08 maio 2015

Pessoas inteligentes...

...fazem coisas estúpidas.
Este é o título do Editorial do Jornal i
na sua edição de hoje.
É da autoria do jornalista
Luís Osório
.
Luís Osório

(...)
Praticamente não há aldeias, as sociedades são cosmopolitas, o mundo é globalizado e, por definição, tudo pode e deve ser discutido e questionado, mesmo o que é ridículo.
Toda a gente tem direito à opinião e pode dá-la, mesmo os que têm opiniões idiotas. É um tempo em que o consumidor é soberano, não precisa de ter poder para ter o poder de que precisa. O poder de pôr em causa, de desabafar, de libertar a bílis, mas também de confrontar os poderes nas suas contradições.
É por isso quase doentia a tendência de vários poderosos/influentes fazerem o que não devem, cometerem erros que ninguém entende por tão óbvios parecerem.
Só se explica pela razão mais simples: o autismo profundo de quem acha estar acima da própria realidade. Como explicar que Passos Coelho elogie Dias Loureiro? Qualquer pessoa normal diria que talvez não fosse prudente fazê-lo, que a percepção do país é que o ex-ministro é um homem com demasiadas sombras e pode roubar votos a quem se está a recandidatar ao lugar de primeiro-ministro.
Como explicar que o primeiro-ministro tenha apadrinhado um livro em que Paulo Portas é humilhado e imolado no altar dos imorais - como explicar que o tenha feito depois de ter celebrado há 15 dias um acordo de coligação? 
E como explicar também que António Costa envie um SMS a um jornalista que não conhece de parte alguma? Que raio poderia ganhar com aquela mensagem?
Pessoas inteligentes fazem coisas estúpidas demasiadas vezes.
.
(transcrevo apenas um pequeno excerto...)

Sem comentários: