19 fevereiro 2017

Humor antigo...

in. "Anedota Ilustrada" nº4
de Dezembro de 1960
.

- O senhor colocou um carburador que poupa 25% de gasolina! Um novo regulador de ar que poupa mais 30%!. Um excitador de corrente que faz com que poupe mais 10%... Mas, no fim, não tapou o buraco que havia no depósito da gasolina!!!...

18 fevereiro 2017

Eles foram professores do Liceu...

António Luís Vaz
Foi professor do 1ºGrupo (Português e Latim). Vindo transferido, por concurso, do Liceu de Angra do Heroísmo, tomou posse em 1 de Março de 1906. Sem mais referências directas nos arquivos, apenas podemos concluir que ainda era professor do nosso Liceu no ano lectivo de 1916/17, porquanto foi este professor, com o cargo de Vice Reitor interino, quem conferiu a posse, em 17 de Fevereiro de 1917, ao futuro Reitor Manuel Neves Nunes de Almeida.

17 fevereiro 2017

Faleceu o dr. Antero Torres...

... que foi professor no Liceu Nacional de Setúbal.
.
dr.Antero Bernardino Torres
.
Era natural de Navais, Póvoa de Varzim onde nasceu em 1 de Julho de 1921. Tinha 95 anos.
Licenciado em Filologia Clássica pela Universidade de Lisboa, foi professor do 1ºgrupo (Português, Latim e Grego), no Liceu Nacional de Setúbal a partir do ano lectivo de 1957/58.
Em Agosto de 1968, foi nomeado Vice Reitor do desdobramento do Liceu de Setúbal, no Barreiro.
Regressa ao Liceu de Setúbal, como profesor efectivo, no ano lectivo de 1975/76
Mantêm-se, até à idade de reforma, no Liceu Nacional de Setúbal até 1980 e com a designação de Escola Secundária de Bocage, até 6 de Junho de 1988.
.
Desaparece agora, com a sua morte, mais um excelente professor que deixa o nome ligado ao Liceu Nacional de Setúbal.
.
Um bom Amigo que se ausentou.
.
Descansa em Paz

São quadras, meu bem... são quadras!...

.
De o "Público", em 24 de Abril de 1996

     " A humanidade tem por hábito dedicar um dia por ano  a  causas perdidas: à criança, à mulher, à vaca inglesa,  em suma, aos perdedores". disse o escritor catalão de   língua castelhana Manuel Vásquez Montalbán no dia da  abertura do XXV Congresso da União Internacional de  Editores, e disse mais:


Há que viver  o 23 de Abril  como se fosse um verso de Bolero     -- " a última noite que passei contigo..." --  conscientes de que poucas vezes temos a possibilidade de ser felizes em troca de uma dose tão pequena de auto-engano! "

.
"Como um verso de Bolero"
Como uma noite perdida...
Penso em ti e logo quero
Vogar, vago, em tua vida...             

16 fevereiro 2017

Escrito na pedra...


In. “Público”
11.02.2017
.
Quem vem e atravessa o rio, junto à serra do Pilar, vê um velho casario, que se estende até ao mar.”
.
Carlos Tê e Rui Veloso
Composição para a canção "Porto sentido"

15 fevereiro 2017

Uns versos que já fizeram...

...60 anos!
.
Um "poema" respigado num
Livro de Curso publicado em 1956
a que deram o título de
"Pedido recusado"
de um autor desconhecido
.

Livro de Curso (1953/56)
Escola Superior de Farmácia
Universidade de Lisboa
.
Pedido recusado
.
I
Um valor me falta
Peço-o. mas...
Dá?
Que custa um valor?
Dê, por favor
Vá!...
.
II
Um valor é culpa
Que se não desculpa, mas...
Dá?
- "Foi por cabulice?" -
Oh, mas que tolice!
Vá!
.
III
E um valor é de graça
Que a mais não passa:
Dá?
- "Teme que repita?" -
- "Qu'estou fazer fita? -
Vá!
.
IV
Guardo segredo
Não tenha medo...
Vê?
Dê-me um valorzinho
Seja bonzinho
Dê!
.
V
Que bom que seria
Que paz me traria
Dai!
- E com o meu Pai!
Só de pensar...
Ai!
.
VI
- Contente? Um...
Talvez seja pouco
Pois!...
Bom... talvez...
Seria possível...
Dois?
.
VII
Oh, dois! felicidade 
Nem é bom sonhar
Vê?
Porque ao acordar... ?!
Vá, por piedade
Dê!
.
VIII
Porém a conta
Certinha e justa são...
Três!
Pois não são três
A conta que Deus...
Fez?
.
IX
- "Nem implorando
As três graças?
- Não?
- Nem as três Virtudes?
Nem as folhas do trevo?"
Que desilusão!
.
X
- "Não e não e não?"...
Três... era tão pouco!...
Veja!
- "Que foi cabulice?!-
- Muita malandrice?"
Seja!
.
Livro de Curso
1953 - 1956
autor(a) desconhecido(a)             

14 fevereiro 2017

Meia dúzia de piedades...

Diário de
Vasco Pulido Valente


União Europeia
.
A utopia da “Europa”.
...hopes expire of a low dishonest decade... W.H.Auden

Vasco Pulido Valente
.
No fim de Janeiro, Portugal, na pessoa do primeiro-ministro, teve a honra de receber seis países do sul da Europa: a Itália, a Espanha, a França, a Grécia, Malta e metade da ilha de Chipre. Apesar do atraso este encontro merece alguns comentários. Primeiro, é duvidoso que Chipre e Malta se possam apresentar ao mundo como “países”. Segundo, o que distingue os membros deste subconjunto da União é precisamente não fazerem parte da Europa. A Espanha não tem um papel no continente desde o século XVII, a França desde o princípio do século XIX e o resto do grupo não existia até há muito pouco tempo e nunca contou para nada. Todos vieram agora aqui dizer meia dúzia de piedades, que o mundo inteiro conhece e, no fundo, como disse o inefável Tsipras, reforçar a “solidariedade”, ou seja, convencer a Alemanha a abrir um bocadinho mais a bolsa.

Desde o princípio que os críticos da “Europa” mostraram a dificuldade de integrar económica, política e culturalmente num organismo único o que se chama, por abuso vocabular, a “Europa” do sul e a “Europa” do leste. A verdadeira Europa sempre começou na Suécia e acabou no norte de Itália e no centro de França. Para Metternich, o Oriente começava às portas de Viena e basta assistir ao que se passa hoje na Roménia, na Hungria e na Polónia para lhe dar razão. Quanto ao sul, embora desejasse melancolicamente ser Europa, não conseguiu ao fim de centenas de anos ser mais do que uma cópia primitiva e deformada de um modelo para ela incompreensível. Basta ler Eça e, por exemplo, Elena Ferrante. O último capítulo de Os Maias, a passagem mais trágica da literatura portuguesa moderna (fim do século XIX) ou o Quarteto de Nápoles (princípio do século XXI), para medir a distância que separa o norte da nossa mediterrânica tristeza.

A “Europa” foi uma utopia que, como o nome indica, não tinha lugar no mundo real. Neste momento, em que ela não passa de uma ruína, ou do anúncio de uma ruína, e em que a fragilidade dos seus fundamentos é pública e notória, convinha perceber o que sucedeu e não perder tempo com gestos vazios para prolongar uma vida condenada, a benefício dos pobrezinhos que se tomam pelo que não são.

13 fevereiro 2017

Setubalense - 1970 - Maio

.
04 Maio
Aniversário
O aspirante miliciano José Manuel da Silva Fernandes, que se encontra em serviço nos Açores fez anos hoje
.
04 Maio
Frederico Oliveira
Ao contra-mestre da matança, no Matadouro Municipal, foi concedida a Medalha de Ouro da cidade, por ter atingido o limite de idade, com 50 anos de serviço, sem interrupção.
.
04 Maio
Soledade Machado
Atleta do Vitória FC, é campeã nacional de disco com a marca de 25,38m
.
04 Maio
Nos campeonatos distritais da Mocidade Portuguesa, José António Valentim Carreira, do Liceu de Setúbal, venceu as provas de 100m, 4x100m e salto em comprimento.
.
06 Maio
Exposição de Fotografia
Fernando Motrena expõe fotografias no Círculo Cultural de Setúbal.
.
09 Maio
Temporal
Ontem à tarde, “Rajadas ciclónicas causaram prejuízos em Setúbal.”
.
09 Maio
“Agradeço ao Naval, em nome de Setúbal, tudo o que tem feito por Setúbal”, palavras do Presidente da Câmara, ao colocar a Medalha da Cidade, no estandarte dos Navalistas.
.
09 Maio
O Clero do Patriarcado vai pronunciar-se sobre a criação das Dioceses de Setúbal e Santarém.
.
09 Maio
Na Venezuela
Estreia sensacional do Vitória FC, em Caracas, ao vencer o Santos, por 3-1.
.
11 Maio
Exposição de pintura
Adão Rodrigues mostra ao público de Setúbal, numa sala do Museu da Cidade, uma exposição de pintura e colagens
Estiveram presentes os Srs. Presidente da Câmara, Dr. Manuel José Constantino de Goes, Vice-Presidente, Dr.João José Mendes de Matos e o Presidente da Comissão de Festas, Eng. António Barroso.
.
13 Maio
A cidade merecia ter um mínimo de nível em questões de trânsito.
Um artigo de J.C.Madeira, ponde em destaque “o enfiamento desde o Largo do Poço do Concelho a uma das saídas da Praça de Bocage” e o pandemónio da rua Luís de Camões.”
.
16 Maio
No Liceu
Os alunos do 2ºciclo liceal com média inferior a 12 valores, já podem ser dispensados do exame.
.
16 Maio
Aniversário
Passa amanhã o aniversário natalício do furriel miliciano Vitor Manuel dos Santos Paixão, que se encontra em serviço no Ultramar.
.
18 Maio
Cultura
“O Coro de Cracóvia vai actuar no Cine Teatro Luisa Todi.”
.
20 Maio
Missa nova, de Frei Orlando, de Setúbal
No dia 17 de Maio, dia de Pentecostes, na Sé Patriarcal de Lisboa, foi ordenado sacerdote, nas mãos de Dom Manuel Gonçalves Cerejeira, o franciscano Frei Orlando, de Setúbal.
Nasceu nesta cidade em 17 de Novembro de 1939 e frequentou o Colégio Frei Agostinho da Cruz.
.
23 Maio
O vereador Fernando Pedrosa solicitou que fosse estudado o problema da generalização do regime de “fim de semana”, com suspensão do trabalho em todas as profissões, aos sábados após o almoço.
.
23 Maio
O pavimento da rua Álvaro Castelões vai ser enquadrado no progresso comercial daquela artéria.
.
23 Maio
Falecimento
Faleceu o pintor Martins Barata.
.
25 Maio
As instalações da "Firma José Maria da Fonseca, Internacional.” 
Foram inauguradas em Azeitão, por Xavier Pintado, sub-secretário do Comércio.
.
25 Maio
Começaram hoje as emissões da TV, à hora do almoço.
.
27 Maio
“A projectada ligação da rua Gen. Daniel de Sousa, com a Avenida Luisa Todi, tende a solucionar-se."
.
27 Maio
Falecimento
Eduardo Teodoro Fidalgo
Na sua residência, faleceu ontem o Sr. Eduardo Teodoro Fidalgo. industrial conserveiro, natural de Setúbal, pai da Sr.ª D. Maria do Carmo Fidalgo Sérgio.