dá uma força suplementar na tarefa de os ver de novo ao fim de tanto tempo… O tempo gasto com este trabalho acaba por ser um tempo bem empregue e que nos dá uma satisfação indizível.

Seria um "encontro de Solteiros/Casados"?...
Esta fotografia será a nº1. Não tem data assinalada mas não errarei muito se a situar entre 1960 e 1963… Já está construído o prédio que faz gaveto nas ruas Tenente Carlos Alves e Major Perestrelo da Conceição, embora não possamos identificar, nesta foto, qualquer das quatro vivendas construídas já depois de Abril de1964, no espaço onde existiu uma nora e um portão, junto à actual "via rápida" construida junto ao muro norte do Liceu Nacional.
Esta foto foi obtida no topo norte de um espaço, então vazio, e onde actualmente se erguem os blocos residenciais que integram a rua Dr.António Manuel Gamito, ao lado do portão norte do Estádio do Bonfim. Este espaço a que me refiro é hoje ocupado por um campo de treinos do Vitória FC e pelo Pavilhão Antoine Velge um pouco mais a sul.


Passados cerca de 50 anos (cinquenta!!...) as caras destes jovens modificaram-se “um pouco”… Mesmo assim, apenas de alguns não consegui lembrar-me.
Ora vejamos:

Na 1ºFila, de joelhos:
NN, Jorge Manuel da Silva Costa, Rui Cândido, Domingos Carrilho do Rosário, Artur Vaz (parece...), Manuel Pereira, José Rica, José Manuel Parreira Páscoa, João Carlos Rosa Salgueiro, Zeca Pedroso (?), Alberto Guilherme da Silva Alves (Chefe) e Rui Francisco Crespo Martins Oliveira (Carmona.)


Na 2ªfila, de pé:
Luis Leal, Jorge António Mota Mendes, Luis Filipe Fernandes, João Contreiras, Vasconcelos (marido da Paulina Pimentel), Carlos Alberto Leandro Gomes (Carlinhos da Rosel), Jaime Fernando Forte de Faria, António Manuel Fernandes Alves, Fernando Xavier Santana, NN, Luis Novais Câmara Pestana, o "benjamim" José Luis Carvalho Rocha Lorenzo (parece-me o filho do sr.Laureano Rocha que foi meu aluno; mas o que é que este "miudo" fazia aqui?!...), Júlio da Silva Tavares, José Fernandes Alves Cândido e Horácio Pereira.

São quadras, meu bem... são quadras!...

Sê benvindo nesta casa
Se és deveras meu amigo!
Entra, abraça-me, descansa,
Senta-te à mesa comigo.
.
Eugénio de Castro

10 março 2012

Recordações...

Foto obtida em 02 Jul 1991

A Gi e a Madalena

09 março 2012

Escrito no vento...

"Só existe uma coisa melhor do que fazer novos amigos: conservar os velhos".
.
Elmer G. Letterman

As "garotas" de Julio Vivaz...

Humor antigo
com o traço de
Julio Vivaz
- O seu caso, minha Senhora, é difícil... Tem de passar a andar de binóculos!

08 março 2012

Circula na net...

"Já não é só o Centro Cultural de Belém -- instituição de direito privado, sem tutela pública. Ou Serralves. Ou a Casa da Música.
Já não são só a generalidade dos jornais que o ignoram -- Correio da Manhã, Jornal de Notícias, Público, i, Diário Económico e Jornal de Negócios, além da revista Sábado.

Já não só os angolanos que se demarcam, ou os moçambicanos. Ou até os macaenses. Sem excluir os próprios brasileiros.
Por cá também já se perdeu de vez o respeitinho pelo Acordo Ortográfico.
Todos os dias surge a confirmação de que não existe o consenso social mínimo em torno deste assunto.
São os principais colunistas e opinadores da imprensa portuguesa. Pessoas como Anselmo Borges, António-Pedro Vasconcelos, Baptista-Bastos, Frei Bento Domingues, Eduardo Dâmaso, Helena Garrido,Inês Pedrosa, Jaime Nogueira Pinto, João Miguel Tavares, João Paulo Guerra, João Pereira Coutinho, Joel Neto, José Cutileiro, José Pacheco Pereira, Luís Filipe Borges, Manuel António Pina, Manuel S. Fonseca, Maria Filomena Mónica, Miguel Esteves Cardoso, Miguel Sousa Tavares, Nuno Rogeiro, Pedro Lomba, Pedro Mexia, Pedro Santos Guerreiro, Ricardo Araújo Pereira, Vasco Pulido Valente e Vicente Jorge Silva.
É o ex-líder socialista, Francisco Assis, que se pronuncia sem complexos contra este «notório empobrecimento da língua portuguesa».
É o encenador Ricardo Pais, sem papas na língua.
É José Gil, um dos mais prestigiados pensadores portugueses, a classificá-lo, com toda a propriedade, de «néscio e grosseiro».
É a Faculdade de Letras de Lisboa que recusa igualmente impor o acordo. Que só gera desacordo.
(Que pena a Profª Maria Leonor de Lemos Viana Carvalhão Buescu , antiga aluna do nosso Liceu de Nun´Álvares, já não estar entre nós… para a sua voz se juntar a este coro que envergonha Malaca Casteleiro, um dos “mentores” deste dislate, …)

.
Um acordo que pretende fixar norma contra a etimologia, ao contrário do que sucede com a esmagadora maioria das línguas cultas.

Um acordo que pretende unificar a ortografia, tornando-a afinal ainda mais díspar e confusa.
Um acordo que pretende congregar mas que só divide.
Um acordo que está condenado a tornar-se letra morta -- no todo ou em parte.
Depende apenas de cada um de nós.
Passe para todos os seus contactos.
É preciso evitarmos ser destruídos por intelectualóides ignorantes e arrogantes que procuram a celebridade com palhaçadas à custa daquilo que Portugal tem de melhor.
E os políticos com medo de os chamarem ignorantes (que são) alinham com qualquer fantasia que seja apresentada com ares de inteligência. COITADOS!!!
.
Falo por mim... Continuarei a falar e a escrever português!!...
Espero que façam o mesmo...

07 março 2012

Setubalense - 1964 - Abril

1 de Abril
Major Jacinto Frade
Desempenha presentemente as funções de Comandante do Batalhão do Corpo de Alunos, do Colégio Militar.
.
1 de Abril
Registo Civil
A Sr.ª Dr.ª D. Jacquelina Silva Bastos é Conservadora do Registo Civil, em Setúbal.
.
4 de Abril
Desastre
O estado do casal vítima de acidente de viação
... sua esposa, a Sr.ª D. Laura Rocha permanece num quarto do Hospital da Ordem Terceira, tendo anteontem sido submetida a uma intervenção cirúrgica que decorreu com êxito.
.
4 de Abril
PSP
O Ten. Luís Vasco deixa de exercer as funções de Comandante da PSP e será substituído pelo Comissário Sr. Eugénio Lobato.
.
4 de Abril
Exército
O sargento miliciano Luis Lopes Fonseca Ribeiro regressa a Setúbal depois de cumpridos dois anos em comissão de serviço em Angola.
.
6 de Abril
O Liceu de Setúbal passa a ter secção feminina
Por diploma publicado no Diário do Governo de 2 do corrente, é criada uma secção feminina no Liceu Nacional de Setúbal, sem desdobramento de serviços administrativos de secretaria mas com quadro docente próprio.
.
8 de Abril
Casamento
Na Capela da Quinta das Torres, em Azeitão, celebrou-se em ambiente de grande elegância, o casamento da Sr.ª Dr.ª D. Maria Teresa Carvalho de Sousa Fialho... com o Sr. Dr.Moisés de Milne e Carmo
.
11 de Abril
Desastre
D. Laura Rocha
...não tem experimentado melhoras, devido a complicações surgidas após a intervenção a que foi submetida.
...a família solicita a todas as pessoas que se têm interessado pelas suas melhoras, o favor de se absterem de quaisquer visitas.
.
15 de Abril
Orfanato
Desapercebidamente acabou o Orfanato.
.
18 de Abril
Guarda-Fiscal
O Comandante da Guarda-Fiscal visitou a Secção de Setúbal
Na 4ªfeira, o Sr.General Mário Silva, novo Comandante Geral da Guarda-Fiscal esteve na nossa cidade acompanhado pelos Srs. M
ajor José Lemos Ferreira e capitão Lacerda Machado.
.
20 de Abril
Efemérides
Em 1583 realiza-se a escritura do contrato de obras do Castelo de S.Filipe, cuja planta é do arquitecto Felipe Terzio
.
25 de Abril
CMS
A gerência municipal de 1963
Saldo anterior - 638 482$30
Receitas - 20.383.014$60
Total - 21.021.496$90
Despesa - 20.704.415$50
A transitar - 561.963$00 (?!)
.
25 de Abril
Notícias pessoais
O Sr. Carlos Fradiano Machado voltou ao convívio dos seus amigos depois de mais de dois meses de ausência, por ter estado internado no Hospital de São Bernardo e no Hospital da Liga dos Amigos dos Hospitais, em Lisboa.
.
27 de Abril
CMS
A Gerência de 1963, dos Serviços Municipalizados
Saldo anterior - 2.384.029$60
Receita - 16.763.385$80
Total - 19.147.415$40
Despesa - 17.405.410$10
Saldo - 1.742.005$30
.
27 de Abril
Efemérides
Em 1581, o Dr.Jorge de Cabedo, de Setúbal, jurista insigne e desembargador da Casa Civil, é nomeado auditor da Casa da Suplicação, que era um Tribunal Superior da época.
.
27 de Abril
Comando militar
O Sr. Coronel Mário da Costa Santos Anino deixou o cargo de Comandante militar de Setúbal.

06 março 2012

Escrito no vento...

"Quando uma mulher te fizer uma pergunta responde sempre a verdade. Há 99% de probabilidades de ela já saber a resposta..."
.
Autor desconhecido

05 março 2012

Circula na net...

... e deve ser verdade!...
Aqui fica este texto, que deixo à consideração do Dr.Vitor Gaspar, do Sr.Primeiro Ministro e de todos os outros membros do Governo... Vejam lá se "resolvem" esta "macacada"!!!... Estes "Zés do Telhado" deviam desaparecer todos do nosso horizonte e a todos eles ser atribuída uma "residência fixa"... na Rua Marquês da Fronteira...

"Com o país na penúria, mas como se estivéssemos em tempo de vacas gordas, devemos pôr os olhos nisto:

1º Exemplo
- O Presidente dos EUA recebe por ano $400.000,00 (291.290,417 Euros);
- O Presidente da TAP recebeu, em 2009, 624.422,21 Euros;
.
- O Vice-Presidente dos EUA recebe por ano $ 208.000,00 (151.471,017 Euros);
- Um Vogal do Conselho de Administração da TAP recebeu 483.568,00 Euros;

- O Presidente da TAP ganhapor mês55,7 anos de salário médio de cada português.

2º Exemplo
- A Chanceler Ângela Merkel recebe cerca de 220.000,00 Euros por ano;
- O Presidente da Caixa Geral de Depósitos recebeu 560.012,80 Euros;
- O Vice-Presidente da Caixa Geral de Depósitos recebeu 558.891,00 Euros;

- O Presidente da Caixa Geral de Depósitos ganha – por mês50 anos de salário médio de cada português.

3º Exemplo
- O Primeiro-Ministro Passos Coelho recebe cerca de 100.000,00 Euros por ano;
- O Presidente do Conselho de Administração da Parpública SGPS recebeu 249.896,78 Euros;

- O Presidente do Conselho de Administração da Parpública SGPS ganha – por mês22,3 anos de salário médio de cada português.

4º Exemplo
- O Presidente da República recebe cerca de 140.000,00 Euros por ano;
- O Presidente do Conselho de Administração da Águas de Portugal recebeu 205.814,00 Euros;

- O Presidente do Conselho de Administração da Águas de Portugal ganha – por mês – 18,4 anos de salário médio de cada português;

5º Exemplo
- O Presidente Sarkozy recebe cerca de 250.000,00 Euros por ano;
- O Presidente de Administração dos CTT – Correios de Portugal, S.A. recebeu 336.662,59 Euros;

- O Presidente de Administração dos CTT - Correios de Portugal, SA ganha – por mês30 anos de salário médio de cada português.

6º Exemplo
- O Primeiro-Ministro David Cameron recebe cerca de 250.000,00 Euros por ano;
- O Presidente do Conselho de Administração da RTP recebeu 254.314,00 Euros;

7º Exemplo
- O Presidente da Assembleia da República recebe cerca de 120.000,00 Euros por ano;
- O Presidente de Administração da ANA Aeroportos de Portugal S.A. recebeu 189.273,92 Euros;
- O Vice-Presidente de Administração da ANA Aeroportos de Portugal SA recebeu 213.967,23 Euros."

"O que mais me preocupa não é o grito dos violentos, dos corruptos, dos desonestos ou dos sem ética. O que mais me preocupa é o silêncio dos bons."
Martin Luther King.

.
Enquanto o Governo não tratar, a sério, "deste assunto" não terá qualquer hipótese de credibilidade!!!!...
... e só o seu "poder ditatorial" justifica o baixar da cabeça de todos nós, nos balcões da Tesouraria das Repartições das Finanças!!...

Fotografias de Setúbal...

Esta foto foi obtida em 10 de Setembro de 1970

Já estava aberto o acesso à Avenida Luisa Todi, no
prolongamento da Avenida Daniel de Sousa.
À esquerda o edifício da Setubauto e, à direita, construía-se o Prédio Fiat

04 março 2012

Uma foto antiga...

Publicada no Facebook, em 03 03 2012, por Carlos Cardoso, esta fotografia mereceu alguns comentários nos quais foram identificados alguns dos presentes.

Uma foto antiga


Esta foto é anterior a 13 de Junho de 1963.
Na verdade, ainda está presente o Presidente da Câmara de então, o Major Manuel Filipe Magalhães Mexia que deixou a presidência nesta data.
A identificação do Dr. Manuel José Constantino de Goes nesta fotografia deve-se certamente a um pequeno “lapsus memoriae” do José Carlos Barbosa, que o tempo, desde então decorrido, bem pode justificar.
Por sua vez, o Jucá (Júlio Carlos Silva) assinala a presença do José Luis Novais, a primeira figura à nossa esquerda. Também me pareceu, à primeira vista… mas, naquela época, o José Luis Novais teria 33/34 anos e a figura referida parece ser “um pouco” mais velha!
Mantenho a dúvida e arrisco outro nome: parece-me tratar-se do Sr.António Ahrens Novais, tio do José Luis, que tinha uma empresa de navegação na Avenida Todi, onde existe agora uma agência do BPI.

Um outro pormenor leva-nos a recuar, ainda mais, na data deste evento... O Coronel Augusto de Carvalho deixou as funções de Comandante Militar de Setúbal em 14 de Abril de 1962, o que nos leva a crer que esta foto é anterior a essa data.

A partir da esquerda, em primeiro plano: Coronel Augusto de Carvalho, Comandante Militar de Setúbal, Major Manuel Filipe Magalhães Mexia, Presidente da Câmara Municipal (com óculos escuros), Marques dos Santos, da Setubauto, Dr.Miguel Rodrigues Bastos, Governador Civil, Dr. Estêvão Moreira, Presidente da Comissão de Turismo da Serra da Arrábida e Reitor do Liceu e, por fim, o José Cândido Arôcha. Entre os dois últimos identifiámos ainda o sr.Madeira Lopes.
No segundo plano, a primeira figura será o sr.António Ahrens Novais (ou, então, o seu sobrinho José Luis… A dúvida permanece... )

Parabéns!... 04 de Março

O Pedro Maria faz hoje 18 anos.
Parabéns! E um grande abraço do Avô...

Pedro Maria Matos de Oliveira Constantino

03 março 2012

Fotografias de Castelo Branco...

Foto obtida em 22 de Abril de 2007

Jardim do Paço Episcopal, em Castelo Branco
Ao fundo à esquerda, a célebre Escadaria dos Reis

02 março 2012

A propósito de...

"Respigado" de "Sala de imprensa", in Jornal de Negócios.
Com o título "Isto só lá vai com penas de prisão".

De Camilo Lourenço em 29 02 2012 – 23h30m

Camilo Lourenço

"A Câmara Municipal de Setúbal vai ter de repor as verbas que gastou, desde 2009, com a promoção de 500 funcionários.

Promoção que a presidente considera ter-se baseado numa “análise técnica interna cuidada e rigorosa e na melhor informação disponível à data”, mas que a Inspecção-geral das Autarquias Locais classifica de ilegal.

A solução óbvia seria convidar” a presidente a repor do seu bolso cerca de um milhão de euros gastos ilegalmente com as promoções.
O problema é que Maria das Dores Meira diz que não pode, “à custa do seu salário e património”, reembolsar o Estado (por isso o reembolso vai sobrar para os funcionários…).

Pergunta: se os dois despachos que promoveram os funcionários são da responsabilidade da presidente, quem senão ela deveria reembolsar o Estado pela errada utilização de dinheiro dos contribuintes?

É injusto? Não.

Os autarcas, e todos os decisores públicos, têm de ser responsabilizados pelos seus actos (em Elvas, em 2010, ocorreu uma situação parecida). No caso das autarquias há um longo historial de má gestão (se mais de 50% dos municípios vivem com dificuldades financeiras, isso significa que foram muito mal geridos). E, em alguns casos, essa má gestão raia a gestão danosa.
Sempre que se apure que um autarca, ou outro decisor público, utilizou erradamente dinheiro dos contribuintes, e se for considerado culpado pelos tribunais, deve cumprir pena de prisão. Mas prisão efectiva.

É uma punição exagerada? Não.

Enquanto um decisor público não acabar atrás das grades por gestão danosa (isto é um eufemismo porque há actos que configuram crimes bem mais graves…) a irresponsabilidade vai continuar".

Algum comentário? Nenhum!...