31 dezembro 2015

Um Ano Novo...

...melhor do que o anterior, desejo a todos os Amigos.

30 dezembro 2015

Escrito na pedra...

In. “Público”
22.11.2015

As guerras demoradas terminam sempre com a destruição ou com a desgraça dos dois beligerantes.
.
Xenofonte
-430 / -355
Historiador e soldado da Grécia Antiga

29 dezembro 2015

Provérbios...

"O que você não vê com os seus olhos, não testemunhe com a sua boca."
.
Provérbio judeu

Trabalhar em locais ruidosos...

...aumenta risco de enfarte. No "Sol" on line, em 12 10 2011 m

"O que é mau para os ouvidos pode também fazer mal ao coração. Segundo um estudo recente, pessoas que trabalham em locais ruidosos há pelo menos um ano e meio têm três vezes mais probabilidades de sofrer um grave problema cardíaco do que quem trabalha em ambientes silenciosos."

. .

Segundo o cardiologista Carlos Alberto Pastore, trabalhar sob constante ruído facilita a libertação de hormonas relacionados com o stress que funcionam como «o gatilho que acelera o processo inflamatório das artérias». No entanto, para o médico, o stress só é um problema quando passa a ser constante. Nesse caso, deve ser considerado um factor de risco como qualquer outro, já que, segundo o médico, «tudo o que está relacionado com a esfera emocional é um problema de saúde tão grave quanto o colesterol». . E aqueles que trabalham em casa e têm de suportar os barulhos constantes em casa dos vizinhos?!... Terão de "aguentar" o stress. Que remédio...

Parece, no entanto, que há médicos que nunca ouviram falar deste problema de saúde...

Escultura 8 Giovanni Demetz

Giovanni Demetz


28 dezembro 2015

A batuta do coração...

...num poema de 
Isabel Monteiro
.
Isabel Monteiro
.
ter nas mãos
a melodia
excelsa
os dedos desafiando
todas as teclas
a musica a deixar-se conduzir
no olhar de uma pauta
e a batuta do coração
a reger toda a orquestra!
.
isabelmonteiro
in, "Poemas com sabor a SOL a SAL e A-mar"

27 dezembro 2015

Provérbios...

"Uma ferida ruim pode sarar mas uma reputação ruim matará."
.
Provérbio escocês

26 dezembro 2015

Parabéns!...26 de Dezembro.

A  faz anos hoje!...
Dizias que não chegavas lá... mas não ganhaste a aposta.
Muitos beijinhos e um abraço grande para ti.
.

Drª Maria José Folgado Pereira

Provérbios...

"Não deite fora o balde velho até saber se o novo segura a água."
.
Provérbio sueco

25 dezembro 2015

Dai-nos a Paz, Senhor...

...e torna-nos mais pacientes!!...
.
Transcrevo o Poema de
Sophia de Mello Breyner Andresen



Sophia de Mello Breyner Andresen
.

Dai-nos, Senhor, a paz que vos pedimos
A paz sem vencedores e sem vencidos.

Que o tempo que nos deste seja um novo
recomeço de esperança e de justiça.

Dai-nos, Senhor, a paz que Vos pedimos,
a paz sem vencedores e sem vencidos.

Erguei o nosso ser à transparência
para podermos ler melhor a vida,
para entendermos vosso mandamento
Para que venha a nós o vosso Reino.

Dai-nos, Senhor a paz que vos pedimos,
A paz sem vencedores e sem vencidos.

Fazei, Senhor, que a paz seja de todos
Dai-nos a paz que nasce da verdade,
Dai-nos a paz que nasce da justiça,
Dai-nos a paz que nasce da liberdade.

Dai-nos, Senhor a paz que vos pedimos
A paz sem vencedores e sem vencidos.
.
Sofia de Melo Breiner Andersen.

.
Recebi o poema esta manhã, via Jorge Lobato,
meu antigo aluno, através do Fb. 
.
Vem a propósito deste dia paz...

O menino já nasceu...

Boas Festas para todos.
.
Natal - 2015

24 dezembro 2015

É Natal...

Para alguns é Natal...
.
Logo à noite repicam os Sinos e canta o Galo...
Vou estar atento.

23 dezembro 2015

Humor antigo...

in. "Can Can" - nº2
de 20 de Julho de 1959
com o traço de 
Carrillo
.
- Estúpido, sot, fool, tonto, idiota, dummkoof...

22 dezembro 2015

É já uma tradição...

... a fotografia dos professores da
    Escola Secundária de Bocage
(antigo Liceu Nacional de Setúbal)
        no final do 1.º Período Escolar.
.
Na escadaria principal do Edifício
após o almoço de Natal
22 de Dezembro de 2015
.
Que no próximo ano os alunos tenham todos "boas" notas...
e que os professores e funcionários possam ter também uma "melhoria" das suas notas (no fim de cada mês!)
São os nossos desejos.

Actas da Câmara Municipal de Setúbal...

Sessão de 20 de Maio de 1970
…realizou-se a reunião ordinária semanal, sob a presidência do Excelentíssimo Doutor Manuel José Constantino de Goes, estando presentes, além do Senhor Vice-Presidente, Doutor João José Mendes de Matos, os seguintes vereadores Senhores Manuel Pacheco Calanane Wengorovius, Carlos José Pinto e Fernando Batalha Pedrosa.
Não compareceram os vereadores Senhores Doutor José Caldeira Areias, Afonso Henriques Rocha e José Maria da Silva Belo, cujas faltas foram julgadas justificadas.
Assistiu à reunião o Chefe da Secretaria António Maria de Rhodes Sérgio Callapez.
.
Átrio da Câmara Municipal de Setúbal 
.
O Senhor Presidente prestou informações sobre:
1. a urbanização do novo traçado da Estrada dos Arcos e ligação ao Bairro do Liceu.
2. a urbanização dos terrenos da "Casa de Santana", na Avenida de Goa e,
3.a urbanização da autoria do Arquitecto Rafael Botelho, no Bairro do Arrozeiro, em Azeitão. 

21 dezembro 2015

Escrito na pedra...

In. “Público”
04.12.2015

A promessa dada é uma necessidade do passado; a palavra quebrada é uma necessidade do presente.
.
Nicolau Maquiavel
1469-1527
Historiador, poeta e diplomata italiano.

20 dezembro 2015

Parabéns!... 20 de Dezembro

A Célia faz anos hoje.
Beijinhos e um belo dia de aniversário.
.
Célia Carvalho de Matos

19 dezembro 2015

Vamos mudar de assunto...

... num artigo de "Opinião"
escrito no "Público" de 18 de Dezembro
por Vasco Pulido Valente.
.
Vasco Pulido Valente
.
Não escrevi uma palavra sobre José Sócrates desde que o prenderam. Mas como ele resolveu agora ir à televisão explicar a sua história, um pequeno comentário não é abusivo. Segundo o eng. Sócrates, por razões que permanecem obscuras, o Ministério Público, um procurador desnorteado, um juiz de instrução particularmente acintoso, 40 e tal juízes de instâncias superiores, o jornal “Correio da Manhã” e a revista “Sábado” armaram uma conjura para o “cobrir de lama”. Por detrás destes malvados, de que toda a gente conhece a cara, está, como devia estar, a “direita”, um “poder oculto” que governa Portugal, com a insinuação e a mentira. Foi a “direita” que inventou a bancarrota de 2010, foi ela que inventou a “vida faustosa” com que Sócrates se consolava em Lisboa e Paris, foi ela que babou o inexplicável boato de que existiria uma certa discrepância entre os rendimentos e as despesas do martirizado Sócrates.

E a coisa não fica por aqui. Com a coragem que toda a gente lhe conhece, Sócrates também disse que a “questão Freeport” e uma semi-questão, ainda misteriosa, de “escutas”, tinham sido incitadas por Santana Lopes, na altura primeiro-ministro, e pelo próprio Presidente da República. Porquê? Porque queriam que o PS perdesse as legislativas de 4 de Outubro e não queriam que Sócrates se candidatasse a Belém. Quando se chegou a Novembro de 2014, o desespero dos “conspiradores” já roçava a histeria e, sem a menor hesitação, mandaram meter Sócrates nos calabouços de Évora e, sem qualquer justificação legal, lá o conservaram aferrolhado durante um ano, enquanto o “Correio da Manhã” por ordem da direita “oculta” acumulava calúnias sobre a sua cabeça.

A longa narração de Sócrates deixou um certo público comovido. É muito possível que ninguém ainda tenha avisado Sócrates que ele estava politicamente morto e que jamais tornaria a ser eleito para contínuo da mais remota freguesia de Portugal. Ele, coitado, continua a achar que é uma força: opina sobre o PS, critica a estratégia eleitoral de Costa e não esconde o seu desprezo pela direita. Mas, de quando em quando, num intervalo lúcido, manifesta a suspeita de que a sua “narrativa” (como ele diz) não parece muito convincente. E, nesses momentos, atribui a sua desgraça ao “ódio pessoal” de alguns serventes do Diabo ou a uma força que ele confessa não compreender. Nós compreendemos; e mais do que isso gostávamos muito de mudar de assunto.
.

18 dezembro 2015

Actas da Câmara Municipal de Setúbal...

.
Sessão de 25 de Março de 1970
…realizou-se a reunião ordinária semanal, sob a presidência do Excelentíssimo Doutor Manuel José Constantino de Goes, estando presentes os vereadores Senhores Afonso Henriques Rocha, José Maria da Silva Belo, Carlos José Pinto e Fernando Batalha Pedrosa.
Não compareceu o vereador Senhores Doutor José Caldeira Areias e Manuel Pacheco Calanane Wengorovius cuja falta foi julgada justificada.
Assistiu à reunião o Chefe da Secretaria António Maria de Rhodes Sérgio Callapez.

.
Átrio da Câmara Municipal de Setúbal

.
O Senhor Presidente informou a Câmara da cedência de terrenos à Fundação Salazar próximo da Praça Olga Morais Sarmento e à Fundação Cardeal Cerejeira, junto do Bairro da Reboreda.
Comunicou ainda a abertura de um concurso público para a adjudicação do fornecimento de uma máquina varredora e aspiradora automóvel, para limpeza da via pública. 
Informou o Senhor Vice-Presidente que, tendo-se deslocado à cidade do Porto, a fim de assistir a uma demonstração do funcionamento de uma máquina varredora aspiradora, automóvel, utilizada pela Câmara Municipal daquela cidade, para limpeza das vias públicas, podia informar que se tratava de um aparelhagem eficiente, podendo acrescentar, em face dos elementos colhidos, que a sua utilização se tornava económica dada a redução de mão de obra que proporcionava.
Parecia-lhe, por isso, ser útil abrir concurso público para a aquisição de uma máquina destinada e executar tarefas daquela natureza.
Ouvidos os Senhores Vereadores foi deliberado, por unanimidade, por proposta do Senhor Presidente, abrir concurso público para os fins indicados pelo Senhor Vice-Presidente devendo, para o efeito, ser elaborado o caderno de encargos e programa de concurso que o Senhor Presidente ficou com a faculdade da aprovar, assim como de fixar,  a respectiva base de licitação.

17 dezembro 2015

Saber partir...

... num poema
de 
Isabel Monteiro
.
Isabel Monteiro
.
Um dia
Deixarei uma vela
Acesa no altar
Um sorriso no mar

Um arco-íris desenhado
No céu
E todo o perfume das flores azuis
Do mato
Depois é só olhar-me ao espelho
(no espelho exacto)
E saber partir
No fio solto das estrelas
.
isabelmonteiro
in, "Poemas Com Sabor a SOL SAL e A-mar"

16 dezembro 2015

Escrito na pedra...

In. “Público”
20.11.2015

O homem é absurdo por aquilo que busca, grande por aquilo que encontra.
.
Paul Valery
1871-1945
Poeta, ensaísta e crítico francês.

15 dezembro 2015

Setubalense - 1969 - Janeiro

.
06 Janeiro
O custo actual de uma licença de isqueiro é de 60$50.
.
08 Janeiro
Marcelo Caetano faz a sua Primeira Conversa em Família, na RTP.
.
20 Janeiro
Era Juiz de Direito, do 2ºJuizo, o Dr. Marino Barbosa Vicente Júnior.
.
25 Janeiro
O Dr. Manuel Esquível é Governador Civil de Faro (posse em 12 de Dezembro)
.
27 Janeiro
Foi inaugurado o rebocador “Ponta do Verde”, do armador Manuel José de Almeida Ferreira.
.
29 Janeiro
Ateneu Setubalense
O grupo “Ribalta” realiza uma sessão dedicada à nova canção portuguesa (Balada) com a participação de Carlos Portugal e do padre Fanhais.

14 dezembro 2015

Parabéns!... 14 de Dezembro

Onde quer que estejas, Rui Versos,
os teus Amigos não te esqueceram
no dia de hoje.
.
Rui Versos

13 dezembro 2015

O que é preciso é calma...

De uma "Análise" feita por 
    Manuel Carvalho,
num artigo de opinião editado hoje no
          "Público",
transcrevemos um pequeno excerto.
. 
Manuel Carvalho 
(...)
2. Se o mundo fosse perfeito e linear, um estudante de uma Escola Superior de Educação ou um aluno que seguisse a vertente pedagógica de uma licenciatura em História ou em Português devia ter acesso automático à carreira docente sem prestar outras provas para lá das que teve de fazer na faculdade. O problema é que o mundo não é perfeito nem linear. É por isso que todos sabemos de casos de professores de Português que dão erros ortográficos em mensagens simples que enviam para os pais dos alunos, ou que há licenciados em História que não sabem que nacional-socialismo e nazismo são uma única e mesma coisa. Se, à partida, um exame de acesso dos professores licenciados ao exercício da carreira para a qual se prepararam é um absurdo, na realidade é uma exigência que faz sentido. Porque, infelizmente, nem todos os licenciados têm condições para exercer a importantíssima tarefa de educar os nossos filhos.
.
Na sua continuada devoção de acolher pressões corporativas do funcionalismo público, os partidos da esquerda apagaram esta semana no Parlamento a legislação que exigia provas de avaliação aos professores. Para os deputados do PCP, Bloco e PS (com honrosa excepção de Paulo Trigo Pereira), acabando as provas acabam os problemas de formação dos professores. Deixar-se-á de exigir que condições básicas como o domínio da língua façam parte dos seus atributos. Vai-se continuar a permitir que faculdades produzam em série profissionais aos quais pouco mais se exigiu do que serviços mínimos durante o processo de aprendizagem. Com mais esta manifestação de facilitismo, quem mais perde são as escolas públicas. Se deixar de ser exigente para com a qualidade e o desempenho dos professores é uma política de esquerda, a direita que alegadamente protege os colégios privados agradece. Que se saiba, um docente que dê erros ou seja cientificamente incompetente não tem nestas escolas grande futuro.

.
in  "Memória futura" com o título
       "Na hora da acalmação"
      by Manuel Carvalho

O futuro nos dirá...

...no Editorial do Jornal i 
publicado no dia 12 de Dezembro 
por Vitor Raínho,
director do jornal.

Vitor Raínho

Praticamente todos os dias surgem notícias da Assembleia da República segundo as quais foram aprovadas medidas que mais não são do que o fim do que estava em vigor.

Foi assim com os exames do 4.º ano, com as provas de avaliação de conhecimentos e competências dos professores, com o regime de requalificação dos docentes ou com o fim dos julgamentos sumários para crimes graves. A ideia que passa é péssima, já que não se constrói nada, apenas se destrói.

Nas notícias que vão surgindo não vejo qualquer preocupação em melhorar o que estava em vigor, pois se se acaba com os testes de avaliação aos professores, e admitindo que eram mal feitos, onde estão as ideias brilhantes para louvar os bons professores e correr” com os maus? Ou nos milhares de professores não há quem esteja a mais no ensino? Esta saga de arrasar tudo o que foi feito pelo anterior governo ainda vai acabar mal e dá uma péssima imagem ao país. A do facilitismo e de que estamos a ser governados pelo Bloco de Esquerda e pelo PCP, que não foram seguramente os partidos mais votados nas últimas eleições. O futuro nos dirá onde vamos parar e o que teremos de sofrer para recuperar outra vez as finanças.

Percebo que os partidos que apoiam o governo lutem pelo aumento do salário mínimo nacional. Alguns economistas podem dizer que é insustentável, mas não creio que assim seja, até pelas contas que têm sido apresentadas. E mesmo a meta dos 600 euros até ao final da legislatura não me parece exagerada, mas para que isso seja posto em prática é preciso tomar medidas que o possibilitem. Por exemplo, cortando nos falsos rendimentos mínimos ou seja lá o nome que tiver, não acabando com as portagens nas auto-estradas que têm alternativas ou não acabando com taxas moderadoras para quem as pode pagar... Claro que algumas dessas medidas são impopulares e como já percebemos temos um governo que governa com a rua à vista. Não vão os sindicatos ficar zangados e o PCP e o BE passar para as escadarias de S. Bento a liderar essas manifestações.

12 dezembro 2015

Apesar e tudo...

... a nossa "Escola Secundária de Bocage" - o antigo Liceu Nacional de Setúbal - é das melhores classificadas no ranking anual das Escolas Públicas publicado hoje, pelo Ministério da Educação.
.
Escola Secundária de Bocage
(antigo Liceu Nacional de Setúbal)
.
De entre todas as Escolas Públicas existentes em Portugal, a nossa Escola ocupa o
11º lugar.

De entre todas as Escolas Secundárias existentes, privadas e públicas, a ESB ocupa o
31º lugar.

Estão todos de parabéns, professores, alunos, funcionários e pais.
Esperamos agora que estes resultados possam servir de incentivo para o trabalho do ano de agora decorre... Iremos melhorar no próximo ranking.
.
NB - Parece ser uma perda de tempo fazer um frente-a-frente entre o ensino público e o ensino privado que este tem vencido com uma facilidade em todas as frentes. No entanto, é possível perceber que o ensino público tem vindo a ocupar cada vez mais lugares que, por tradição, seriam das instituições privadas.
No top das 100 melhores escolas deste ano, 68 são públicas.

Humor antigo...

in. "Histórias Francesas"
Colecção "Mundo ri"
Ed.Vilhena - 1962

.
- Com que então essa é a tua nova professora? Eu hei-de ir à escola certificar-me.

11 dezembro 2015

Escrito na pedra...

In. “Público”
18.11.2015

Nem sempre podemos agradar, mas podemos falar sempre agradavelmente.
.
William Golding
1911-1993
Romancista, dramaturgo e poeta inglês


10 dezembro 2015

Recordações...

... 8 de Setembro de 1979
    em Tróia.

    GI

09 dezembro 2015

Parabéns!... 9 de Dezembro

Maria Irene faz anos hoje...
Mil parabéns!... uma mão cheia de beijinhos
e uma boa festa. aí nas Furnas!...

Maria Irene Folgado Crespo

08 dezembro 2015

Inês Graça

Por vezes, passam despercebidas algumas notícias que, de algum modo, podem ter um interesse relevante.
Foi num artigo de Opinião da autoria do Director da Católica Global School of Law, Luís Barreto Xavier, que deparei com uma breve referência a uma jovem advogada portuguesa que estudou no nossa cidade e se inicia agora numa carreira que parece promissora.
.
Inês Graça
.
Sob o título:
"Advogados do futuro
Os próximos 10 anos"

diz o autor, em título, que 
"antecipar o futuro da advocacia é tarefa impossível. A realidade evolui de forma não linear e depende de factores imprevisíveis. Mas há factos e tendências actuais que nos podem dar pistas."
.
Em dado passo, diz o autor:

(...)  2. Os advogados do futuro são cidadãos socialmente empenhados.

Inês Graça é uma jovem jurista portuguesa. Ainda durante a licenciatura, fundou a Pró Bono Portugal, com o fim de colaborar no acesso à justiça de pessoas em dificuldades. Esta organização foi capaz de congregar escritórios de advogados, faculdades, instituições de solidariedade social e estudantes no sentido de ajudar desinteressadamente quem precisa deste apoio no mundo do direito. Está na Universidade do Michigan, como Grotius Research Scholar, a desenvolver investigação na área do Direito dos Refugiados. A sua ambição é o exercício de uma advocacia de causas, defendendo os que não têm voz. O próximo passo será dado em 2016, já que vai trabalhar em Los Angeles, na Public Councel, o maior escritório de advogados pró bono, nos Estados Unidos, onde dará assistência jurídica a emigrantes e refugiados.
.
Quanto ao futuro destes jovens, Luís Barreto Xavier é da opinião de que os advogados do futuro são inclassificáveis. Serão cada vez mais tecnológicos, estarão em nichos de mercado especializados e sofisticados e também na advocacia low coast e no outsourcing. Não ficarão na mesma organização a vida inteira e terão de enfrentar mudanças radicais no tipo de actividade e na organização do trabalho. Estarão ao lado das empresas e alguns à frente das empresas, nestas incluídas sociedades de advogados. Nem todos terão trabalho, mas haverá cada vez mais oportunidades para quem as queira agarrar."
.
Deixo aqui os parabéns aos pais da Inês e um abraço amigo ao Pai, João Graça.
Deixo também uma referência a um "hobby" que torna a Inês uma "sócia de mérito" numa "agremiação" de que também faço parte: a Fotografia.
.
A Escola de Lisboa da Faculdade de Direito da Universidade Católica Portuguesa lançou, em parceria com a Associação Académica de Direito da UCP, a 1.ª Edição do Photo Challenge subordinado ao tema Sociedade (In)Justa.

Foi com satisfação que os membros do júri analisaram mais de meia centena de fotografias! Das quais destacaram a seguinte:
.
FIO DE ÁGUA 
Vencedor Categoria Locais e 
Vencedor Absoluto 
INÊS GRAÇA
.
Parabéns para a fotógrafa amadora!...

07 dezembro 2015

Fotografias de Castelo Branco...

O Arco do Bispo
na Praça Velha.
.
É nesta Arco que tem início a rua do Paço do Bispo
e aqui teria existido uma das entradas da cidade 
que ficou conhecida por Porta do Pelame.

06 dezembro 2015

Provérbios...

"Duas coisas indicam fraqueza: calar-se quando é preciso falar e falar quando é preciso calar-se."
.
Provérbio persa

05 dezembro 2015

5 de Dezembro

Nada melhor que um excerto do texto que Mário Cordeiro nos deixou, há uns dias, nas páginas do jornal i, para recordar o dia dos anos do meu Pai:
.
João de Matos Gonçalo
05.12 1899 - 26.08.1978
.
(...) Mas a nossa eternidade alcança-se na partilha, na explosão da nossa vida em mil pedaços, repartida pelas pessoas que amamos, pelo que fazemos, pela dádiva, pelas impressões digitais que deixamos nesta nossa passagem efémera. E pelo que a passagem dos que nos são próximos nos deixa, se estivemos atentos e pararmos um minuto para reflectir de vez em quando, amando mais e melhor.
Nada como citar quem escreve e tão bem expressa os sentimentos como Torquato da Luz, a quem retirei este poema, ou a frase final da "Paixão segundo São João", de Bach.
.
"Talvez o fim não seja o fim e ainda,
haja mais qualquer coisa além do fim.
Talvez ao fim da noite que não finda
haja um dia sorrindo para mim."
.
Ruht wohl, ihr heiligen Gebeine, die ich nun weiter nichtbeweine,
ruhtwohl und bringt auch mich zut Ruh!
(Repousem em paz os teus restos sagrados, que não chorarei. 
Repousa em paz e traz-me a mim também a paz.)
.
É a sensação com que devemos ficar e com que fico 37 anos sobre a morte de meu Pai: paz, tranquilidade, alegria e uma passagem para o futuro em continuidade com o passado.
Assim se vive, goza e frui o presente.
.
Mário Cordeiro
Médico pediatra
01.12.2015
.
NB - Apenas alterei o 35 por um 37... O autor vai perdoar.

04 dezembro 2015

A saudade é vida e morte...

...num poema a que
Isabel Monteiro
deu o título de
"Fado negro"
.
.
Isabel Monteiro

(...)
Fado negro
noites sombrias
perdidas
a triste sina acenando
na rua do Capelão
Fado chorado magoado
a trinar numa guitarra
Fado triste xaile negro
olhos pretos acenando
mágoas tristes se levando
no mar sombrio e sem estrelas
Lua encoberta folgando
em teus olhos barco à vela
que não sabem sossegar
Fado triste ensina a gente
sina fácil de entender
que saudade é vida e morte
uma à outra a separar
nas duas o bem querer
mesmo chorando a cantar
trinam na voz doces ais
que o vento e a brisa levando
parecem também suspirar
sempre mais cada vez mais....
Fado destino marcado
e quanta vida inventada
chorando perdidamente
no coração da guitarra
.
isabelmonteiro

03 dezembro 2015

Fotografias de Castelo Branco...

No Palacete da Família Mota
na Praça Velha...
.
...funciona actualmente o Arquivo Distrital de Castelo Branco

02 dezembro 2015

A obra artística dos escultores...

...Isabel Carriço e Fernando Branco...
Em 1979, comemorando o 
o XX Aniversário da Paróquia de Santa Joana Princesa, em Lisboa


Anverso - com a imagem da Princesa
Reverso -com o seu brasão
.
Edição dos autores
Diâmetro - 70 mm, em bronze.
Foi feita uma edição com uma face de 13 mm, argola, em ouro e prata.

01 dezembro 2015

A "Santa"...

... também lhe chamávamos o "Mono cientificus"
.
É o Monumento aos Estudantes da Universidade mortos na Guerra de 1914-1918, da autoria do escultor João da Silva. Foi descerrado em 16 de Outubro de 1948.

jjmatos "em pose" junto do "Monos scientificus",
no átrio, ao lado da escadaria principal do Edifício da Faculdade de Ciências 
da Universidade do Porto, na Praça dos Leões
(Em 9 de Julho de 1988)
.
Também designada por “A Santa” e muitas vezes referida como “A Sabedoria”, a estátua que se encontra no vão da escadaria principal do edifício da Reitoria, é sim um monumento à memória dos estudantes da Universidade mortos na 1ª guerra mundial. Descerrada em 1948 e financiada em grande parte pelos estudantes e antigos estudantes da Universidade, a estátua é da autoria do mestre escultor João Silva e deve-se não só a esses estudantes mas também ao fortíssimo empenho do Professor Catedrático Américo Pires de Lima também ele um combatente dessa guerra.
Prevista para o claustro exterior do edifício (onde foi feito o lançamento da primeira pedra), a estátua foi inicialmente colocada frente à escadaria, bem debaixo da arcada central do átrio de entrada do edifício. Mais tarde foi retirada para o vão da escadaria onde ainda hoje está.
Esbelta, sóbria e fúnebre, a estátua chama-nos à memória os relatos daquele que foi o mais arrepiante conflito mundial em que Portugal participou. Depois deste outros estudantes e Universitários da Universidade do Porto vieram a ser vítimas de outros conflitos em que o País se envolveu, também subordinados à manutenção do Império que a microcefalia da política de então não soube ou não quis entender que era já inviável.
Que, para além da homenagem que presta aos Universitários que pereceram na Primeira Grande Guerra, esta estátua nos traga à memória a frase de encerramento do discurso proferido pelo Professor Pires de Lima aquando da sua inauguração:
“Pois aqui fica o monumento, erigido pela Universidade para glória dos seus mortos e lição aos vivos”