07 maio 2014

Escrito na pedra...

in. "Público"
Qui 24 Abr 2013
.
"Tivesse de acabar, sempre a doer,
  sempre a doer de tanta perfeição,
  que ao deixar de bater-me o coração
  fique por nós o teu inda a bater."
.
Vasco da Graça Moura
1942 - 1914
poeta e ensaísta português

Sem comentários: