21 abril 2016

Um poema de

... Luís Filipe de Castro Mendes
dedicado a Eugénio de Andrade,
depois de ler  "Os lugares do lume".
.
Luís Filipe de Castro Mendes
(actual Ministro da Cultura)
.

Entre os lugares do lume acontecia
que a tua voz as músicas movia

e era outra paisagem de repente
a levantar-se como sarça ardente,

como se os prisioneiros da linguagem
se tornassem só lume, só passagem

e na terra que foi melancolia
ardesse a voz inteira da poesia.

(Mas nos lugares do lume que disseste
um pur si muove brilha e aparece.)
.
in. "Aproximações a Eugénio de Andrade"
Ed.ASA - Novembro/2000


Sem comentários: