06 setembro 2014

Uma vitória da justiça...

...é o título do "Editorial" de hoje, no "i",
que é assinado pelo seu director,
Luís Rosa.
.
Luís Rosa
.
Apenas um curto excerto:
.
(...) A noção de que os tribunais costumam ter dois pesos e duas medidas, tendo em conta o poder económico e social dos réus, é o maior sentimento de injustiça e descrença que uma sociedade democrática pode ter. Porque passa a mensagem à comunidade de que não vale a pena ser honesto, de que não vale a pena trabalhar no duro e respeitar sempre a lei. O tribunal de Aveiro contrariou ontem essa mensagem e disse: a justiça é igual para todos. Maior acto de credibilização é impossível.
Os portugueses têm, e com razão, uma má imagem da justiça criminal. É lenta, desiquilibrada e desigual. Mas temos de ser justos e constatar uma evolução, nos últimos anos, no combate à criminalidade económico-financeira. Com poucos meios e investimento financeiro ao nivel da investigação, a justiça tem melhorado os seus resultados."
.
NB
Todos gostámos daquilo que sucedeu ontem em Aveiro. Temos de felicitar o Tribunal presidido pelo juiz Raul Cordeiro. Todos esperamos que esta sentença seja vista como um bom exemplo, quer para toda a classe dos juizes quer, principalmente, para todos os políticos... "possíveis futuros prevaricadores".
.
Já deve haver, "neste momento", muito cidadão "honesto", tremendo à espera daquilo que para aí vem... É que estamos só  começar...

Sem comentários: