11 outubro 2015

A demolição moral de quem diverge...

...a torpe metodologia do estalinismo prático.
Num pequeno excerto das palavras de 

Sérgio Sousa Pinto
cit. in. "Observador", de 10.10.2015
.

Sérgio Sousa Pinto
.
Desde a derrota eleitoral que o deputado se tem mostrado activo nas redes sociais, sem esconder o descontentamento face à estratégia do seu partido. Na quinta-feira, em reação ao que Daniel Oliveira escreveu na coluna do Expresso, Sousa Pinto escreveu o seguinte comentário: “O compromisso entre socialistas e estalinistas não é isento de certas dificuldades. Exemplo prático: Daniel Oliveira na sua coluna do Expresso encontrou um qualificativo para os socialistas que não se revêm na política da frente de esquerda: o PS dos interesses. Cá está a demolição moral de quem diverge, a desqualificação por grosso de uma categoria indeterminada, a torpe metodologia, cedo inculcada, do estalinismo prático. No PS não estamos habituados a isto. Espero que essa nossa feliz idiossincrasia seja levada ao conhecimento dos nossos futuros aliados”.
.
NB -Sérgio Sousa Pinto acaba de se demitir do Secretariado Nacional do PS, em ruptura com o diálogo à esquerda (in. "Público" de hoje, em 11 de Outubro, com título a toda a largura na 1ª página):

"Demissão de Sousa Pinto 
revela cepticismo no PS 
com diálogo à esquerda."

Sem comentários: