28 abril 2010

Museu Real de Bruxelas

Recenseamento em Belém
Pieter Brueghel, o Velho
1525 – 1569
Recenseamento em Belém
.
O recenseamento decretado por ordem do imperador Augusto obrigava todos os súbditos a registarem-se na sua cidade natal. Por isso, também José se pôs a caminho com Maria, que estava grávida.
No Recenseamento de Belém, de 1566, Brueghel representa a chegada à cidade. Todavia, não situou a cena bíblica na Judeia, mas transportou-a para a Flandres, para uma típica aldeia flamenga, batida pelo cortante ar invernal e branca de neve. Uma multidão comprime-se diante da casa em que têm lugar as formalidades administrativas, enquanto outros viajantes afluem em grande número. Entre eles e conhecemos José e Maria, esta última sentada num burro, ladeado pela vaca da noite de Natal.. De notar como é difícil descobrir as personagens principais no conjunto desta composição. O método é, todavia, tipicamente maneirista: o artista põe o acento sobre a paisagem e obriga o observador a examinar atentamente todo o quadro para descobrir Maria, reconhecível pelo longo manto. A cena bíblica é assim representada sem excessivo relevo, e o carácter religioso do quadro passa para segunda ordem em favor da paisagem, da aldeia com as suas casas semelhantes a tantas outras, os seus habitantes que se ocupam das suas tarefas quotidianas e as crianças que brincam, imperturbáveis.
.
Cfr. Roger A.d’Hulst
In “Grandes Museus do Mundo
Ed.Verbo – Setembro/1973

Sem comentários: