20 julho 2017

Resta-me só a ventura....

Num poema de
Silva Gaio
intitulado
Ausência
 .
Manuel Silva Gaio
.
Ausência

Desde que, por não te ver,
Vejo em tudo…noite escura,
Resta-me só a ventura
De duvidar e dizer:

- Qual mais custa: se a tristeza
Dum adeus amargurado,
Se a dura e firme certeza
De estar penando a teu lado
.
Silva Gaio
in. "Líricas Portuguesas"
Ed.Portugália Editora 2ªEd.1957

Sem comentários: