18 abril 2016

Canção sinistra...

... é o título de um poema de 
Pedro Homem de Melo
.
Pedro Homem de Melo
.
Correm lágrimas... E canto!
Canto a carne que alumia
A minha casa vazia
E as cinzas do meu espanto.
.
Flor por flor, astro por astro,
Terra, mar e firmamento.
Ó carne, que deixas rasto
Até nas dobras do vento!
Canto a carne que revela
O vinho que me embriaga.
Canto a carne que revela
(Quanto mais funda mais bela!)
A nódoa da minha chaga...
.
Canto a carne - inútil prece
Dos meus pés de caminheiro.
Carne. Carne - inútil prece.
Carne que és o mundo inteiro!
Carne. Carne que apodrece.
.
Pedro Homem de Melo
in "Bodas vermelhas" - 1947

Sem comentários: