08 fevereiro 2011

Um "Sonho"...

...de um poeta que frequentou
o "Café Diu", na rua da Boavista
no Porto.
.
Pedro Homem de Melo
.
Sonho
.
Comprei um baú na feira.
Pintei-o todo de azul…
.
No baú pus uma rosa…
Lembrei-me da tua face.
Ouvi ao longe o comboio…
Cuidei que ele me arrastasse!
.
No baú pus uma rosa…
Ou foi um cravo encarnado?
Fez-se mais perto o comboio:
Passou mesmo ao nosso lado…
.
No baú pus uma rosa…
Por nenhuma outra a trocara!
Nunca vi flor mais formosa!
Ai, depois, não vi mais nada:
Nem a flor nem o comboio,
Nem o seu rosto…
A ventura
Passa por nós… mas não pára.
.
In. “Segredo
1939

Sem comentários: