01 maio 2015

Por vezes faz bem...

... reler "coisas" escritas há tanto tempo!

02-05-1952
... lembrei-me de queimá-las  e guardar as cinzas  num envelope  no qual bem poderia escrever o que ela uma vez me disse: "...e depois todo o passado se transformará em cinzas que, ao menor sopro,  se espalhará  e jamais se tornará a ver!..."  Parece que, desta vez, a rapariga teve um palpite que não falhou... À noite vesti a minha velha capa  e fui ao ensaio geral do Orfeão Maior a que puderam assistir as famílias dos alunos.  Fiquei com o Ascenção e, ambos, juntos com a Marília, com a Aurília e com a Júlia Costa. Escusado será dizer  que estivemos sempre no paleio...  A meio do ensaio deu entrada no Salão de Festas o Dr. Joaquim Sérvulo Correia, antigo Reitor do Liceu, que levou uma salva de palmas enorme... Atrás de mim virá quem de mim bom fará!! No final, eu, o Salvado e o António Tavares fomos cumprimentá-lo.
.
O Orfeão Maior do Liceu de Nun´Álvares em 1950
Sérvulo Correia ainda era Reitor do Liceu (em primeiro plano à direita)
Maria Clara Gouveia a professora-regente em destaque (ao centro).

1 comentário:

Olímpio Matos disse...

Estes foram alguns dos nossos " bons velhos tempos" . Pese, embora, aos profetas da desgraça, que não souberam fazer melhores.
Um abraço . E continua, a bem de uma História séria, objectiva, não engajada, diferente da que vem sendo feita neste nosso País desde meados de 75.